acoes-blog

6 ações para serem feitas depois de postar em seu blog

Manter um blog exige comprometimento para que esteja sempre atualizado e com bons conteúdos. Além disso, é importante que ele tenha um design e imagens bonitas para agradar seus leitores e seja referência para outros sites.

Estas são algumas ações simples que grande parte das pessoas fazem. Entretanto, existem outros passos que devem ser seguidos após a publicação em um blog. Veja 6 ações a seguir:

1- Faça uma revisão em seu texto

Às vezes, o editor de texto pode deixar passar alguns erros que não percebemos na hora. Por isso, é importante reler o material publicado para corrigir algumas falhas de digitação, gramática ou de concordância. Se estiver acostumado com o que escreveu, releia mais tarde ou peça para outra pessoa, que estará mais atenta e encontrará facilmente algo de errado.

2- Compartilhe o conteúdo nas redes sociais

As redes sociais são os melhores meios para compartilhar seus conteúdos, pois apenas um post pode alcançar um grande número de pessoas gratuitamente. Use as mídias a seu favor, atualizando as páginas com os novos materiais de seu blog.

3- Divulgue em grupos das redes sociais

Além da sua própria página, compartilhar seus conteúdos nos grupos das redes sociais é uma ótima ideia, pois alcançará pessoas que talvez ainda nem conheçam a sua empresa. É outro espaço gratuito e muito proveitoso que você pode usar.

4- Conecte os novos conteúdos a textos antigos

É uma prática muito comum entre os grandes portais e que traz bons resultados. Se em um artigo antigo você falou sobre um produto, por exemplo, e fez outro material falando sobre a atualização dele, vale colocar um link para que os leitores possam acessar o primeiro texto.

Assim, o primeiro artigo pode ser acessado por quem não havia lido antes.

5- Responda aos comentários

Responder aos comentários, seja no blog ou nas redes sociais, é um dos melhores meios de interação com a sua audiência. Isso faz com que você se aproxime do leitor e ainda ganhe a simpatia dele, por lhe ter dado atenção.

6- Acompanhe os resultados do seu blog

Preste atenção nos números periodicamente e veja o que estes resultados dizem. Se o público tem se interessado pelos seus materiais, de onde são os seus leitores e que horas acessam. Isso lhe ajudará a fazer novas estratégias, caso algo precise ser mudado, tanto no seu blog, quanto nas redes sociais.

Estas são ações simples, mas muito importantes para serem feitas após a publicação no blog. Explore as possibilidades das redes sociais para compartilhar seus conteúdos e acompanhe os resultados para que você consiga traçar estratégias melhores.

Com informações do blog Marketing de Conteúdo

leads-redes-sociais

4 passos para atrair leads pelas redes sociais

Além de ferramentas de comunicação, as redes sociais podem ser úteis em outros aspectos para as empresas. Neste artigo, vamos mostrar como é possível gerar lead por meio do Facebook, ­­LinkedIn, Twitter e outras mídias.

Confira como fazer este processo em 4 passos:

1- Escolha o público que deseja alcançar

Como sempre falamos aqui no blog, focar nas pessoas certas é fundamental para que as estratégias de Marketing Digital deem certo. Por isso, a empresa deve definir quem são seus potenciais consumidores e dirigir suas ações voltadas aos interesses deles. Tanto para divulgar conteúdo, quanto produtos e serviços.

2- Esteja presente nas redes sociais certas

Além do público-alvo definido, é importante saber quais redes sociais eles mais usam. Não adianta focar suas ações em uma mídia que a maioria deles não usa, pois seus esforços serão em vão e eles não verão seus posts e conteúdos.

Faça uma pesquisa e monte suas páginas apenas nas redes que eles estão presentes.

Use os recursos das próprias redes sociais. Cada vez mais as mídias oferecem ferramentas que ajudam muito o trabalho de divulgação das empresas. Por isso, é preciso conhecê-los bem e aproveitar tudo o que é possível.

O Facebook, por exemplo, é a principal mídia social. Quase todos os internautas estão lá e cada vez mais ele está se fortalecendo também para o contato B2B (business to business).

Por ele é possível ter acesso a grupos segmentados (de diversos assuntos), onde é possível fazer postagens para mostrar a sua empresa. Outro recurso muito utilizado é o Facebook Ads, os famosos anúncios pagos para alavancar a audiência das páginas. Além, claro, das postagens em sua própria página para compartilhar conteúdos com seus seguidores.

O LinkedIn é a rede social mais usada para comunicação B2B e interesses profissionais. Assim como o Facebook, é possível ter um perfil pessoal e uma fanpage da marca e também compartilhar conteúdo. Outra semelhança é a criação de grupos e de anúncios para aumentar a audiência da página da empresa.

Possui recursos parecidos com os do Facebook, mas o LinkedIn é usado para contatos profissionais e tem uma segmentação melhor de cada perfil, facilitando o acesso às pessoas de seu interesse.

Muitos acreditam que o Twitter tenha perdido a sua força, mas ele continua entre as redes sociais mais usadas. Também possui o Twitter Ads, recurso para criar posts pagos.

O Instagram é a rede social mais voltada para imagem, e é um grande aliado de marcas que necessitam mostrar seu trabalho visualmente, como marcas de roupas, projetos de arquitetura, gastronomia, entre outros. Assim como as mídias citadas acima, também possui recurso de anúncios pagos.

3- Compartilhe conteúdos interessantes

Pense no que seu público gostaria de ler: quais os assuntos de seu interesse? O que ele procura em meu segmento? Por quais produtos ele poderia se interessar? O que eu tenho de novidade no mercado para oferecer?

Estas são algumas perguntas que podem te orientar a criar conteúdos de interesse de seus clientes e leads e aumentar a audiência da sua página.

Cada empresa possui personas com necessidades diferentes, por isso é preciso pensar em como os materiais compartilhados pela marca podem ajudá-las.

4- Transforme seus seguidores em leads

Com todo esse processo, o seu objetivo final é transformar os seguidores da sua página em leads. O recurso mais usado atualmente são links que direcionam a Landing Pages, páginas com formulários que recolhem informações básicas do lead, como nome e email.

Esse é um dos melhores meios de atrair leads qualificados, pois as pessoas que preenchem os formulários realmente estão interessadas em sua marca e nos materiais que ela tem a oferecer.

As redes sociais são um ótimo meio para atrair potenciais clientes para a sua empresa. Invista em bons conteúdos, compartilhe materiais interessantes e, junto com essas ações, faça dos seguidores consumidores de seus produtos e serviços.

Com informações do blog Resultados Digitais

metricas-facebook

Métricas do Facebook: veja se suas ações dão o resultado esperado

O Facebook se tornou uma ferramenta indispensável para a comunicação das empresas. E, para que a estratégia dê resultado, além de um bom planejamento, é preciso acompanhar o desempenho dos posts para saber se as ações estão dando certo ou precisam ser alteradas.

Para mensurar os resultados de suas estratégias na rede social, todas as páginas têm acesso ao Facebook Insights. É uma ferramenta que reúne os números das principais métricas e ajuda a equipe de comunicação entender o desempenho dos posts dentro de um determinado período.

Cada empresa tem um objetivo diferente com suas páginas no Facebook. Algumas desejam aumentar a popularidade na rede social, outras, elevar as suas vendas. Leve em consideração estas 3 métricas e descubra se suas ações estão dando o resultado esperado:

1- Engajamento

As curtidas, comentários e compartilhamentos indicam que seus posts estão agradando aos seguidores, mas não necessariamente aumentando suas vendas. Se o objetivo é tornar a página mais popular, você está no caminho certo.

Mas, se o que a marca pretende no Facebook é vender mais, precisa trabalhar em ações voltadas para este objetivo, como fazer postagens com links que levem o usuário à página do e-commerce da empresa.

2- Visibilidade

Uma grande quantidade de engajamento de um post faz com o que o Facebook o impulsione e alcance seguidores que talvez não o veriam. Isso traz mais visibilidade para a página, mas se objetivo da marca é vender, não é o suficiente.

Informações sobre a marca e o setor em que atua são interessantes e necessárias. Entretanto, para aumentar o número de vendas é preciso trabalhar com publicações mais objetivas, como lançamento de produtos e promoções.

3- Conversão

Se a empresa pretende ter mais seguidores, o número de engajamento e o alcance de novos usuários já é uma boa métrica. Entretanto, se está buscando aumentar o resultado das vendas, é preciso trabalhar com posts que direcionem para o link da loja e facilitem o acesso aos produtos que deseja vender.

Com a meta traçada, fica mais fácil analisar se a estratégia está dando certo. Cada página tem um objetivo diferente, principalmente as empresas de e-commerce, que além do número de usuários, também desejam aumentar suas vendas.

Muitas das compras online partem do próprio Facebook e esta se tornou uma ferramenta tanto de comunicação, quanto de vendas. Saiba usá-lo a seu favor.

Com informações do blog Soul Digital

google-ranking

Rankeamento no Google: como aparecer nos primeiros resultados de busca

Muitos produtores de conteúdo que desejam aparecer entre os primeiros resultados das buscas recorrem a anúncios pagos. Entretanto, se esquecem de importantes elementos de rankeamento no Google que poderiam colocar a empresa em destaque sem mais investimentos.

Existem muitos fatores que podem colocar os sites em evidência. Quando um conteúdo é escrito da forma correta e o site está dentro dos padrões do Google, tem grandes chances de ser bem posicionado nas buscas. Veja 9 deles:

1- Tempo de domínio

Quanto mais tempo de registro o site tiver, maior ele será relevante para o Google e outros sites de busca.

2- Palavras-chave no domínio

Colocar a palavra-chave sobre a sua empresa no próprio endereço do site traz grandes chances dele ter destaque nos resultados do Google.

3- Palavra-chave no título dos artigos e outros textos

Como o Google pesquisa pelas palavras-chave, se elas estiverem no título das publicações, as chances de serem encontradas nas primeiras posições são maiores. Por isso, procure sempre colocar pelo menos uma delas na chamada de seus posts.

4- Velocidade de carregamento

O Google consegue calcular o tempo de carregamento de cada página indexada por meio de seu algoritmo (processos e fórmulas de computador que transformam as perguntas em respostas), tendo como base a codificação de HTML.

A dica aqui é ter páginas com estruturas de HTML simples e bem definidas para que tenham um carregamento rápido.

5- Conteúdo atualizado

Outro fator relevante para o Google é a atualização. Se a página não tem novos materiais publicados há muito tempo, ela tem menos chances de aparecer entre os primeiros resultados.

Manter o conteúdo do site atualizado é fundamental para que ele tenha relevância para o Google.

6- Tamanho da URL

Quanto menor a URL, melhor, mas existe também outro detalhe. Para ficar mais fácil de encontrar a sua página, é importante que seja uma URL amigável, ou seja, com as palavras principais no endereço, e não aqueles códigos com números e letras.

Uma URL amigável e curta aumenta as chances de rankear a sua página nos sites de busca.

7- Layout para mobile

É importante levar em consideração o número de acessos às plataformas digitais pelos aparelhos móveis (smartphones e tablets). Muitas vezes, a busca pode ser feita por eles e o Google vai levar em conta as páginas que se adaptam a estes meios.

Por isso, é fundamental ter um site adaptável para desktop e dispositivos móveis, assim, a sua página aparecerá em todos os meios de busca.

8- Comentários na página

O volume de comentários mostra que o conteúdo da página é interessante, já que tantas pessoas interagem.

Isso é um fator de grande relevância e ajuda a dar um bom posicionamento para a sua página no ranking das buscas.

9- Links na página

Ter links que direcionam para outros conteúdos de qualidade também é um grande diferencial que coloca sua página à frente. Quanto mais links, tanto de seu próprio site, quanto para outros, melhor pode ser a colocação.

Estes são alguns fatores que ajudam a rankear seu site no Google, mas existem muitos outros que podem ser usados. Coloque em prática estas dicas e veja sua página nos primeiros lugares dos resultados.

Com informações do AdNews

conteudo-online

3 dicas que facilitam a criação de conteúdos digitais para a sua empresa

Muitas pessoas procuram por uma fórmula para criar bons artigos online, mas a verdade é que isso não existe. Conhecer a área de atuação da empresa, o público que ela atende e estudar o desenvolvimento do trabalho são atitudes fundamentais para a criação de conteúdos digitais.

Não é à toa que as empresas desejam melhorar a produção de seus conteúdos digitais, uma vez que a informação por este meio cresce mais a cada ano e é um forte elemento para a marca se destacar no seu mercado e na internet.

Para criar bons conteúdos não existe uma fórmula pronta, mas alguns planejamentos ajudam a equipe de comunicação a chegar neste caminho. Veja 3 dicas para construir materiais relevantes:

1- Conhecer o público que deseja atingir

Antes de criar o seu texto, pense para quem você vai escrever e o que essa pessoa deseja saber. Para ter relevância, é preciso ser de interesse de seu público, clientes e leads, caso contrário, não terá serventia para quem você deseja atingir. Essa informação deixará muito mais fácil a escolha da abordagem de seus conteúdos.

2- Escolha as mídias de divulgação

Atualmente, a maior parte das pessoas se relaciona com suas marcas pelas plataformas digitais. É importante estar presente nestas mídias, mas não é necessário estar em todas.

Antes de criar sua página em uma rede social, procure saber em quais estão presentes o seu público-alvo. O Facebook é democrático, pessoas de todas as idades têm conta lá, mas outras, como Instagram e LinkedIn têm propostas bem diferentes. E mesmo se suas personas estiverem em mais de uma, é preciso adequar a linguagem para cada, pois algumas têm o tom mais descontraído, outras, mais formal.

3- Abordagens dos conteúdos

Independentemente da área de atuação da empresa, é possível abordar diversos temas para variar os materiais publicados. Fale sobre os produtos, serviços, visão e valores da marca, dicas de boas práticas, novidades, assuntos relacionados ao setor, entre outros.

Os temas podem ser usados no blog e nas redes sociais, adequando a linguagem para cada plataforma. O texto deve ter uma leitura de fácil compreensão e com parágrafos não muito compridos. É interessante usar um formato próprio de linguagem, para que seja reconhecido pelo público.

Com informações do AdNews

emojis

Veja como usar emojis nas plataformas digitais

A utilização de emojis nas plataformas digitais são muito comuns na comunicação atualmente. Inventada pelos japoneses, é uma evolução do emoticon, uma tentativa de simular expressões usando caracteres de pontuação.

Estas carinhas ajudam a transmitir as mensagens de forma mais humanizada, pois é possível usar aquele que mais representa o sentido da frase na plataforma digital (redes sociais, blog, email, site, etc).

A popularização desta ferramenta informal nas redes sociais faz com que muitas empresas tenham dúvidas sobre seu uso: se devem usá-la, em quais situações e em quais plataformas.

1- Empresas podem usar emojis?

Qualquer marca pode usar emojis em seus posts e mensagens. Se você trabalha com um negócio mais descontraído, existem diversas opções para complementar suas publicações. Entretanto, mesmo em um setor mais sério, como escritórios de advocacia ou contabilidade também é válido o uso de algumas carinhas ou outros ícones para deixar o texto mais descontraído.

2- Como emojis podem ajudar?

Eles podem ajudar a demonstrar o sentimento que a empresa tem ao divulgar aquela publicação ou o que espera dos seguidores, por exemplo. Se fala de uma super promoção, pode incluir uma carinha de surpresa, ou se recebe uma reclamação, usar uma expressão de tristeza ou decepção ao responder. Isso ajuda a demonstrar a empatia da marca pelos sentimentos de quem lê seus posts.

3- Como usar os emojis?

As redes sociais são lugares descontraídos, por isso, mesmo que a sua área seja mais séria, convém usar emojis. Mas atente-se para quais usar. Existem diversos itens que se enquadram para os diferentes negócios, como por exemplo, a balança da justiça para escritórios de advocacia.

4- Pode usar emojis em emails?

Depende da ocasião e do objetivo da mensagem. Em um email de apresentação sobre a empresa para um cliente, não cabe o uso de emojis, pois pode comprometer a credibilidade e formalidade do trabalho da empresa.

Por outro lado, se o email fala sobre uma promoção, lançamento de produtos ou outro tema que interesse ao cliente, vale usar um emoji para deixar a mensagem mais atrativa.

Com informações do blog Wix

erros-email-marketing

Evite estes 6 erros ao criar uma campanha de Email Marketing

O envio de email marketing é outra prática do Marketing Digital que tem se tornado muito comum para as empresas. Quando feito e disparado corretamente, se torna um grande aliado da comunicação das marcas, assim como são as redes sociais e os blogs.

No entanto, existem alguns erros ainda muito cometidos pelas empresas que atrapalham o sucesso desta prática. Confira abaixo 6 deles para corrigi-los ou evitá-los:

1- Descuido da linguagem

Algumas palavras como “grátis”, “faça o download” ou “clique aqui” já são identificadas pelo sistema como SPAM. Se a mensagem do seu email tiver estas palavras, existe a possibilidade de ir direto para o lixo eletrônico, principalmente se escritas em caixa alta ou outro destaque.

2- Assuntos genéricos

Outro fator que pode levar sua mensagem diretamente para o SPAM são assuntos genéricos, como “Super Liquidação de Inverno 2017” ou “Newsletter 07/07”.

Para evitar este problema, coloque no assunto um destaque da sua mensagem, ou uma prévia do que ela tem a dizer, como “5 práticas para aumentar o engajamento orgânico”. Assim, o sistema vai entender como um email que seja relevante para o destinatário.

3- Não personalizar as mensagens

Uma das principais regras do email marketing é personalizar as mensagens de acordo com as personas do seu grupo. Não adianta enviar uma campanha sobre sapatos femininos para o público masculino, por exemplo. A chance de interessá-los é muito baixa.

É preciso saber se comunicar com os diferentes públicos. Caso contrário, eles perderão o interesse em seus emails.

4- Não adaptar os email para diferentes dispositivos

É cada vez maior o número de pessoas que visualizam emails por celulares e tablets. Por isso, é necessário adaptar sua mensagem para diferentes telas de acessos. Uma diagramação feita apenas para computadores pode prejudicar a leitura do destinatário e suas informações não chegarão até ele.

5- Não permitir o cancelamento

Isso não é o desejo de nenhuma marca, mas o destinatário tem o direito de cancelar o recebimento de seus emails caso não queira ver suas novidades periodicamente.

Não permitir o descadastramento faz com que o destinatário marque as suas mensagens como spam, o que pode ser algo muito pior, pois prejudica o domínio do seu email.

6- Comprar listas

Já falamos aqui no blog o tamanho do erro que é a compra de listas de emails. Isso acaba com a reputação da sua marca para o sistema e para os destinatários também, já que eles não permitiram receber informações da sua empresa.

Estes são alguns fatores que podem destruir a sua campanha de email marketing. É uma prática de comunicação muito valiosa, portanto, faça-a corretamente para que traga bons resultados para sua marca.

Com informações do blog Resultados Digitais

coexp

Diretor da RZT ministra palestra sobre Marketing Digital para Coaches no COEXP

No próximo sábado (8), o sócio fundador da RZT Comunicação, Almir Rizzatto, ministrará a palestra “Marketing Digital para Coaches” no COEXP – Coaching Experience Day, em São Paulo-SP. A entrada é gratuita.

O evento será realizado pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC), das 8h às 17h, no Centro de Treinamento da entidade, na Av. Francisco Matarazzo – 1.350 – 7º andar.

Na palestra “Marketing Digital para Coaches”, Almir Rizzatto mostrará como os profissionais de coaching podem usar a internet para alavancar seus negócios.

“A ideia é explicar como um coach pode usar o poder da internet para fortalecer sua imagem, atrair clientes e gerar negócios. O Marketing Digital proporciona resultados incríveis, mas é preciso conhecimento para usar ferramentas e técnicas de forma profissional”, explica o diretor da RZT Comunicação.

Como se inscrever para a palestra Marketing Digital para Coaches

Para participar do COEXP, basta fazer sua inscrição no site https://www.slacoaching.com.br/coexp/. Na página também é possível conferir os palestrantes e toda a programação do evento.

A entrada é gratuita, mas a organização pede a doação de duas latas de leite em pó para a LBV (Legião da Boa Vontade).

Como estão disponíveis apenas 350 vagas, recomendamos que garanta logo seu lugar. Na primeira edição do evento, em maio, as inscrições se esgotaram previamente.

Serviço:

O que: COEXP – Coaching Experience Day
Onde: Centro de Treinamento SLAC
Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 1350
Data: 08/07/2017 (sábado)
Horário: 8h às 17h
Inscrições: https://www.slacoaching.com.br/coexp/ (apenas 350 vagas)
Doação: 2 latas de leite em pó