Social media symbols

Estudo revela os horários de pico das redes sociais

O estudo “Horários Nobres nas Redes Sociais” realizado pela consultoria de gestão Sprinklr revela quais são os horários de pico das diferentes mídias.

Para compor a pesquisa, foram usadas 160 milhões de menções e interações nas redes sociais em 2015. Destacam-se as três mais usadas pelos brasileiros: Facebook, Instagram e Twitter. Os dados mostram que cada uma apresenta características particulares, seja o horário de pico ou conteúdo compartilhado.

Confira os horários mais movimentados de cada uma das redes, baseados no estudo da Sprinklr:

Facebook

A rede criada por Mark Zuckerberg apresentou um pico de interação entre as 11h e 14h dos dias úteis. Terça-feira, quarta-feira e quinta-feira são os dias com movimento maior na semana. O estudo também aponta que os assuntos que geram mais interações são finanças (31%), e-commerce (28%) e varejo (21%).

Instagram

O estudo mostra que as publicações feitas nesta rede não sofrem grandes alterações entre os dias úteis e os finais de semana. Existem duas faixas de horário nobre: entre 11h e 14h e 18h e 22h. Às quartas e quintas-feiras são mais movimentadas, com picos entre 20h e 21h.

A rede é muito usada para divulgação de produtos e serviços. Os setores que mais publicam são e-commerce (33%), varejo (32%) e beleza e higiene (13%). O Sprinklr também revela que o Instagram é a única das redes sociais que não apresenta redução de uso nos finais de semana.

Twitter

Uma rede com dias e horários bem definidos captados pela pesquisa é o Twitter. Quartas e quintas-feiras são os dias mais movimentados, entre 18h e 22h. Outro pico identificado também foi entre 21h e 00h. Isso porque a rede é muito usada para comentários sobre futebol e reality show. Com essa interação, o smartphone passou a ser usado como segunda tela para os telespectadores interagirem com os programas de televisão.

Outra curiosidade da rede é que, a maioria de seus conteúdos faz sentido somente dentro de um contexto específico, que tenha sido discutido entre os usuários em um determinado momento.

Com informações do portal Exame.com

Artigo: 7 passos para “experiencializar” seu negócio e encantar os clientes

*Por Manoel Carlos Jr.

Para transformar uma empresa, que vende produtos e serviços comoditizados, em uma “experencializada”, que ofereça experiências para o cliente, é preciso implementar um processo. E não se trata de algo complexo.

O processo é constituído por 7 passos, que são interdependentes e precisam ser aplicados de forma ordenada e consistente. Portanto, não dá para ficar pela metade do caminho, pois isso resultaria uma experiência meia boca e não mudaria sua empresa de patamar.

1) Definir a causa emocional do negócio

Descubra qual o sentimento que cria uma conexão emocional entre a sua empresa e o seu cliente. A paixão por algo pertinente e relevante pode ser um começo. Um bom exemplo pode ser a Harley Davidson, que tem como sua causa emocional a “paixão por liberdade”.

2) “Storytelling”

Saber contar uma boa história necessita de técnicas narrativas, um elemento central para associar sua causa emocional no enredo. Você pode até romancear no uso das palavras, mas nunca mentir. A história deve ser inspiradora e verdadeira. Com o Storytelling definido, é necessário promovê-lo, por isso, escolha as melhores formas de divulgá-lo junto aos seu cliente: pode ser em um painel no interior da sua loja, em uma embalagem ou sacola e até nas redes sociais.

3) Sensação de pertencimento

O ser humano que vive em sociedade necessita se sentir parte de algo maior. Por isso, nos ligamos a tantas instituições, como igrejas, clubes, associações, etc. A empresa que faz seus clientes se sentirem parte de um grupo exclusivo, de pessoas que compartilham um mesmo ideal ou causa, tem a partir daí meio caminho andado para estabelecer um forte vínculo com elas. Voltamos ao exemplo da Harley Davidson. Muito mais do que uma motocicleta, o cliente da marca norte-americana adquire o passaporte para fazer parte da “comunidade dos harleiros”, apaixonados pela liberdade.

4) Memória afetiva

Nada melhor que associar algum aspecto do seu produto ou serviço à uma boa memória do passado do seu cliente. Normalmente, as memórias afetivas mais poderosas são as provocadas por boas experiências vividas na primeira infância (até os 6 anos de idade). Costumo exemplificar com o pastel de feira. É quase um ícone nacional. Se formos analisá-lo apenas pelo aspecto racional, ele seria repudiado por todos – é gorduroso, altamente calórico e preparado normalmente em locais de condições de higiene duvidosas – mas, mesmo assim, a maioria das pessoas ama o pastel. Por quê? O pastel evoca boas memórias afetivas, pois possivelmente você o comeu pela primeira vez junto com seus pais ou seus avós (associou com afeto) e sentiu aquela textura particular e o calor que sai de dentro pela primeira vez. Portanto, descubra o “pastel” do seu negócio e provoque boas memórias afetivas nos seus clientes.

5) Alinhar os 5 sentidos

Existe comprovação científica que as atividades humanas que causam mais prazer são as que mais ativam os 5 sentidos simultaneamente. Estão aí o ato de se alimentar e a atividade sexual para comprovar. Sua empresa precisa estar atenta à experiência sensorial que irá oferecer ao seu cliente.

Será que o visual, o auditivo, o olfativo, o tátil e o paladar estão sendo estimulados de forma integrada, na medida certa, e alinhados com a experiência sensorial que queremos que o cliente sinta? Observe o que muitas lojas do varejo já têm feito e o poder de atração e sedução que elas exercem sobre seus clientes.

6) Detalhes

De nada adiantaria todos os passos anteriores se pecássemos no momento de sua execução. Os detalhes têm o poder de fazer toda a diferença. Um exemplo muito emblemático é o longo, rigoroso e minucioso programa de treinamento ao qual são submetidos os futuros consultores de vendas da rede de joalherias Tifannys. Ao longo de 3 meses de treinamento, um dia inteiro é dedicado exclusivamente para ensinar aos futuros vendedores a dar o laço da icônica “blue box” da marca norte-americana.

Como estão sendo cuidados os detalhes do atendimento que sua empresa dispensa aos seus clientes?

7) Efeito “Uau!”

Uma espécie de cereja do bolo da experiência que irá entregar ao seu cliente. A última sensação que devemos provocar em nosso cliente é a de surpresa positiva, de exceder suas expectativas. Portanto, entregue mais do que ele espera.

* Manoel Carlos Jr. é especialista e pioneiro no marketing de experiência no Brasil e criador do termo “Experiencialize”. É palestrante, publicitário formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing , pós-graduado em Gestão de Marketing pela FGV-SP e especialista em Business Comunication pela International English Institute – CA (EUA).

Sobre Manoel Carlos Jr.

Especialista e pioneiro no marketing de experiência no Brasil e criador do termo “Experiencialize”. É palestrante, publicitário formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing , pós-graduado em Gestão de Marketing pela FGV-SP e especialista em Business Comunication pela International English Institute – CA (EUA).

Sócio e diretor da Publicarte Propaganda, uma das agências mais premiadas do interior do estado de São Paulo. É também fundador e coordenador do Meeting Empresarial do Vale do Paraíba-SP, fórum que reúne os principais empresários e altos executivos da região. Atuou durante 6 anos como professor universitário nas disciplinas de planejamento de campanha e redação publicitária.

Suas palestras têm abordagem prática, fruto de mais de 15 anos de experiência no planejamento de marketing de profissionais liberais, pequenas e médias empresas. Site: www.experiencialize.com

Atendimento à imprensa

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
almir@rztcomunicacao.com.br
www.rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 | 99628-1733

email corporativo

6 dicas para não errar nos emails corporativos

Ainda que as redes sociais e o WhatsApp já façam parte da comunicação entre chefes e colegas de trabalho, o email continua sendo o principal meio. No entanto, o modo de escrita informal adquirido na internet acaba migrando para o dia a dia e muitos profissionais o utilizam nas trocas de mensagens corporativas, podendo comprometer a imagem destes colaboradores.

Para evitar erros e manter uma comunicação adequada nos emails corporativos, listamos seis dicas:

1- Linguagem correta

Entre os colegas de trabalho não é necessário usar uma linguagem muito formal. Mas, o tratamento com algumas autoridades exige protocolo. De qualquer forma, nos dois casos é imprescindível utilizar a norma culta do português, sem gírias ou abreviações e uso correto da ortografia.

Também é preciso ser educado, começando a mensagem com um “olá” ou “boa tarde”. Para encerrar, “atenciosamente”, “até breve” ou mesmo um “abraço”. Evite mandar “beijos”, principalmente para alguém do sexo oposto, o que pode soar estranho.

2- Seja breve

É necessário ser objetivo, a começar pelo assunto, usando poucas palavras que resumam a mensagem. O mesmo vale para o corpo do email, que deve esclarecer a ideia logo nas primeiras linhas. E, caso a questão seja muito complexa, é melhor fazer um contato telefônico, para que a mensagem escrita não fique longa e confusa.

3- Resposta rápida

O email tem se tornado uma ferramenta de comunicação rápida, principalmente por causa dos smartphones. Por isso, é indelicado demorar muito tempo para responder uma mensagem, com exceção nos feriados e finais de semana sem expediente. Mesmo que não tenha uma posição sobre o assunto, responda logo que está buscando uma solução.

4- Atenção aos destinatários

Para evitar equívocos, coloque o email do destinatário apenas quando revisar a mensagem, para evitar o risco de enviá-la sem querer. Se precisar mandar para muitos destinatários, inclua os endereços em ordem alfabética ou em nível hierárquico. Outro ponto é atentar-se às mensagens anexas nos emails encaminhados.

5- Revisão dupla

Antes de enviar a mensagem, revise seu email desde o destinatário selecionado, até a grafia e concordância das palavras. Use uma fonte simples, letras minúsculas e cor sóbria. Quando escrevemos um texto com todas as letras maiúsculas, parece que estamos gritando. Caso precise destacar alguma palavra, prefira usar o negrito ou itálico.

6- Seja Profissional

Email corporativo deve ser usado apenas para assuntos profissionais. Vincular uma mensagem pessoal com o remetente do trabalho pode prejudicar o funcionário. A maioria das empresas tem acesso às mensagens enviadas pelo seu servidor, por isso, use o próprio email para assuntos pessoais.

Com informações do jornal Gazeta do Povo

Artigo: Onde você foca faz toda a diferença

*Por Erik Penna

“É feliz quem valoriza o que tem. É infeliz quem valoriza o que falta.”
(Spencer Johnson)

Certa vez, encontrei um amigo que trabalhava como motorista numa empresa de transporte de cargas, perguntei como estava a vida e ele me respondeu que andava desmotivado. Reclamou do excesso de trabalho, das viagens intensas e disse que não estava feliz, pois, nesse período, quase não tinha tempo para aproveitar a convivência com a família e não conseguia curtir momentos especiais ao lado do filho único.

Encontrei esta mesma pessoa seis meses depois e perguntei como estava. Ele me respondeu que se encontrava desmotivado, explicou que seu ganho mensal havia diminuído bastante, afinal, ganhava uma comissão sobre cada trajeto que fazia e que, devido à crise econômica, o número de viagens caiu e tinha dias que nem saía de casa.

Repararam onde está a lupa desta pessoa? No negativo, no que falta e, por isso, nas duas ocasiões ele me respondeu que estava desmotivado.

Vamos às mesmas situações com outros olhos, agora com um foco mais positivo.

1- Na primeira situação, uma pessoa otimista poderia responder que estava feliz e motivada com o trabalho intenso, pois isso lhe proporcionaria uma grana extra para fazer uma reserva financeira e realizar a compra de um produto que sempre desejou.

2- No segundo caso, ele poderia responder que estava feliz e motivado, pois apesar do volume de viagens ter diminuído consideravelmente, estava aproveitado o tempo livre em casa para curtir intensamente cada momento com a esposa e filho. Inclusive, tem se beneficiado deste período para fazer programas incomuns, como passear no parque e ir ao cinema com a família, já que há muito tempo não faziam isso juntos.

Repare que a situação com foco no negativo foi a mesma nos dois casos e em ambos meu amigo disse que estava desmotivado e infeliz, sendo que, com um olhar positivo, ele poderia aproveitar o melhor que cada fase tinha para oferecer.

Qual é a diferença básica entre os casos, levando em consideração que a situação é a mesma em ambos? A questão decisiva está em onde colocamos a lupa da nossa vida, se enfatizamos o que temos ou o que nos falta.

Não permita que a preocupação com alguma situação lhe tire o que há de especial em cada dia. Aliás, quando você se deitou ontem, lembrou-se de agradecer por mais um dia de vida?

Se o seu olhar tem sido mais pessimista, segue uma dica: crie o hábito diário de anotar numa folha de papel ou no celular qual foi a melhor notícia do dia, assim, você passará a procurar, encontrar e enfatizar pontos positivos que antes passavam sem que percebesse.

Aproveite cada momento para ser feliz, até porque eu penso que a felicidade não está num lugar aonde a gente chega um dia, mas sim, no caminho que percorremos diariamente.

Eu mesmo, quando sigo de uma palestra para outra, fico sozinho nos aeroportos esperando horas e horas por voos e conexões. Ao invés de ficar reclamando do salão de embarque lotado, das longas filas ou da espera pelo embarque, prefiro focar em tornar estes momentos produtivos. Então, aproveito para ler o jornal do dia, acessar a internet quando há sinal disponível, atualizar alguns slides da minha apresentação ou ainda escrever um texto como este. Portanto, antes de reclamar pare para pensar: “Será que eu poderia aproveitar este tempo para fazer algo ou vivenciar uma ocasião especial?”.

Outro dia, um professor perguntou em sala de aula: “Qual é o movimento do pêndulo do relógio?”. Um aluno respondeu: “Ele vai e volta”. E o professor disse: “Na verdade, o pêndulo vai e vai, afinal, o tempo nunca volta, só vai e vai para frente”. Portanto, seja feliz hoje. Viva intensamente cada minuto!

* Erik Penna é palestrante motivacional, especialista em vendas, consultor e autor dos livros “A Divertida Arte de Vender”, “Motivação Nota 10” e “21 soluções para potencializar seu negócio”. Site: www.erikpenna.com.br

Sobre Erik Penna

É palestrante motivacional, especialista em vendas e consultor. Possui MBA em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas, pós-graduação em Administração e Marketing pela Universidade Paulista e graduação em Economia pela Universidade de Taubaté.

Aborda nas palestras ensinamentos baseados nas experiências vivenciadas por ele durante a sua carreira como executivo de vendas, professor, escritor, motivador de equipes e gestor corporativo. É autor dos livros “A Divertida Arte de Vender”, “Motivação Nota 10”, “21 soluções para potencializar seu negócio” e coautor dos livros “Gigantes das Vendas” e “Gigantes da Motivação”. Site: www.erikpenna.com.br

Atendimento à imprensa

Patrícia Arantes – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
patricia@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 / 99873-6008

social media

5 estratégias de Marketing Digital para sua empresa

O Marketing Digital se tornou uma necessidade de todas as empresas, tanto virtuais, quanto físicas e hoje é um dos maiores meios para atingir o público alvo. Toda marca deve estar presente nas plataformas virtuais. Não ter sequer um site faz com que a empresa perca a credibilidade, o valor, sem contar a chance de obter novos negócios.

As estratégias do Marketing Digital são basicamente as mesmas do tradicional, que busca descobrir as necessidades e desejos dos consumidores e oferecer a eles as soluções corretas. E uma de suas maiores vantagens é em relação aos investimentos, que chegam a ser muito menores do que a divulgação tradicional. Também é mais fácil traçar e obter resultados, principalmente com a produção de conteúdo voltada ao interesse de seu público-alvo.

Mas, a sua empresa sabe usar corretamente este meio? O objetivo do Marketing Digital é estabelecer relacionamento com consumidores, gerar valor por meio de conteúdo e aumentar o alcance com técnicas bem aplicadas de SEO e outras ferramentas.

Para obter os resultados esperados, com o aumento de vendas e consumidores, veja os cinco elementos do Marketing Digital que você precisa investir:

1 – Blog

O blog é uma das principais ferramentas do Marketing Digital porque estabelece uma conexão com a audiência, emite a troca de opiniões e possui controle absoluto sobre o que se está fazendo. Ele pode gerar até 67% mais leads para as empresas. É importante fazê-lo mesmo que já tenha o próprio site.

2 – Email Marketing

Pelo email marketing é possível estreitar o relacionamento com a audiência, principalmente por meio de campanhas exclusivas para quem assina sua newsletter. É uma ótima forma de vender seus produtos.

Também é possível montar uma lista por meio das redes sociais, mas o e-mail é um ambiente muito mais fácil de para ter o controle de quem recebe suas informações.

E os resultados obtidos pelo email marketing justificam sua importância no Marketing Digital:

– 92% dos usuários de internet possuem pelo menos uma conta de email, ou seja, 3,5 bilhões de usuários;

– Quem recebe uma oferta por email gasta em média 83% a mais nas compras online;

– As chances de uma pessoa que assina sua lista comprar um produto seu é muito maior, pois ele já o conhece e confia em você.

3 – Infográficos

Infográfico é um tipo de conteúdo visual que apresenta informações complexas de forma extremamente simples e é por isto que este material atrai tanto o público.

Fica melhor: Apesar do processo de produção ser complexo, desde pesquisas até o design final, o esforço vale a pena, já que este conteúdo tem 30 vezes mais chances de ser consumido.

4 – Mídias Sociais

Todas as estratégias citadas até agora não ficam completas sem as mídias sociais para divulgá-las.

A maioria dos clientes está presente nas redes, e, além da divulgação das outras ações, esta plataforma é uma das mais eficazes de relacionamento entre o público e a marca.

Muitos dos usuários das redes sociais as utilizam não apenas para se conectar com outras pessoas, mas também para se aproximar e receber os conteúdos postados por suas marcas preferidas.

Antes de começar a gerar conteúdo nessas mídias, pesquise sobre o comportamento do seu público, saiba o melhor horário para postar e também a frequência ideal com que fazer isso, para não se tornar escasso ou maçante.

5 – Vídeo Marketing

Os vídeos estão ganhando cada vez mais espaço na mídia, e em 2017 estima-se que atingirão mais de 50% do público. Um número bastante significativo. Ou seja, em algum tempo, quem quiser continuar marcando presença na internet com uma estratégia de Marketing Digital que dá resultados, terá que entrar para o mundo do vídeo marketing.

A frequência de publicação dos vídeos também será muito maior do que é hoje. Eles deverão ser atualizados da mesma forma que se publica artigos em blogs, com um planejamento de conteúdo.

Estudos já apontam que os consumidores que assistem a vídeo marketing estão propensos a comprar mais do que aqueles que não assistem, já que os vídeos são mais explicativos e fáceis de compreender. Boa alternativa para quem não se sente à vontade com conteúdo escrito.

Todos estes cinco elementos devem fazer parte do plano de Marketing Digital de sua empresa. Um complementa o outro e são todos estes fatores juntos que farão com que sua marca cresça nas plataformas virtuais.

Com informações do site Administradores

hand write in  the notepad, education

Treinamento desenvolve e aprimora a escrita profissional

Ter uma boa escrita é fundamental para todos os profissionais. E isto não é uma obrigação apenas de quem trabalha com comunicação, como muitos pensam. Seja qual for a área de atuação, a escrita aprimorada traz muitos benefícios.

Em um mercado onde os recrutadores buscam os mais capacitados, manter a escrita correta até mesmo nas redes sociais pode destacar o profissional. A imagem do candidato pode ficar mal se o futuro chefe encontrar erros de português no perfil pessoal e isso diminui as chances de contratação.

É obrigação de qualquer profissional ter emails bem redigidos, atas de reuniões, relatórios e currículos sem erros de português. Escrever errado pode causar uma má impressão no trabalho.

Para ajudar a evitar erros e escrever sempre corretamente, veja três dicas:

1- Evite o internetês

A escrita tem se transformado, principalmente pelo modo que as pessoas escrevem na internet. Abreviações e símbolos se tornam cada vez mais comuns nas redes sociais. Mas, de forma alguma isto pode ser levado para o ambiente corporativo.

2- Aprenda a escrever bem

Muitas vezes a dificuldade em ter uma boa escrita se deve à falta de prática. Fazer cursos e treinar frequentemente ajudam bastante.

A leitura é um dos melhores treinos para aprimorar a escrita. Escolha livros de diferentes temas e estabeleça metas para concluí-los. Artigos e jornais também ajudarão. Copie poemas e músicas que goste. Divirta-se jogando palavras cruzadas ou outros tipos de jogos que estimulem a escrever. O importante é estar sempre em contato com a escrita, para aprimorá-la e ampliar seu vocabulário.

3- Incentive seus filhos

Crianças que leem mais desenvolvem melhor a escrita. Portanto, desde os primeiros anos de alfabetização de seus filhos, incentive-os a sempre ler e escrever.

A princípio, leia para eles. Depois, peça que continuem com a leitura sozinhos. Incentive-os a escreverem bilhetes e cartões. Peça sempre para que escrevam mais. Assim se tornarão adultos com a escrita adequada para o mercado de trabalho.

Dominar a língua portuguesa é dever de todo profissional. Isso o destaca no mercado e mostra que está preparado para se comunicar com seus líderes, colegas e clientes. O mesmo vale para aprimorar línguas estrangeiras: continue treinando.

Com informações do blog da Universidade Única

Silvia Bez lança livro que revela segredos para o sucesso na vida e na carreira

A Master Coach, palestrante motivacional e especialista em vendas Silvia Bez lançará, no próximo dia 30 de junho, no Rio de Janeiro, o livro Paixão em Vender – 5 Segredos do Vencedor. A noite de autógrafos será na Livraria da Travessa, no Barra Shopping, a partir das 19h.

A obra tem como objetivo promover ao leitor o desenvolvimento da capacidade pessoal e profissional e mostra que, em 90% do nosso tempo, estamos vendendo.

“Somos vendedores o tempo todo. Vendemos ideias, projetos, além da nossa própria imagem. E é aprimorando nossa capacidade de negociar com paixão que o sucesso virá, em todas as áreas da vida”, diz Silvia. Tudo isso através de um dos fatores que a autora mais acredita: a paixão pelo que se faz. “Assim, você alcançará não somente o sucesso, mas o reconhecimento!”

Nas 152 páginas, Silvia traz o embasamento de seus 30 anos de experiência em negociações e vendas, inclusive na participação da liderança de renomadas empresas. Aborda, ainda, os extraordinários resultados que a escritora alcançou com suas técnicas e com um método eficaz para obter sucesso na vida profissional e pessoal de seus clientes.

“No livro eu apresento os exemplos que vivi e presenciei e que comprovam que o método funciona para todos se existir paixão. A ideia é mostrar ao leitor que, apaixonando-se pelo que se faz e por vender, é possível alcançar uma carreira vencedora”, afirma a especialista.

Para Silvia, as técnicas são úteis para qualquer profissional – e não apenas pelos que atuam com vendas – e, também, para a vida pessoal. “Elas mudarão sua visão sobre a importância da paixão e o quanto isso modificará definitivamente sua vida em todos os sentidos”, finaliza a autora.

Serviço:

Título: Paixão em Vender – 5 Segredos do Vencedor
Editora: Editora Íthala
Número de páginas: 152
Valor: R$ 35,00
Onde comprar: www.silviabez.com.br

Lançamento e autógrafos: 30/06/2016, a partir das 19h
Local: Livraria da Travessa – Barra Shopping (Avenida das Américas, 4666, Loja 220 – Barra da Tijuca – RJ).

Sobre Silvia Bez

É palestrante motivacional, especialista em vendas e marketing pessoal, além de Master Coach. Em seu trabalho, sempre foca o lado humanista. Com um portfólio de palestras com mais de três mil pessoas, também oferece serviços de treinamentos, seminários, workshops e coaching pessoal e profissional.

Possui mais de 30 anos de experiência em cargos de liderança em empresas como Banco Bradesco, Ponto Frio, Ambev, Lopes Consultoria, entre outras.

Formada pela Sociedade Latino Americana de Coaching e pela IAC (International Association of Coaching), é autora dos livros “7 Passos para se apaixonar pelo que faz”, “5 Passos para Fortalecer sua Memória” e “Paixão em Vender – 5 Segredos do Vencedor”.

Site: www.silviabez.com.br

Atendimento à imprensa:

Juliana Fernandes – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
redacao1@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142

 

students having discussion at school

5 dicas para construir uma boa imagem profissional

Cada detalhe conta para determinar a imagem que os chefes e colegas de trabalho terão uns dos outros. Por isso, atentar-se ao modo de como se portar no ambiente corporativo é muito importante para construir uma imagem profissional adequada. Veja abaixo cinco dicas:

 1 – Não olhar o celular o tempo todo

Pesquisas já apontaram que os aparelhos celulares estão diretamente ligados à queda de produtividade do profissional. Por isso, checar as atualizações muitas vezes durante o expediente pode transmitir uma imagem negativa. Use-o apenas para emergências no ambiente de trabalho.

2 – Chegue no horário

Muitas empresas não toleram atrasos. Por isso, esteja sempre antecipado para que consiga chegar no horário, mesmo que aconteça um imprevisto. E, caso perceba que o atraso será inevitável, avise seu chefe o quanto antes.

 3 – Estabeleça contato visual

Contato visual faz com que os outros confiem mais em você.  Pessoas que olham nos olhos enquanto conversam transmitem mais confiança, e isto é uma característica importante do mercado de trabalho.

 4 – Não demonstre nervosismo

 Nervosismo transparece falta de autoconfiança e isso faz com que os outros duvidem de seu potencial. Mantenha calma para desenvolver suas tarefas e, assim, conseguirá mostrar o seu potencial.

5 – Formule bem suas perguntas

A maneira como você questiona suas dúvidas demonstra muito sobre a sua personalidade. Formule bem sua pergunta e a formule-a de maneira inteligente.

Com informações do Universia

business, people and team work concept - close up of creative team with papers and gadgets meeting in office

Google inaugura espaço para trabalhar em São Paulo

Localizado na região da paulista, este é o primeiro campus do Google inaugurado no Brasil. O prédio é um projeto da empresa que já existe em outras cidades do mundo, como Londres, Varsóvia, Seul, Tel Aviv e Madri. A sede de São Paulo é a sexta do mundo e a primeira da América Latina.

O Campus em São Paulo está na Rua Coronel Oscar Porto, 70, no bairro do Paraíso. São mais de 2.600 metros quadrados, com seis andares. Os três primeiros com espaços de trabalho e salas de reunião voltados para startups. O objetivo deste projeto é abrigar 10 empresas que desenvolvam tecnologias e modelos de negócio, que receberão ajuda da rede de especialistas do Google todos os dias da semana, 24 horas por dia.

E mesmo quem não trabalha em uma startup, ou não fizer parte de alguma empresa selecionada, também poderá frequentar o campus. Isto porque é possível, por meio de cadastramento, ter acesso e passar o dia na parte aberta do prédio, o Campus Café. Lá o profissional remoto poderá realizar suas atividades, fazer networking, desestressar na sala de jogos e tomar um café. O Wifii é fornecido pelo Google e gratuito. Se precisar fazer uma ligação, existem cabines telefônicas reservadas, com tomada e internet.

Cafés e sanduíches são vendidos pelo Sofá Café, com espressos coados e outras bebidas de grãos torrados. Os adeptos em trabalhar nas cafeterias da região, agora têm um espaço mais apropriado para realizarem suas tarefas.

Todos os detalhes podem ser conferidos no site do Campus São Paulo. As startups que quiserem se tornar residentes do prédio já podem fazer a inscrição (clique aqui). As escolhidas serão anunciadas em agosto. Para o espaço de trabalho remoto, o prédio já está aberto e funciona de segunda a sexta, das 9h às 19h.

Com informações do site Tecnoblog

Artigo: Empresas apelam ao emocional para prorrogar prazer de compra

* Por Manoel Carlos Jr.

Pesquisas recentes comprovam que comprar um presente, um sapato ou uma roupa dá prazer, isto é, ativa em nosso cérebro mecanismos químicos de recompensa.

Comprar o que desejamos é um dos caminhos mais fáceis – e talvez dos mais enganosos – para a felicidade. Porém, essa recompensa pode custar caro e durar pouco. Normalmente, este momento de prazer acaba bem antes da chegada da fatura.

O problema maior, mesmo para os que não se preocupam com os gastos, é que esse mecanismo é similar ao do vício, tende a buscar a reposição do prazer da compra com mais compras, podendo, assim, até desencadear a depressão.

Para driblar esta armadilha, o marketing de experiências vem difundindo a ideia de prorrogar a sensação de prazer, ou até mesmo renovar essa sensação, com o passar do tempo.

Um dos exemplos mais simples é uma viagem. Além de causar uma sensação mais intensa e duradoura, ela segue em nossa memória e ainda é compartilhada e revivida através das redes sociais, expandindo, assim, nossa percepção de prazer.

Está cada vez mais comum ver as empresas investindo em experiências com alta dose emocional e sensorial para atrair consumidores. Isso ocorre especialmente com as multinacionais atentas.

Baseado neste novo movimento comportamental de consumo, podemos observar que, ao contrário do que se pensava, a loja física, que tempos atrás foi condenada à extinção por conta da expansão do comércio online, voltou a ganhar importância para o consumidor. Entretanto, o mercado vem exigindo mais dos espaços e da criatividade das empresas.

Atualmente, os produtos e preços estão sendo pesquisados e escolhidos online, mas a experiência e o atendimento ficam responsáveis pela finalização da compra. Por isso, mais do que nunca, os diferenciais estão nas experiências que as marcas proporcionam.

Quem nunca foi seduzido por uma loja com um aroma fascinante? Puxado pelas mãos de uma criança atraída por um personagem para o interior de uma loja? Quem não sentiu água na boca ao ver uma degustação? Até uma fila, por incrível que pareça, atrai os curiosos… “Se é bom para ele, é bom para mim!”, tendemos a pensar.

Seja qual for a estratégia escolhida, a experiência é a nova macro tendência para atrair consumidores. Sistematizar isso passou a ser uma das principais estratégias de grandes empresas e, por que não, das pequenas também.

* Manoel Carlos Jr. é especialista e pioneiro no marketing de experiência no Brasil e criador do termo “Experiencialize”. É palestrante, publicitário formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing , pós-graduado em Gestão de Marketing pela FGV-SP e especialista em Business Comunication pela International English Institute – CA (EUA).

Sobre Manoel Carlos Jr.

Especialista e pioneiro no marketing de experiência no Brasil e criador do termo “Experiencialize”. É palestrante, publicitário formado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing , pós-graduado em Gestão de Marketing pela FGV-SP e especialista em Business Comunication pela International English Institute – CA (EUA).

Sócio e diretor da Publicarte Propaganda, uma das agências mais premiadas do interior do estado de São Paulo. É também fundador e coordenador do Meeting Empresarial do Vale do Paraíba-SP, fórum que reúne os principais empresários e altos executivos da região. Atuou durante 6 anos como professor universitário nas disciplinas de planejamento de campanha e redação publicitária.

Suas palestras têm abordagem prática, fruto de mais de 15 anos de experiência no planejamento de marketing de profissionais liberais, pequenas e médias empresas.
Site: www.experiencialize.com

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
almir@rztcomunicacao.com.br
www.rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 | 99628-1733