Artigo: Como um bom cadastro de clientes pode potencializar o seu negócio?

*Por Erik Penna

O cadastro completo de clientes não é uma prática realizada por todas as empresas, mas é muito importante que seja feito tanto por lojas físicas quanto virtuais. Se for utilizado corretamente, pode render ótimos frutos aos comerciantes e/ou industriários que possuem lojas próprias/franquias/e-commerce.

Não exigido por lei, o cadastro de clientes é uma excelente oportunidade para a empresa vendedora colher dados e manter contatos posteriores. Além de, é claro, ser uma alternativa para se aproximar do consumidor e amplificar as vendas.

As informações colhidas para o cadastro são simples: nome, dados pessoais, email, telefone e data de aniversário. Mas, além destas, sugiro também mais duas perguntas:

1) Você indicaria nosso negócio para as pessoas que mais gosta? Sim ou não? Por quê?

2) O que você mais gosta de fazer como hobby ou nas horas vagas?

O ideal não é fazer um cadastro com muitas perguntas, pois algo extenso pode fazer o cliente declinar no preenchimento.

No entanto, muitas lojas ainda resistem em fazer o cadastro de seus clientes. Há um receio por parte das pessoas em passar seus dados, e, com a correria do dia a dia, o veem como algo que toma tempo e não traz benefício. Mesmo assim, é importante que as lojas cadastrem o maior número de clientes possível para fortalecer o relacionamento.

O cadastro se torna um aliado quando é feito de forma criativa. Por isso, o preenchimento precisa ser interessante, rápido e recompensador. A seguir, indico três exemplos que ilustram isso:

a) Qual criança no parque da Disney gostaria de parar tudo para responder um questionário? Pois é, minha filha fez questão de responder, pois a “Sininho” apareceu toda fantasiada na frente dela, jogou um pozinho mágico para cima e, com um tablet na mão, perguntou se ela poderia ajudá-la teclando 3 respostas. Minha filha ficou extasiada e respondeu: “Mas só três, não pode ser mais?”.

b) Um exemplo negativo aconteceu comigo. Fui passar um fim de semana com a família num hotel fazenda e, ao entrar no quarto, me deparei com um opinário com 35 perguntas do hotel. De forma bem humorada comentei com minha esposa: “Estou em dúvida se vou curtir o fim de semana com vocês ou se fico aqui o dia todo respondendo as essas perguntas”.

c) Um supermercado fez um sorteio de uma televisão para aqueles que preenchiam o cadastro e deixavam uma sugestão de melhoria. Resultado: em um mês obteve mais de 500 fichas cadastrais e ideias de melhoria. Com isso, conseguiu ampliar sua base de dados e, o melhor de tudo: adotou 6 novas práticas baseadas nas sugestões apresentadas. Nada mal e tudo isso com investimento baixo.

Para as lojas virtuais não existe essa barreira da criatividade, uma vez que o consumidor já preenche os dados antes de finalizar a compra. Mas a loja física pode criar mecanismos, como os citados acima, para gerar interesse nas pessoas em participar.

Manter contato com os clientes é fundamental, tanto como para obter ferramenta de pós venda e fidelização. O email marketing e o televendas são duas ótimas alternativas com baixo custo e que potencializam as vendas de forma significativa.

Um bom exemplo ocorreu comigo outro dia. Atendi ao telefone em casa, a pessoa se apresentou e informou que, baseada nas informações que deixamos na loja dela, estava ligando para nos fazer um convite para um evento. Ela explicou que estavam promovendo um desfile de princesinhas e eles identificaram que a nossa filha poderia ser uma das princesas no evento. Não era preciso pagar nada, apenas ela escolheria o vestido que desejasse e faria o desfile. Sabe o que aconteceu?  Aparecem 50 princesas, muitos familiares e amigos. Ao término daquela noite tão especial, não era obrigatório, no entanto, mais da metade dos pais comprou o vestido que a filha desfilou, além de maquiagens infantis, tiaras, sapatilhas, brinquedos etc. A proprietária da loja me confidenciou que havia sido o melhor dia de vendas do mês, e tudo começou com um bom cadastro que foi bem utilizado.

O contato físico também é muito importante nesse processo de fidelização e aumento de vendas. Vivemos na era das experiências e precisamos gerar momentos mágicos com os clientes. As pessoas estão carentes, sedentas de atenção. Uma frase do psicanalista francês Jacques Lacan resume bem isso: “A fonte de todo desejo é ser desejado”. Portanto, se a loja souber enviar uma carta personalizada em que a pessoa se sinta especial, a relação marca/loja/cliente se fortalece e as vendas tendem a crescer também.

* Erik Penna é palestrante motivacional, especialista em vendas, consultor e autor dos livros “A Divertida Arte de Vender”, “Motivação Nota 10” e “21 soluções para potencializar seu negócio”. Site: www.erikpenna.com.br

Sobre Erik Penna

É palestrante motivacional, especialista em vendas e consultor. Possui MBA em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas, pós-graduação em Administração e Marketing pela Universidade Paulista e graduação em Economia pela Universidade de Taubaté.

Aborda nas palestras ensinamentos baseados nas experiências vivenciadas por ele durante a sua carreira como executivo de vendas, professor, escritor, motivador de equipes e gestor corporativo. É autor dos livros “A Divertida Arte de Vender”, “Motivação Nota 10”, “21 soluções para potencializar seu negócio” e coautor dos livros “Gigantes das Vendas” e “Gigantes da Motivação”. Site: www.erikpenna.com.br

Atendimento à imprensa

Patrícia Arantes – RZT Comunicação

www.rztcomunicacao.com.br

patricia@rztcomunicacao.com.br

Fones: (11) 5051-8142 / 99873-6008

 

erros nas redes sociais

20 erros que dificultam o sucesso das marcas nas redes sociais

Nesta era digital em que vivemos, empresas e profissionais liberais usam cada vez mais as redes sociais para conquistar espaço, expandir negócios, alcançar novos públicos e faturar. Entretanto, muitas marcas ainda têm dificuldade de fazer o uso adequado de canais como Facebook, Instagram e LinkedIn, por exemplo.

Veja a seguir 20 fatores que dificultam o crescimento online:

1) Achar que vender na web é fácil
Muitos acreditam que anúncios pelo Facebook conseguem atrair vendas mais rapidamente, mas o processo é difícil de qualquer forma. A vantagem da rede social é que o anúncio foca diretamente no público alvo.

2) Não identificar oportunidades de negócio
É importante observar a necessidade do público naquele momento para criar boas oportunidades de venda.

3) Achar que todo mundo vai comprar
Mesmo que a marca lance um produto de aceitação geral, é importante focar em um nicho específico para garantir um resultado melhor nas vendas.

4) Encarar como um “trabalho fácil”
Muitos associam o trabalho em redes sociais com “ganhar dinheiro online” e o empreendedor deve entender que não é bem assim. Isso requer muita dedicação e, para o negócio ser financeiramente saudável, é preciso um fluxo de caixa, previsibilidade de receitas, entradas recorrentes e controle de gastos.

5) Acreditar nos antigos paradigmas de trabalho
Trabalhar online permite o empreendedor atuar de qualquer lugar, o que traz um aspecto de liberdade. Mas, trabalhar com redes pode durar muito menos ou muito mais que as tradicionais 40 horas semanais.

6) Manter-se apenas com um plano
As constantes mudanças da internet fazem com que o empreendedor tenha vários planos. Ter um plano B é importante para a estabilidade do negócio.

7) Deixar de lado o espírito empreendedor
O empreendedor precisa aceitar riscos, ter determinação, liderança, coragem, visão e competência para manter o sucesso do negócio.

8) Investir demais
Não é necessário investir altas quantias em Facebook, Twitter e Instagram. Cada marca tem um público mais engajado em uma destas redes, então é melhor planejar e anunciar diretamente na rede mais focada em seu público alvo.

9) Investir de menos
Feito o anúncio em determinada rede, é preciso manter o andamento. Se a estratégia não gera resultado, tente outra até que a marca encontre o melhor jeito de anunciar.

10) Ser ofensivo
A linguagem das redes sociais é simples e deve interagir com o público. Mas é preciso tomar cuidado com as palavras e maneira de falar para que o conteúdo não fique ofensivo.

11) Ser falso ou pouco autêntico
A marca precisa transparecer o que ela realmente é. O público percebe quando a ação não corresponde ao DNA da empresa.

12) Comunicar-se nas redes sociais é diferente da “vida real”
Negócios que tenham espaços físicos precisam atuar nas redes sociais da mesma forma que se comunicam pessoalmente. É preciso que haja um alinhamento de linguagem.

13) Conhecer o público-alvo superficialmente
É fundamental conhecer os gostos e preferências do público, não apenas as informações básicas, e as necessidades que podem ser atendidas pela sua comunicação, que vão além do produto em si.

14) Não se relacionar
A rede social é feita para se relacionar. Ninguém usa uma rede social para comprar. Então a marca deve, primeiramente, manter contato com o cliente para que, a partir disso, ele venha consumi-la.

15) Não responder aos comentários
A rede social é uma ferramenta de interação e isso não pode ser diferente com as redes sociais da empresa. É preciso responder rapidamente aos comentários e mensagens e com as informações que os usuários esperam da marca.

16) Achar que sabe de tudo sobre as redes sociais
A internet muda constantemente. Por isso, é importante sempre atualizar o conhecimento sobre as redes e ficar por dentro das mudanças e novidades.

17)Não usar Call to Action
Os anúncios precisam de alguma ação do público-alvo, onde no marketing digital é conhecido como call to action. Além da visualização, o usuário precisa clicar para ir a uma página, reservar o produto, se cadastrar ou baixar alguma coisa, entre outras possibilidades.

18) Trabalhar com imagens sem entender do assunto
Contratar um designer profissional ou obter conhecimento na área é fundamental para que as imagens utilizadas em posts e anúncios estejam boas e coerentes com o conteúdo.

19) Mentir e não dar ouvidos ao cliente
O relacionamento com o cliente precisa ser transparente. Também não se pode tirar a razão dele nas respostas. Fale sempre a verdade, mesmo que para isso a marca tenha que assumir que não sabe ou que está errada.

20) Apenas fazer – e não analisar os resultados
O sucesso da marca nas redes sociais depende da análise de resultados. É importante verificar como está a interação do público nos posts e quais temas mais chamam a atenção. Desta forma, é possível traçar a melhor estratégia para o desenvolvimento online da empresa.

Com informações do site Adnews

Artigo: Por sobrevivência, empresas focam em “experiências” para seduzir clientes

*Por Manoel Carlos Jr

Nunca a palavra “experiência” esteve tão em alta entre pessoas e empresas. Não no sentido de acúmulo de tempo, mas, sim, no de vivenciar um tempo de qualidade. E, em períodos de crise e escassez de clientes, as marcas viram que é preciso oferecer algo a mais, diferenciado, exclusivo.

“Esse fenômeno, muito forte, sobretudo no comércio varejista e nos serviços, veio para ficar. Até porque a grande verdade é que chegamos a um momento em que os produtos são cada vez mais parecidos, até iguais. É a chamada comoditização, que ocorreu em praticamente todas as indústrias e, consequentemente atingiu o varejo”, afirma o especialista e pioneiro no marketing de experiência no Brasil, Manoel Carlos Jr.

Segundo ele, houve uma verdadeira nivelação – por cima – da qualidade e isso trouxe ótimas consequências aos consumidores. Agora, só ter um ótimo produto ou serviço não basta. “É preciso ir além, entregar uma experiência única para o cliente.”

Para se adequarem a esse novo ciclo, as empresas vêm passando por uma verdadeira “revolução”. A experiência, para ser efetiva, necessita obrigatoriamente trabalhar o emocional e o sensorial do cliente.
“Por isso, cada vez mais organizações têm buscado uma identificação emocional com seu consumidor, uma causa comum entre eles. E, a partir daí, conta-se uma boa história capaz de envolver o cliente”, explica Manoel.

A partir daí cria-se uma sensação de pertencimento, onde temos exemplos clássicos como Disney, Harley Davidson e Apple, marcas que usam e abusam desse sentido de tribo.

“O emocional deve ser trabalhado em sintonia com o sensorial. A atençāo a todos os detalhes do processo de consumo e da experiência do cliente na loja ou com o produto é fundamental.”

Para o especialista, mesmo em tempos de retração econômica é possível proporcionar isso ao público. “Com criatividade, dá sempre para entregar mais. É preciso criar o efeito ‘Uau!’, surpreender positivamente o cliente”, conclui Manoel.

* Manoel Carlos Jr. é especialista e pioneiro no marketing de experiência no Brasil e criador do termo “Experiencialize”. É palestrante, publicitário formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing , pós-graduado em Gestão de Marketing pela FGV-SP e especialista em Business Comunication pela International English Institute – CA (EUA).

Sobre Manoel Carlos Jr.

Especialista e pioneiro no marketing de experiência no Brasil e criador do termo “Experiencialize”. É palestrante, publicitário formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing , pós-graduado em Gestão de Marketing pela FGV-SP e especialista em Business Comunication pela International English Institute – CA (EUA).

Sócio e diretor da Publicarte Propaganda, uma das agências mais premiadas do interior do estado de São Paulo. É também fundador e coordenador do Meeting Empresarial do Vale do Paraíba-SP, fórum que reúne os principais empresários e altos executivos da região. Atuou durante 6 anos como professor universitário nas disciplinas de planejamento de campanha e redação publicitária.

Suas palestras têm abordagem prática, fruto de mais de 15 anos de experiência no planejamento de marketing de profissionais liberais, pequenas e médias empresas.

Site: www.experiencialize.com

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
almir@rztcomunicacao.com.br
www.rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 | 99628-1733

Apresentação em público

Como ter o domínio da oratória

A oratória é um conjunto de técnicas adequadas para apresentar um discurso sem colocar em risco as qualidades pessoais do orador. Um bom comunicador sabe que a oratória significa que falar é tão importante quanto ouvir. Por esse ponto de vista, está claro que ser um bom orador não significa apenas convencer o ouvinte, mas também escutar o que ele tem a dizer.

No passado, a oratória significava “a arte de convencer o ouvinte”. Atualmente, porém, essa expressão não condiz mais com a realidade. O orador não deve tentar convencer forçosamente a audiência. O que ele precisa fazer para se dar bem nas apresentações, é oferecer informações importantes, por meio de dados razoáveis, que instruem o público a pensar sobre o assunto abordado.

Outro fator importante é saber ouvir. Mostrar seus pontos e razões, mas também dar a chance para o público discordar deles e manifestar suas opiniões. Já que a oratória é uma forma de se comunicar e a comunicação envolve a troca de informações, nada mais razoável do que informar e buscar receber da audiência outros conhecimentos e referências sobre o tema.

Profissionais de qualquer área devem ter o domínio da oratória. Não somente para apresentações, palestras, aulas ou seminários. Mas também para conceder entrevistas nos meios de comunicação, como televisão, rádio, jornais, revistas e internet. O profissional que se nega a falar em público passa a impressão de que é inseguro acerca de seu conhecimento sobre área em que atua.

Se você se identificou com uma ou mais situações citadas acima, faça um curso de oratória e prepare-se para ser um bom orador em qualquer caso.

(Com informações do blog Profissões e Mercado de Trabalho)

Marketing Digital

Curso de Marketing Digital da RZT terá nova turma em julho

Depois do sucesso da primeira turma, a RZT Comunicação realizará mais uma edição do curso de Marketing Digital. Atendendo a pedidos de pessoas que se interessaram, mas não podiam participar das aulas durante a semana, desta vez o treinamento será em dois sábados: 23 e 30 de julho de 2016, das 8h30 às 17h30 (carga total de 16 horas), na região da Paulista, em São Paulo-SP.

O objetivo de “Marketing Digital na prática: como e por onde começar?” é apresentar os conceitos básicos do empreendedorismo digital e as diversas etapas do processo, da criação do negócio online até o processo de venda. Serão realizadas atividades práticas e os participantes ainda testarão diversas ferramentas que facilitam (muito!) o dia a dia.

O treinamento vem despertando o interesse de empresários, coaches, consultores e profissionais liberais em geral, que pretendem empreender online, além de jornalistas, publicitários e relações públicas, que buscam se especializar para prestar serviço nesta área digital.

A quem o curso é indicado:

  • Empresários que têm negócios físicos e ainda não estão no online
  • Empreendedores que estão com dificuldades de ingressar no Marketing Digital
  • Profissionais liberais que planejam expandir seus negócios
  • Profissionais que veem no setor uma fonte de renda alternativa
  • Profissionais de comunicação
  • Estudantes

Conteúdo programático:

Dia 1

  • O boom do mercado online no Brasil
  • Princípios do Marketing Digital
  • A construção da sua marca digital
  • Como conquistar autoridade na internet
  • Redes sociais: como aproveitar todo o potencial delas
  • Blog, SEO, Google Adwords e Facebook Ads
  • Transforme conhecimento em infoprodutos (e dinheiro)
  • Atue como afiliado e lucre sem produzir nada

Dia 2

  • Lista de e-mails: o maior tesouro do seu negócio digital
  • Lead Lovers: a incrível máquina automática de vendas
  • Relacione-se e ganhe a confiança de seus leads (clientes)
  • Aprenda a criar e-books atrativos
  • Abuse dos vídeos para aumentar o engajamento
  • Passo a passo para criar um curso online
  • Meu infoproduto está pronto. E agora, como vender?
  • Ferramentas úteis para atuar como empreendedor digital

Instrutor:

Almir Rizzatto é sócio-fundador da RZT Comunicação, jornalista, assessor de imprensa, escritor, instrutor de cursos de comunicação e especialista em Marketing Digital.

Atua com comunicação online desde 2000 e possui pós-graduação em Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Marketing.

Investimento e informações:

  • Datas: 23/07/2016 e 30/07/2016 (carga total de 16 horas)
  • Horário: das 8h30 às 17h30
  • Local: Região da Paulista – São Paulo-SP
  • Inscrição individual: R$ 530
  • Inscrição dupla: R$ 980 (R$ 490 cada)
  • Inscrição tripla: R$ 1.320 (R$ 440 cada)
  • Incluso: apostila, certificado e coffee-break
  • Formas de pagamento: boleto bancário ou PagSeguro (em até 12 x no cartão; verificar diretamente na plataforma as taxas cobradas em caso de parcelamento)
  • Desconto: 5% para pagamento à vista através de boleto

Para garantir a sua participação no curso de Marketing Digital, envie um e-mail para contato@rztcomunicacao.com.br.

ATENÇÃO: as vagas são limitadas para uma melhor interação em sala e um atendimento individualizado!

Veja e leia abaixo os depoimentos dos participantes da primeira turma curso de Marketing Digital:

“O nome do cara é: Almir Rizzatto. Se você busca informação, conteúdo de qualidade, indico a RZT Comunicação. O curso é sensacional! A apresentação é maravilhosa e o conteúdo, excelente. A carga horária é compatível, porém eu queria mais (risos). Gostei da dinâmica e de como as dúvidas foram esclarecidas. Indico o curso e assino embaixo!”

Alan Gusmão Romero
Coach

“O curso de Marketing Digital serviu, antes de tudo, para abrir a visão e o pensamento a novas possibilidades. A troca de ideias é essencial para quem busca novos desafios ou colocar velhos sonhos em prática. Além disso, há a apresentação de conceitos e ferramentas super importantes para quem quer investir na área. Recomendo!”

Ana Marson
Jornalista

“O curso de Marketing Digital foi um ótimo start para entender melhor como atuar no mundo online e aproveitar a ajuda das ferramentas para desempenhar um trabalho mais objetivo é certeiro.”

Camila Ferreira
Jornalista

“O curso foi muito interessante e nos levou a entender como usar as ferramentas do Marketing Digital. Ele mostrou a estrada que terei que percorrer e eu precisava de um curso desse tipo. Quem tem um produto e não sabe como ter um resultado financeiro, convido a fazer esse curso com o Almir. Vale a pena!”

Elazier Barbosa
Palestrante

“Adorei! Foi muito além das minhas expectativas. As 16 horas de curso me trouxeram tantas informações, dicas, ideias e feedbacks que saio com mais vontade ainda de que meus serviços alcancem o mundo digital de maneira agregadora, agradável e sustentável.”

Érika Figueira Vannuccini Fernandes
Coach

“Gostei muito do curso. Muitas coisas eu não sabia. Deu um panorama geral de como é trabalhar com mídias digitais.”

Hanaí Costa
Jornalista

“Fantástico o curso! O Almir Rizzatto é didático e paciente, pois a galera perguntava muito. O material é fantástico, pois te ajuda a entender o Marketing Digital, como utilizar site, Facebook, LinkedIn e o principal: como ganhar dinheiro com seu negócio. Todo aprendizado adquirido nos dois dias de curso foi de extrema importância. Percebi o quanto precisava melhorar e investir para o crescimento do meu negócio. As ferramentas apresentadas são práticas e com um custo que cabe no bolso. Super indico o curso de Marketing Digital da RZT! Super indico o trabalho do Almir!”

Marco Garcia
Coach

“Eu sou jornalista, sempre trabalhei com a área de comunicação, mas tinha conhecimento zero de Marketing Digital. O Almir ensinou muitas ferramentas que eu não fazia a mínima ideia que existiam e com condição de operá-las sozinha, sem ter que pagar alguém pra fazer isso por mim. O curso foi extremamente importante para abrir oportunidades e enxergar novas perspectivas. Agradeço muito pelas orientações, disponibilidade, paciência e educação em explicar um conteúdo, até o momento, desconhecido para mim. Um curso deste é o pontapé inicial e ideal para quem quer se lançar no mundo digital e não sabe por onde começar. Foi super 10! Recomendo!”

Rosângela Rivelli
Jornalista

“Foi uma experiência muito boa. Apesar de ser publicitária, eu não tinha muita noção de como colocar o meu produto nas mídias sociais, como empresa, como branding. Consegui ter uma visão geral do que preciso desenvolver para colocar a minha marca em evidência. O mais importante é que agora sei o caminho que preciso percorrer. Se você é autônomo e não sabe por onde começar no Marketing Digital, aconselho a fazer esse curso do Almir. Não perca o próximo!”

Silvia Furgler
Coach

Veja fotos da primeira turma do curso de Marketing Digital:

  • Sala pronta para receber os participantes da 1ª turma do curso "Marketing Digital na prática", da RZT Comunicação

Curso de Marketing Digital em SP reúne coaches, palestrantes e jornalistas

Participantes da 1ª turma ao final do curso "Marketing Digital na prática", da RZT Comunicação

Participantes da 1ª turma ao final do curso “Marketing Digital na prática”, da RZT Comunicação

Em 29 de abril e 6 de maio, a RZT Comunicação realizou a 1ª turma do curso “Marketing Digital na prática: como e por onde começar?”. O treinamento foi ministrado pelo sócio-fundador da agência, Almir Rizzatto, em São Paulo-SP, e contou com a participação de coaches, palestrantes e jornalistas.

Durante os dois dias, além de terem acesso aos fundamentos do Marketing Digital, os alunos realizaram atividades práticas, descobriram como aproveitar melhor os recursos das redes sociais e testaram diversas ferramentas úteis para o dia a dia.

Confira abaixo os depoimentos dos participantes:

“O nome do cara é: Almir Rizzatto. Se você busca informação, conteúdo de qualidade, indico a RZT Comunicação. O curso é sensacional! A apresentação é maravilhosa e o conteúdo, excelente. A carga horária é compatível, porém eu queria mais (risos). Gostei da dinâmica e de como as dúvidas foram esclarecidas. Indico o curso e assino embaixo!”

Alan Gusmão Romero
Coach

“O curso de Marketing Digital serviu, antes de tudo, para abrir a visão e o pensamento a novas possibilidades. A troca de ideias é essencial para quem busca novos desafios ou colocar velhos sonhos em prática. Além disso, há a apresentação de conceitos e ferramentas super importantes para quem quer investir na área. Recomendo!”

Ana Marson
Jornalista

“O curso de Marketing Digital foi um ótimo start para entender melhor como atuar no mundo online e aproveitar a ajuda das ferramentas para desempenhar um trabalho mais objetivo é certeiro.”

Camila Ferreira
Jornalista

“O curso foi muito interessante e nos levou a entender como usar as ferramentas do Marketing Digital. Ele mostrou a estrada que terei que percorrer e eu precisava de um curso desse tipo. Quem tem um produto e não sabe como ter um resultado financeiro, convido a fazer esse curso com o Almir. Vale a pena!”

Elazier Barbosa
Palestrante

“Adorei! Foi muito além das minhas expectativas. As 16 horas de curso me trouxeram tantas informações, dicas, ideias e feedbacks que saio com mais vontade ainda de que meus serviços alcancem o mundo digital de maneira agregadora, agradável e sustentável.”

Érika Figueira Vannuccini Fernandes
Coach

“Gostei muito do curso. Muitas coisas eu não sabia. Deu um panorama geral de como é trabalhar com mídias digitais.”

Hanaí Costa
Jornalista

“Fantástico o curso! O Almir Rizzatto é didático e paciente, pois a galera perguntava muito. O material é fantástico, pois te ajuda a entender o Marketing Digital, como utilizar site, Facebook, LinkedIn e o principal: como ganhar dinheiro com seu negócio. Todo aprendizado adquirido nos dois dias de curso foi de extrema importância. Percebi o quanto precisava melhorar e investir para o crescimento do meu negócio. As ferramentas apresentadas são práticas e com um custo que cabe no bolso. Super indico o curso de Marketing Digital da RZT! Super indico o trabalho do Almir!”

Marco Garcia
Coach

“Eu sou jornalista, sempre trabalhei com a área de comunicação, mas tinha conhecimento zero de Marketing Digital. O Almir ensinou muitas ferramentas que eu não fazia a mínima ideia que existiam e com condição de operá-las sozinha, sem ter que pagar alguém pra fazer isso por mim. O curso foi extremamente importante para abrir oportunidades e enxergar novas perspectivas. Agradeço muito pelas orientações, disponibilidade, paciência e educação em explicar um conteúdo, até o momento, desconhecido para mim. Um curso deste é o pontapé inicial e ideal para quem quer se lançar no mundo digital e não sabe por onde começar. Foi super 10! Recomendo!”

Rosângela Rivelli
Jornalista

“Foi uma experiência muito boa. Apesar de ser publicitária, eu não tinha muita noção de como colocar o meu produto nas mídias sociais, como empresa, como branding. Consegui ter uma visão geral do que preciso desenvolver para colocar a minha marca em evidência. O mais importante é que agora sei o caminho que preciso percorrer. Se você é autônomo e não sabe por onde começar no Marketing Digital, aconselho a fazer esse curso do Almir. Não perca o próximo!”

Silvia Furgler
Coach

Veja fotos do evento:

  • Sala pronta para receber os participantes da 1ª turma do curso "Marketing Digital na prática", da RZT Comunicação

Artigo: Como promover uma educação de excelência em 10 passos

*Por Erik Penna

Se você deseja atuar com excelência, se prepare, o trabalho será árduo e contínuo.

Vivemos um tempo de muitas mudanças, o mundo mudou, o aluno mudou, a educação mudou e a pergunta que fica é: “Os profissionais da educação estão acompanhando essas mudanças e também inovando nas práticas pedagógicas, a ponto de manter o interesse dos alunos e a qualidade do ensino?”.

Participei de um curso no instituto Disney de Orlando/USA e lá verifiquei muitos pontos em comum entre o sucesso da maior organização de entretenimento do mundo, a Disney, e a educação de excelência. A entidade atua com tamanha excelência que, entre tantas conquistas, foi eleita recentemente a marca mais amada do planeta.

A seguir, enumero 10 pontos em comum entre as práticas que a Disney emprega com sua equipe e convidados e a educação de alto nível:

1) Inovar sempre

Walt Disney quando visitava a Disneylândia sempre dizia: O parque nunca está concluído. E isto valia tanto para os brinquedos dos parques, as atrações físicas como também para os profissionais que lá atuavam. De fato todo ano diversas inovações acontecem no mundo Disney. E o perigo é que, quando um educador acha que já está pronto, não inova, começa a decair, os resultados despencam, afinal, quem pensa que sabe tudo, na verdade não sabe nada.

2) Atenção aos detalhes

Um detalhe pode fazer uma grande diferença, como a cordialidade ao receber as pessoas, a limpeza impecável nos lugares, o capricho com o jardim, a simpatia ao responder perguntas óbvias. Esses e outros exemplos são itens que marcam um lugar onde algumas pessoas pensam que somente as atrações vão surpreender.

3) Conceito de show

Os funcionários tratam cada dia de trabalho como um verdadeiro show. Portanto, não podem desafinar, quando estão no palco dão o seu melhor, independentemente se estão motivados ou não. É hora de interpretar o melhor personagem ao entrar em cena e representar seu papel com alta performance.

4) Ensaie sempre

Imagine o quanto de ensaio foi necessário para um show ou uma peça de teatro ocorrer com excelência? Por isso, a Universidade Disney foca tanto a questão da qualificação, o ensaio, a preparação e o planejamento antes da ação. Qual foi a última formação que você participou e a última aula que planejou?

5) A arte da escutatória

A Disney pratica com maestria o que eles chamam de “Múltiplas Formas de Escuta”, ou seja, estimulam seus colaboradores e convidados a falarem tudo o que os encantam para ser reforçado e tudo o que não gostam para ser retificado.

Já na educação isso não é muito comum, pois em muitos locais o professor é o Senhor de todas as coisas e não admite a interferência do aluno, nem a participação dele no processo de ensino-aprendizagem. Já reparou quantos cursos de oratória existem? E de escutatória, você já participou de algum?

6) Paixão e alegria – afeto (emoção)

Bob Iger, presidente da Walt Disney, foi entrevistado pela revista Veja e disse que a principal característica que o candidato precisa para trabalhar na Disney é: “Paixão. Precisa ter paixão no que faz para atuar com otimismo e emoção”.

Coincidentemente, a revista Época entrevistou Claudio Naranjo, grande estudioso em educação, e ele afirmou: “O que mais falta na educação é AFETO. É necessário ensinar conceitos, cálculo, mas é preciso MAIS alegria em sala de aula, tempo para brincar, abraçar, e oferecer cuidado emocional, atenção olho no olho”.

7) Remuneração x motivação

Na Disney há funcionários que trabalham 12, 14 horas num único dia e é raríssimo ver algum deles reclamando do calor de 40 graus ou da carga horária excessiva. Quando a gente faz o que ama, mesmo sem a remuneração desejada, é preciso atuar motivado.

8) Trabalho em equipe

Na Disney há um entendimento perfeito de que “ninguém é tão bom quanto todos juntos!”. Rubem Alves fala como poucos neste assunto quando aborda o texto “Tênis e frescobol”. No tênis, um joga contra o outro para um ganhar e o outro perder. Já no frescobol, os 2 ganham juntos. Uma postura mais frescobol dentro de cada escola brasileira!

9) Foco na solução

Tanto nos parques, hotéis e na universidade Disney quando há um problema e uma reunião é marcada, é notória a forma distinta de conduzir e resolver uma situação. A reunião é bem planejada, tem hora para começar e terminar e o foco é na busca da solução. Em sua próxima reunião pedagógica, lembre-se disso e envolva toda comunidade escolar para participar e ajudar na solução, lembrando que a participação gera um comprometimento cada vez maior.

10) Faça a diferença

Entender e saber a importância do papel de cada um dentro do contexto é essencial. O que é fácil qualquer um faz, difícil somente para os campeões. E quem trabalha com educação na dita “pátria educadora” sabe que não é nada fácil, mas quem deseja realmente fazer a diferença não espera, entra em cena, dá um show e faz acontecer dentro e fora da sala de aula.

* Erik Penna é palestrante motivacional, especialista em vendas, consultor e autor dos livros “A Divertida Arte de Vender”, “Motivação Nota 10” e “21 soluções para potencializar seu negócio”. Site: www.erikpenna.com.br

Sobre Erik Penna

É palestrante motivacional, especialista em vendas e consultor. Possui MBA em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas, pós-graduação em Administração e Marketing pela Universidade Paulista e graduação em Economia pela Universidade de Taubaté.

Aborda nas palestras ensinamentos baseados nas experiências vivenciadas por ele durante a sua carreira como executivo de vendas, professor, escritor, motivador de equipes e gestor corporativo. É autor dos livros “A Divertida Arte de Vender”, “Motivação Nota 10”, “21 soluções para potencializar seu negócio” e coautor dos livros “Gigantes das Vendas” e “Gigantes da Motivação”. Site: www.erikpenna.com.br

Atendimento à imprensa

Patrícia Arantes – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
patricia@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 / 99873-6008

 

Participantes da 1ª turma ao final do curso "Marketing Digital na prática", da RZT Comunicação

Curso de Marketing Digital em SP reúne coaches, palestrantes e jornalistas

Em 29 de abril e 6 de maio, a RZT Comunicação realizou a 1ª turma do curso “Marketing Digital na prática: como e por onde começar?”. O treinamento foi ministrado pelo sócio-fundador da agência, Almir Rizzatto, em São Paulo-SP, e contou com a participação de coaches, palestrantes e jornalistas.

Durante os dois dias, além de terem acesso aos fundamentos do Marketing Digital, os alunos realizaram atividades práticas, descobriram como aproveitar melhor os recursos das redes sociais e testaram diversas ferramentas úteis para o dia a dia.

Confira abaixo os depoimentos dos participantes:

“O nome do cara é: Almir Rizzatto. Se você busca informação, conteúdo de qualidade, indico a RZT Comunicação. O curso é sensacional! A apresentação é maravilhosa e o conteúdo, excelente. A carga horária é compatível, porém eu queria mais (risos). Gostei da dinâmica e de como as dúvidas foram esclarecidas. Indico o curso e assino embaixo!”

Alan Gusmão Romero
Coach

“O curso de Marketing Digital serviu, antes de tudo, para abrir a visão e o pensamento a novas possibilidades. A troca de ideias é essencial para quem busca novos desafios ou colocar velhos sonhos em prática. Além disso, há a apresentação de conceitos e ferramentas super importantes para quem quer investir na área. Recomendo!”

Ana Marson
Jornalista

“O curso de Marketing Digital foi um ótimo start para entender melhor como atuar no mundo online e aproveitar a ajuda das ferramentas para desempenhar um trabalho mais objetivo é certeiro.”

Camila Ferreira
Jornalista

“O curso foi muito interessante e nos levou a entender como usar as ferramentas do Marketing Digital. Ele mostrou a estrada que terei que percorrer e eu precisava de um curso desse tipo. Quem tem um produto e não sabe como ter um resultado financeiro, convido a fazer esse curso com o Almir. Vale a pena!”

Elazier Barbosa
Palestrante

“Adorei! Foi muito além das minhas expectativas. As 16 horas de curso me trouxeram tantas informações, dicas, ideias e feedbacks que saio com mais vontade ainda de que meus serviços alcancem o mundo digital de maneira agregadora, agradável e sustentável.”

Érika Figueira Vannuccini Fernandes
Coach

“Gostei muito do curso. Muitas coisas eu não sabia. Deu um panorama geral de como é trabalhar com mídias digitais.”

Hanaí Costa
Jornalista

“Fantástico o curso! O Almir Rizzatto é didático e paciente, pois a galera perguntava muito. O material é fantástico, pois te ajuda a entender o Marketing Digital, como utilizar site, Facebook, LinkedIn e o principal: como ganhar dinheiro com seu negócio. Todo aprendizado adquirido nos dois dias de curso foi de extrema importância. Percebi o quanto precisava melhorar e investir para o crescimento do meu negócio. As ferramentas apresentadas são práticas e com um custo que cabe no bolso. Super indico o curso de Marketing Digital da RZT! Super indico o trabalho do Almir!”

Marco Garcia
Coach

“Eu sou jornalista, sempre trabalhei com a área de comunicação, mas tinha conhecimento zero de Marketing Digital. O Almir ensinou muitas ferramentas que eu não fazia a mínima ideia que existiam e com condição de operá-las sozinha, sem ter que pagar alguém pra fazer isso por mim. O curso foi extremamente importante para abrir oportunidades e enxergar novas perspectivas. Agradeço muito pelas orientações, disponibilidade, paciência e educação em explicar um conteúdo, até o momento, desconhecido para mim. Um curso deste é o pontapé inicial e ideal para quem quer se lançar no mundo digital e não sabe por onde começar. Foi super 10! Recomendo!”

Rosângela Rivelli
Jornalista

“Foi uma experiência muito boa. Apesar de ser publicitária, eu não tinha muita noção de como colocar o meu produto nas mídias sociais, como empresa, como branding. Consegui ter uma visão geral do que preciso desenvolver para colocar a minha marca em evidência. O mais importante é que agora sei o caminho que preciso percorrer. Se você é autônomo e não sabe por onde começar no Marketing Digital, aconselho a fazer esse curso do Almir. Não perca o próximo!”

Silvia Furgler
Coach

Veja fotos do evento:

  • Sala pronta para receber os participantes da 1ª turma do curso "Marketing Digital na prática", da RZT Comunicação

Artigo: Crie líderes melhores que você!

*Por José Ricardo Noronha

Se você é líder ou aspira chegar a um cargo de liderança, precisa ter em mente uma característica fundamental: a capacidade de formar líderes muito melhores que você! Acreditar que é difícil achar alguém mais qualificado é uma grande bobagem. Até porque, se há esse pensamento, sugiro que questione se você é realmente um líder ou um “chefe das antigas”, daqueles que não se importa com o futuro da empresa em curto, médio e longo prazos.

Desenvolver líderes permitirá até que você continue a evoluir, além de dar espaço para que todos em sua estrutura tenham ou enxerguem reais possibilidades para crescerem pessoal e profissionalmente.

Um exemplo claro de uma empresa líder global é a ABInBev, dona da AmBev e que foi criada e idealizada pelo trio Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira.

Dentre os principais pilares de existência de todos os negócios do trio (incluindo aí ícones globais, como Burger King e Heinz) estão a força e a competência no desenvolvimento de novos líderes.

Trata-se de um processo que permite que os talentos já identificados consigam rapidamente subir e assumir novos cargos de liderança. Tudo isso com a certeza de que serão substituídos por profissionais melhores do que eles e que serão capazes de, em uma cultura absolutamente voltada à meritocracia e melhoria contínua de processos, entregar resultados cada vez mais sensacionais. Aliás, é exatamente isso que tem acontecido, ano após ano, na AmBev e em todas as empresas lideradas por este competente e icônico trio.

Um exercício rápido, prático e muito bacana que lhe proponho a fazer agora: pare ainda hoje e se questione: “Se eu virasse Diretor ou Presidente da empresa em que hoje atuo, amanhã quem estaria apto a me substituir?”.

Se a resposta demorar mais de 1 minuto, é bem possível que você tenha problemas para dar vazão aos seus sonhos de atingir um novo cargo de liderança em sua corporação.

Dentre os importantes conceitos que podemos absorver e aplicar em nossos negócios para acelerar a formação de novos líderes, três merecem especial destaque.

1) Meritocracia

Nos tempos mais desafiadores em que hoje vivemos, é fundamental criar uma cultura empresarial que privilegie a meritocracia, na qual os profissionais de melhor performance são reconhecidos e têm reais possibilidades de ascensão profissional. Isso não de acordo com o tempo de empresa, mas sim com os resultados e metas que entregam.

Na AmBev, por exemplo, um dos pilares de construção da cultura da empresa é a de fomentar o “espírito de dono”. Todos os profissionais têm metas claras e também desfrutam de uma boa autonomia para tomarem decisões de forma mais rápida, o que tem impacto direto na melhoria da performance de vendas e na percepção clara de que, ao final do dia, todos são de fato “donos do negócio”.

2) Pipeline de liderança

Para que você que já é líder, é fundamental que trabalhe o tempo todo em conjunto com sua equipe de Recursos Humanos no processo de recrutamento, identificação, capacitação e desenvolvimento dos profissionais identificados como “high potentials” (alto desempenho).

Sem um bom funil de líderes, a sustentabilidade do seu negócio no médio e longo prazos vai estar fortemente comprometida.

Além disso, é preciso sempre dedicar especial atenção à busca de congruência entre os valores, princípios, missão e sonhos destes potenciais novos líderes com os valores, princípios, propósitos e metas da sua empresa.

Quão mais próximos forem estes valores e propósitos, maiores são as chances de você criar líderes que tenham a capacidade de manter viva e fortalecer ainda mais a cultura da sua empresa.

3) Transparência

Como líder, é seu papel buscar ser o mais transparente que puder, em tudo o que fizer. E quando falamos no processo de identificação e formação de novos líderes, esta tarefa ganha peso ainda maior. Alie-se a isso a importância de dar coaching verdadeiro a todos os seus liderados, o tempo todo.

Com especial ênfase aos seus profissionais já identificados como de alto potencial, a transparência e o coaching são ainda mais fundamentais.

Faça-os saber com regularidade quais são as competências, talentos, pontos fortes e pontos de melhoria que você tem percebido evolução ou não. Aproxime-se o quanto puder deles para que eles, de fato, sintam que você tem sido um líder verdadeiramente interessado em ajudá-los para se tornarem grandes líderes no momento oportuno.

Meritocracia, Pipeline de Liderança e Transparência são, portanto, três elementos essenciais para fomentar em sua empresa uma cultura de formação constante de grandes líderes.

Tenho certeza de que, ao fazer isso, você contribuirá incrivelmente para perpetuar uma cultura vencedora, na qual todos se sentem valorizados e pertencentes à grande causa e ao propósito da organização.

* José Ricardo Noronha é vendedor, palestrante, professor, escritor e consultor. Formou-se em Direito pela PUC/SP e tem MBA Executivo Internacional pela FIA/USP. Possui especialização em Marketing, Empreendedorismo, Empreendedorismo Social e Vendas pela Owen Graduate School of Management e é Professor dos MBAs da FIA. É autor dos livros “Vendedores Vencedores” e “Vendas. Como eu faço?”.www.paixaoporvendas.com.br

Sobre José Ricardo Noronha

É vendedor, palestrante, professor, escritor e consultor. Tem como sonho e missão transformar a carreira e a vida de milhares de profissionais e os resultados de vendas de empresas através do compartilhamento de lições, experiências, dicas e da sua própria história de superação pessoal.

Formou-se em Direito pela PUC/SP e tem MBA Executivo Internacional pela FIA/USP. Possui especialização em Marketing, Empreendedorismo, Empreendedorismo Social e Vendas pela Vanderbilt University (Owen Graduate School of Management) e atua como professor dos Programas de MBA da FIA e também do Programa de Educação Continuada do Corretor de Imóveis do CRECI/SP.

Escreveu os livros “Vendedores Vencedores” e “Vendas. Como eu faço?”, que contam com a participação especial de experts como Gustavo Cerbasi, Robert Wong, Eugenio Mussak, Raul e James Hunter, entre outros. É considerado um dos 5 maiores palestrantes e professores de vendas do Brasil.

Site: www.paixaoporvendas.com.br | Blog: www.josericardonoronha.com.br

Artigo: A grande mãe: trabalho, família e muito mais!

*Por Bibianna Teodori

A Mãe (The mother): responsabilidade, nutrição, proteção, amor.

A idade da mãe não se refere somente à procriação, mas muito mais à idade adulta e tudo o que a envolve: trabalho (ou a falta dele), o convívio e o casamento e/ou separação. A grande passagem evolutiva desta fase é assumir responsabilidade. Como a maternidade nos leva a ficar responsáveis pela vida de um pequeno ser humano, saímos da fase da inconsciência da menina para começar a ficar conscientes da nossa vida nos vários âmbitos do desenvolvimento da mulher.

Dois temas fundamentais que aparecem na fase da mãe, e com os quais nos deparamos, são: a nossa tendência a oferecer nutrição e o instinto materno. Então, a partir daí, algumas perguntas importantes surgem: quanto nutrimos aos outros?; Quanto tempo e energia dedicamos a nós mesmas? Como nutrimos a nossa alma?; Quais são os nossos novos projetos?

Na fase da mãe, a nossa paciência é testada continuamente. Desta forma, prestamos atenção somente nas necessidades dos outros e aprendemos sobre o amor e a compaixão. Se nosso filho cai muitas vezes enquanto está aprendendo a andar, somos pacientes. Então, por que não conseguimos ter o mesmo comportamento quando somos nós que caímos na vida? Por que conseguimos reservar aquela paciência e amor somente para os outros e não para nós mesmas? Como podemos ensinar aos nossos filhos sobre respeito, se não temos respeito por nós mesmas em primeiro lugar?

Muitas vezes nos queixamos do comportamento dos homens, mas, como mães, somos nós que os educamos!

Como é possível ensinar às nossas filhas a se amar, a acreditar nelas mesmas, se não conseguimos fazer isso conosco? Como podemos dizer aos nossos filhos para serem felizes se não conseguimos ser feliz em primeiro lugar? E como esperar que eles achem o caminho, se não conseguimos achar o nosso? Os filhos, além de escutar aquilo que dizemos, observam com muita atenção como agimos e são os primeiros a notar se, entre dois níveis de comunicação, há incongruências.

Antes da decolagem nos aviões, são mostradas as instruções para a viagem. Os comissários de bordo dizem que, em caso de falta de oxigênio, máscaras cairão automaticamente. Se vocês estiverem viajando com seus filhos e ocorrer uma emergência, vocês precisarão usar a máscara de oxigênio em primeiro lugar, para depois ajudá-los.

Como mães, o melhor que podemos fazer para os nossos filhos é nos libertar das crenças limitantes, entender as nossas necessidades, voltar ao centro e entender o nosso valor, desenvolver capacidades e oferecê-las ao mundo. Antes de tudo, precisamos ser mães de nós mesmas!

O martírio e o autossacrifício pensando somente no bem-estar do outro é uma estrada longa que, no final, traz somente depressão e raiva. É importante entender quais são as nossas necessidades e, assim, quando alguém nos perguntar o que queremos, saberemos o que responder.

Observamos as nossas mães, avós e bisavós se comportarem da mesma maneira, então, chegou a hora de mudar, de rever o caminho. A mãe deve ser forte, firme, tenaz e não somente amorosa.

Para cada mãe, mulher e fêmea de qualquer espécie há um grande aliado: o próprio instinto. Mas nós, mulheres, enterramos o nosso instinto sob milhares de anos de condicionamentos. Cada vez mais, pesquisas demonstram que, a pressão exercida pela sociedade sobre a mulher que cuida do lar e dos filhos, é baseada muito mais nos condicionamentos do que na realidade.

Um presente para vocês! Com o objetivo de auxiliar no desenvolvimento pessoal, seguem abaixo algumas perguntas de autocoaching para serem respondidas:

– O que você acha da maternidade? E dos filhos?

– O que você acha do casamento e da convivência diária?

– E dos homens? O que você quer de uma relação sentimental? Quais são as qualidades que você está procurando?

– O que você pensa dos afazeres domésticos?

– O que você pensa de você mesma, do trabalho e da carreira?

– O que você pensa das suas capacidades?

– O que você pensa do mundo do trabalho?

– O que você pensa da sua capacidade de ser economicamente independente?

– O que você pensa sobre merecimento? Segundo quais regras você merece algo ou não? Que tipo de vida (trabalho, relações) você merece? Por quê?

Lembre-se: você é uma mulher fantástica! O importante é acreditar sempre no seu potencial. O poder feminino não é algo que podemos adquirir do externo, pois está presente dentro de cada uma de nós e precisamos estar dispostas a experimentar!

Um abraço fraterno e desejo a todas as mães um feliz dia!

* Bibianna Teodori é Executive e Master Coach, idealizadora e fundadora da Positive Transformation Coaching. Autora do livro “Coaching para pais e mães – Saiba como fazer a diferença no desenvolvimento de seus filhos” e coautora de “Coaching na Prática – Como o Coaching pode contribuir em todas as áreas da sua vida”. 

www.bibiannateodoricoach.com.br

Sobre Bibianna Teodori

É Executive e Master Coach, idealizadora e fundadora da Positive Transformation Coaching. Autora do livro “Coaching para pais e mães – Saiba como fazer a diferença no desenvolvimento de seus filhos” e coautora de “Coaching na Prática – Como o Coaching pode contribuir em todas as áreas da sua vida”.

Possui larga experiência organizacional e trabalhou por mais de 20 anos como executiva de empresas italianas nas áreas de RH, gestão de mudanças, venda & marketing, unindo competências de liderança e transformação pessoal para aumento de desempenho.

 

Além da formação na Sociedade Brasileira de Coaching, com certificação pela BCI Behavioral Coaching Institute e pelo ICC International Coaching Council, fez Soul Coaching pela Denise Linn. Tem ainda certificações em Assessments Training (Disc – Motivadores – Axiologia – Valores – Psicologia Positiva), Assessment Traninig (Success Tools), Assessment Training (Universidade Quantum) e especializações em coaching de liderança e aplicado a vendas. É também palestrante internacional.

 

www.bibiannateodoricoach.com.br