Financial charts on the table with laptop

7 principais métricas de Marketing Digital para analisar seus resultados

Muitas estratégias podem ser trabalhadas nos sites, blogs e redes sociais. Mas, para saber se elas estão dando o resultado desejado, é necessário usar algumas métricas de Marketing Digital para acompanhar o desenvolvimento das suas ações.

Entre as informações apresentadas nestas métricas, é possível acompanhar o número de visitantes do seu site, abertura de email marketing, taxa de conversão, entre outras.

Separamos aqui 7 das mais importantes métricas a serem analisadas pelas empresas:

1- Número de visitantes

Esta métrica mostra o número de visitantes do seu site em um determinado período. É um indicador muito importante para ser acompanhado, pois se trata da audiência da sua página.

Por estes números é possível saber se os conteúdos postados são interessantes para o público, quais produtos eles mais buscam no site, horário mais acessado, etc. É um ótimo indicador para continuar seguindo com determinadas ações ou não.

2- Taxa de conversão

Atrair um grande número de visitantes não é o suficiente se grande parte deles não se não se interessa em manter um relacionamento com a sua empresa.

Chamamos de taxa de conversão a porcentagem de visitantes que se transformam em leads. Ou seja, deixam seus contatos para manter um relacionamento com a sua empresa, recebendo informações como newsletters ou material para download, por exemplo.

Se a taxa de conversão cresce conforme aumenta o número de visitantes, é sinal de que sua empresa está atingindo o objetivo e criando relacionamento com possíveis clientes. Caso esse indicador não suba, é preciso rever suas estratégias para atrair novos leads.

3- Taxa de rejeição

Assim como é preciso analisar quantas pessoas se interessam pelo conteúdo do seu site, também é fundamental saber a taxa de visitantes que saem sem ao menos explorar os itens disponíveis.

Se você notar altas taxas de rejeição, é um sinal de que seu site deve passar por algumas mudanças. Um motivo para que isso aconteça pode ser a dificuldade dos internautas em encontrar as informações que precisam, ou que o layout esteja confuso, por exemplo.

4- Taxa de abertura e cliques

Estas são métricas usadas para o email marketing. Para calcular a taxa de abertura, divide-se o número de pessoas que abriu a mensagem pela quantidade que recebeu. Geralmente, os programas por quais são enviadas as campanhas também mostram o desempenho desta estratégia.

Já a taxa de cliques indica quantas destas mensagens abertas tiveram seus links abertos. Seu cálculo é feito dividindo o número de cliques pela quantidade de pessoas que viram o email.

Segundo a agência Resultados Digitais, uma boa taxa de abertura é a partir de 20% e de cliques, acima de 2%.

5- Perfil qualificado dos leads

Muitas pessoas podem se cadastrar para receber informações do seu site, mas observe quantos perfis registrados realmente são oportunidades de negócio. É importante, pois a maioria das suas estratégias será voltada para estes contatos.

Fazer ações para perfis não qualificados para o seu negócio é um mau investimento e não lhe trará nenhum retorno. Portanto, foque apenas em quem realmente é interessante para a empresa.

6- Leads por canal

Identifique quais canais são mais eficientes para seu negócio e trabalhe as estratégias nestas plataformas para atrair novos leads.

Dependendo do segmento da sua empresa, algumas redes sociais podem ser mais usadas que outras pelo seu público alvo. Por exemplo, se a maioria dos perfis que você busca está presente no Instagram, este pode ser um dos melhores canais para trabalhar a comunicação com as pessoas.

Esta métrica também indica os canais que apresentam melhores resultados, quais precisam melhorar o desempenho e aqueles que não são tão eficazes para se relacionar com o seu público.

7- Custo por Lead (CPL)

Para descobrir o CPL, basta dividir o valor investido no Marketing Digital pelo número de leads gerados.  Muitas empresas não têm o conhecimento desta métrica e, por isso, não sabem quanto isso lhes custa.

Estas são algumas das principais métricas de Marketing Digital que devem ser observadas frequentemente. Por seus números é possível saber se as estratégias estão no caminho certo e se o seu negócio atrai o perfil de consumidores que a empresa procura.

Avalie suas métricas frequentemente e use-as como um indicador de melhorias do das suas ações de Marketing Digital.

Com informações do blog Resultados Digitais

segmentar-publico

5 maneiras de segmentar o público para realizar campanhas

Segmentar o público é uma das ações mais certeiras para divulgar uma campanha. E, hoje, as análises de dados permitem que as marcas conheçam o perfil e comportamento de seus clientes e leads.

Essas informações pessoais de cada pessoa são fundamentais para as empresas montarem uma estratégia de divulgação. Conhecendo os hábitos e preferências de cada uma, é possível fazer campanhas personalizadas para os diferentes perfis.

Se você ainda encontra dificuldades para fazer a segmentação do seu público, listamos cinco tipos que podem trazer grandes resultados. Confira:

1- Segmentação por produto

Quando uma pessoa demonstra interesse em um determinado tipo de produto (botas, jaquetas de couro, calças jeans, por exemplo), é possível criar campanhas com estes produtos selecionados para quem os procurou especificamente.

Pelas campanhas você pode sugerir lançamentos, promoções e descontos especiais, por exemplo.

2- Comportamento do usuário

É possível fazer campanha tanto para usuários que compraram recentemente em seu site, quanto para as pessoas que não o visitam há algum tempo. Para ambos, esta estratégia tem o objetivo de manter contato com o público, direcionando produtos similares aos que compraram ou descontos exclusivos para eles.

Desse modo, sua marca se mantém ativa e tira a atenção dos concorrentes.

3- Segmentação por valor de produto

Para fazer com que seus clientes comprem produtos com valores maiores, é possível direcionar campanhas selecionando opções com o mesmo preço ou mais caras, baseando-se nas últimas peças que eles tenham visto.

4- Campanhas por inscrições

Você também pode selecionar os clientes da página que ainda não se inscreveram para receber suas newsletters. Use os dados fornecidos no momento da compra e direcione uma campanha personalizada para que eles se inscrevam em seu site.

É importante ter em sua lista de contatos todos os seus clientes, para manter o relacionamento e enviar campanhas sobre seus produtos e promoções.

 5- Segmentação por dispositivo

Saber por qual dispositivo os clientes acessam o seu site é interessante, pois, assim, é possível direcionar as campanhas para diferentes plataformas (computador, celular, tablet).

As campanhas devem ser desenvolvidas para os diversos dispositivos, para que seus clientes possam vê-las pelas plataformas que mais utilizam.

Com informações do Próxxima

CHIANGMAI, THAILAND -FEBRUARY 7, 2017:LG Nexus5 opened to Linkedin app. Linkedin is a social networking website for people in professional occupations.

4 maneiras de promover sua empresa no LinkedIn

Entre as estratégias do Marketing Digital, saber usar as ferramentas do LinkedIn – a maior rede social corporativa – pode trazer grandes benefícios para a sua empresa. São 500 milhões de usuários do mundo todo, sendo o Brasil o terceiro país mais presente nesta mídia.

Para as empresas que desejam fazer contato B2B (business to business), o LinkedIn é um dos meios mais apropriados. Segundo pesquisas, 80% dos leads corporativos e 94% do marketing entre empresas acontecem nesta rede social.

O LinkedIn disponibiliza diversas ferramentas e aqui selecionamos 4 delas para você incluir nas suas estratégias de comunicação:

1- Uso de SEO

Se você já está acostumado a usar o SEO em seu site, vai saber aplicá-lo na sua página do LinkedIn. Isso porque esse conceito também se aplica à rede social, e seus posts devem estar bem otimizados para que sejam encontrados pelo público.

Assim como os sites, o Google também classifica as páginas do LinkedIn nos resultados das buscas por meio das palavras-chave. Portanto, fique atento, pois este é mais um meio da sua empresa ser encontrada nas pesquisas dos internautas.

2- Segmentação de anúncios

O sucesso dos anúncios pagos só acontece quando direcionados para o público exato. Utilizando esta estratégia no LinkedIn para atingir empresas, é possível segmentar campanhas para pessoas de diferentes empresas e cargos.

Dessa forma, você atinge o público que realmente te interessa e qualifica sua rede de contatos.

3- Compartilhar e arquivar artigos

Assim como a postagem de fotos e links, o LinkedIn permite compartilhar e arquivar seus artigos, da mesma forma que se trabalha em um blog.

Essa é mais uma plataforma para divulgar conteúdos próprios. Vários profissionais podem colaborar com os artigos hospedados no LinkedIn, aumentando a credibilidade da sua empresa.

4- Conteúdo em outras línguas

Se a sua intenção é buscar visibilidade de públicos internacionais, o LinkedIn é um grande aliado, pois permite adaptar a descrição e outros detalhes da sua página para diversos idiomas.

Assim, você expande a sua rede de contatos para outros países com apenas uma conta, usando o recurso de idiomas múltiplos.

Estas são algumas das ações que o LinkedIn permite fazer. É considerada a principal rede social corporativa, então é fundamental que a sua empresa esteja presente. Explore todos os recursos e tenha um grande aliado para seus negócios.

Com informações do blog Soul Digital

men share news, photos, video on the smartphone. A man shows a friend an application in a mobile phone. Friends with a smartphone, technology.

5 ações para compartilhar conteúdos de sua empresa

Ao publicarem conteúdos em blogs e redes sociais, as empresas esperam que o público faça interações, como curtidas, comentários e, principalmente, compartilhem com seus amigos online.

Quando compartilhado por outras pessoas, o post consegue um alcance muito maior, pois atinge usuários que não seguem a página, permitindo que eles também tenham acesso àquela postagem. Além disso, esse é um sinal de que a publicação agradou as pessoas a ponto delas se sentirem motivadas a mostrá-la em seus perfis.

Entretanto, não basta apenas produzir e publicar o conteúdo para que ele seja compartilhado pelos seguidores da página. Para que isso aconteça, existem algumas ações que aumentam as chances disso acontecer.

Selecionamos aqui 5 destas ações que motivam seus seguidores a compartilharem seus conteúdos:

 1- Responder às dúvidas do público

Existem milhares de posts disponíveis todos os dias e, muitos deles, podem ser bem interessantes para o seu público-alvo. Entretanto, é possível ter maior destaque no meio deste turbilhão de publicações.

Quando a sua publicação responde a alguma dúvida dos seus seguidores, ela já ganha relevância e interesse das pessoas. Pode ser sobre o uso de algum produto, novidades do mercado, atualização de algum sistema, enfim, o que cabe dizer dentro da área de atuação da sua empresa.

E, para saber quais são estas dúvidas que podem ser respondidas por meio de conteúdo, esteja sempre atento aos comentários de seus seguidores. Lá, sempre tem pessoas perguntando sobre diversos assuntos que podem se tornar ótimos temas para desenvolver seus materiais.

2- Fazer conteúdos para o seu público-alvo

Um modo para saber como responder às dúvidas do seu público é conhecê-lo.  Quando você escreve para um grupo específico, fica muito mais fácil atingi-lo e despertar o seu interesse.

Uma pessoa que lê artigos direcionados ao seu perfil fica muito mais interessante, e se sente motivada para compartilhar com outros seguidores que tenham os mesmos gostos e necessidades. Assim, seu post se torna mais popular e agradável para seu público.

3- Fazer um conteúdo fácil de compreender

Mesmo que os conteúdos abordem temas voltados para a necessidade do público, eles não serão interessantes se usarem uma linguagem muito complicada. Portanto, os materiais devem ser de fácil compreensão, principalmente assuntos mais complicados e tecnológicos, que envolvam termos não muito comuns para todos.

Quando for necessário citar termos complexos ou apenas usados na sua área, explique seu significado entre parênteses, por exemplo.

4- Não fale apenas da sua empresa

O Inbound Marketing é uma forma de vender por meio de conteúdo, mas nem todo o material compartilhado deve ser sobre a empresa e seus produtos. Alterne publicando assuntos relacionados ao seu mercado, novidades, empresas parceiras e outros assuntos complementares.

Publicações apenas sobre a empresa se tornam desinteressantes para os usuários, pois eles perceberão o seu interesse em apenas vender e não oferecer outro tipo de conteúdo em troca.

5- Dê oportunidade para as pessoas compartilharem

Crie maneiras de estimular o leitor a compartilhar seu conteúdo. Nos blogs e sites, crie chamadas para incentivar as pessoas a divulgarem seu material.

Não se esqueça das redes sociais. Por estas plataformas é ainda mais fácil incentivar o seguidor a compartilhar o conteúdo, principalmente no Facebook, que já tem a opção própria para isso.

Com informações do blog Sambatch

site-vsitantes

3 estratégias para atrair visitantes para o seu site

Apesar de milhares de pessoas lerem diversos conteúdos na internet diariamente, elas não conseguem acessar a tudo o que desejam. Isso faz com que muitos sites não tenham o tráfego esperado. E nem sempre é por conteúdo desinteressante, mas pela falta de tempo dos leitores.

Existem inúmeros tipos de conteúdos disponíveis diariamente. Portanto, para atrair visitantes para o seu site é preciso caprichar nos artigos e usar outras estratégias para chamar atenção dos leitores.

Selecionamos aqui 3 estratégias para atrair mais visitantes para o seu site. Confira:

1- Newsletter

Essa é uma forma de fazer o conteúdo ir até a pessoa. Além de ser um meio de contato com seus leads periodicamente, as newsletters são mensagens com alguns de seus conteúdos, em que as pessoas podem guardar no email e lerem a hora que quiserem.

Se o leitor busca por um conteúdo com o assunto que você enviou, aquela será a forma mais fácil para encontrá-lo, o que aumentará as chances de acessar o seu site.

2- Facilitar as estruturas do seu conteúdo

Hoje em dia as pessoas buscam por conteúdos fáceis de entender e de rápida leitura. Para que o seu site seja atrativo, os títulos dos artigos devem ser explicativos e os textos escaneáveis. Assim, o visitante encontrará rapidamente a informação que deseja.

Textos em tópicos e listas são muito atrativos e de fácil compreensão, o que aumenta o interesse do leitor por eles.

3- Use diferentes formatos de conteúdo

O Marketing Digital fez com que o modo de produzir conteúdo se tornasse dinâmico. Apenas escrever textos explicando sobre tal assunto pode ficar desinteressante quando a concorrência usa outros formatos para abordar a mesma coisa.

Veja alguns modos que você pode produzir:

Vídeo: atualmente um dos formatos de conteúdo mais consumidos na internet, o uso de vídeo se tornou indispensável para as marcas que desejam aumentar a audiência. Para alguns assuntos, é mais fácil o visitante assistir uma explicação do que a ler com todos os detalhes em um artigo.

Infográfico: outro modo muito dinâmico de conteúdo, os infográficos são trabalhados de maneira lógica. A leitura em breves parágrafos e imagens ajuda o visitante a processar melhor a informação.

Áudio: o áudio está presente em diversos aparelhos que temos e, fazer um conteúdo nesse formato pode facilitar o consumo de informação pelas pessoas. Em alguns momentos, não é possível ler o artigo, mas talvez ouvi-lo. Por isso, o formato de áudio pode ser buscado por muita gente, aumentando o tráfego do site que o produz.

Estas são sugestões acessíveis para qualquer equipe de comunicação. Usar diferentes formatos deixa o site mais atrativo para as pessoas que desejam consumir informações de modo dinâmico.

Com informações do blog Resultados Digitais

penalizacoes-google

Descubra quais são as penalizações do Google e como evitá-las

As empresas que desejam ter seus sites rankeados nos resultados de pesquisa devem entender que o buscador tem regras e, quando violadas, as páginas podem sofrer diversas penalizações do Google. Isso é feito para evitar que usuários e outros domínios sejam prejudicados.

Estas práticas que violam as regras do Google são denominadas Black Hat – más ações do uso de SEO. Elas podem ser duplicação de conteúdo, palavras-chave escondidas ou a demasiada repetição delas em um texto, camuflagem (quando o título fala sobre um tema e o artigo outro), spams, seo negativo, entre outros.

Para que nenhuma destas ações passem batidas, a ferramenta que vistoria e pune todas elas é o Googlebot. É fundamental que todos os sites estejam ligados a ele para que sejam sempre filtrados e participem dos resultados de busca.

Quando reconhece algum destes erros, o Googlebot aplica algumas punições, como fazer a página perder 30 posições no ranking de busca, desindexação da página do buscador ou até mesmo de todo o domínio.

Entretanto, os sites podem cometer algumas destas violações sem perceber. Por isso, existem algumas formas de saber se há algo errado com o seu domínio. Em um dos casos, você receberá uma mensagem explicando por que está sendo punido. Na maioria das vezes, o Googlebot não dá nenhuma explicação, apenas aplica a punição.

Se você não recebeu nenhum alerta e nota algo estranho, como a queda de tráfego em seu site, faça algumas análises:

– Pesquise no Google o endereço do seu site. Se ele aparece na busca, está tudo em ordem. Caso não apareça, é possível que você tenha desindexado manualmente o seu site por acidente.

– Confira se as palavras-chave são usadas corretamente em seus textos: no título, no início do texto, mas sem repeti-las demais.

– O Googlebot periodicamente faz atualizações sobre o seu sistema. O mau desempenho do seu site pode se dar pelo fato de não seguir as novas regras impostas pela ferramenta. Acesse estas informações para ficar dentro dos padrões definidos.

Se o seu site sofrer punições por ter cometido algumas das violações, é possível colocá-lo em ordem novamente. Primeiramente, confira o relatório de erros de rastreamento do Googlebot e veja se suas páginas possuem algum deles.

Atente-se também se não está sendo usada nenhuma técnica de black het, pois elas continuarão bloqueando o seu site para a filtragem do Google. Outro fator importante é revisar seus artigos e ver se eles são realmente do interesse do seu público-alvo. A queda no seu tráfego também pode ser por este motivo.

Depois de corrigir suas falhas, faça o pedido de reconsideração no Google.

Com informações do blog Marketing de Conteúdo

post-pago

Posts pagos: 4 dicas para melhorar seu desempenho

No Facebook, por exemplo, a reação dos usuários influencia muito no desempenho dos posts pagos. Quanto mais reações positivas (curtidas, comentários e compartilhamentos), mais pessoas verão o anúncio. Por outro lado, as ações negativas (comentários ruins ou ser marcado para que seus anúncios não sejam vistos) podem fazer com que esta campanha não tenha um grande alcance.

Para que você consiga fazer um anúncio de sucesso para a página da sua empresa nas redes sociais, listamos 4 dicas:

1- Tenha a maior restrição de público possível

Direcionar o post pago para diversos grupos pode fazer com que ele alcance muitas pessoas, mas não será relevante para todas. Faça uma seleção por local, idade, gênero, interesses e outros fatores que definam o perfil exato do seu público-alvo.

2- Capriche na mensagem e imagem do seu anúncio

O design e a mensagem passados pelo anúncio devem ser interessantes para que atraiam a atenção dos usuários que vão vê-lo e os façam perceber que é algo que será útil para eles. Outro formato que pode trazer ótimos resultados é em vídeo. Seja criativo para conseguir mais interações com o post pago e seguidores para a sua página.

3- Fique atento à data do anúncio

Mesmo que seja um ótimo anúncio, com o tempo ele se torna ultrapassado e até desinteressante. O mais indicado é programá-lo para que circule por apenas algumas semanas.

4- Faça testes e veja quais estratégias seguir

Para testar o desempenho do post pago, faça um anúncio com o mínimo de investimento e envie para diferentes públicos. Assim, é possível saber para quais grupos a campanha foi relevante e para quem não interessou.

Este teste te ajudará a direcionar o post para o público certo e conseguir melhores resultados para sua campanha.

Outra forma é exibir diferentes anúncios para os mesmos públicos e analisar por quais eles se interessaram. Fique de olho no desempenho dos usuários (curtidas, comentários ou desinteresse, como desativar seus anúncios).

 Com informações do blog Resultados Digitais

twitter

6 dicas para aumentar seus seguidores no Twitter

Apesar de o Facebook ser a rede com o maior número de usuários, o Twitter não fica atrás, e também é uma das grandes ferramentas de comunicação para as empresas. Parece pouco, mas em 140 caracteres é possível dizer muito a respeito do seu negócio para os usuários.

Mas, se você ainda encontra dificuldades em trabalhar nesta rede social e atrair mais seguidores, listamos 6 dicas para te ajudar a aumentar seus seguidores no Twitter. Confira:

1- Tenha um perfil atraente

Assim como nas outras redes sociais, é muito importante caprichar na foto do perfil e da capa. Use imagens com o logo da marca e outros itens que representem a identidade do seu negócio.

Seja breve, mas não se esqueça das palavras-chave para descrever o seu perfil. Diga em poucas palavras com o que trabalha e como as pessoas podem ter acesso aos seus produtos e serviços. É válido colocar um número para contato e a URL do site.

2- Siga para ser seguido

Para que seu perfil seja notado e ganhe seguidores, você terá que se mostrar para o público. E a melhor forma de fazer isso é seguir as pessoas do seu interesse. Comece por páginas de empresas que atuam no mercado do seu segmento e os usuários que as seguem.

Assim, seu perfil começará a ser notado e despertará o interesse das pessoas para o seu negócio.

3- Poste sobre informações relevantes

Uma estratégia para deixar o seu perfil mais interessante é compartilhar notícias, novidades, dicas e curiosidades a respeito da área que atua. Desse modo, além de fonte para seus produtos e serviços, sua página também será referência de informação e muito útil para os usuários.

O Twitter é uma rede dinâmica, então publique também conteúdos em outros formatos, como vídeos, por exemplo.

4- Atente-se ao horário das postagens

Não existe uma regra específica para os horários que os posts devem ir ao ar, mas o comportamento do seu público pode dizer muito sobre isso. Preste atenção em que momentos do dia seus seguidores mais usam o Twitter e tente publicar em horários próximos a estes picos.

É interessante montar um cronograma para suas publicações. Descubra quantas vezes por dia ou por semana é válido postar e defina uma frequência.

Para facilitar a criação dos posts, você pode selecionar temas para alguns dias e publicar assuntos relacionados ao que foi estipulado.

5- Use hashtags

Foi no Twitter que começou o uso das hashtags, por isso, nada melhor do que usá-las em suas postagens nesta rede.

Se o seu post usa uma hashtag que é muito falada em determinado momento, ele poderá ser encontrado por meio do link dela e, assim, ganhará mais visibilidade até mesmo por quem ainda não segue o seu perfil.

6- Twitter Ads

Uma forma de aumentar a sua popularidade nesta rede social é o Twitter Ads. São ações pagas que podem promover tanto a sua página quanto apenas tweets para pessoas que tenham interesses em comum com o seu negócio e ainda não o seguem.

O Twitter é uma ótima ferramenta do Marketing Digital para se promover nas redes. Assim como o Facebook, disponibiliza recursos que te ajudam a alcançar mais seguidores e expor o seu negócio. Sabendo usá-lo verá ótimos resultados.

Com informações do PróXXima

business woman hand working on smart phone and laptop computer and business graph information diagram on wooden table with window reflection at office.

5 passos para definir o público-alvo de sua empresa

Desde a criação de sua empresa até a produção de conteúdo para atrair clientes, definir o público-alvo é um processo fundamental para o sucesso dos negócios. Com uma boa base selecionada de leads, fica mais fácil entender a necessidade das pessoas e, assim, trabalhar as estratégias de Marketing Digital.

Se você ainda tem dificuldades para selecionar o público certo para a sua empresa, listamos 5 critérios para obter uma ótima seleção de contatos. Confira:

1- A quais necessidades sua empresa atende?

O primeiro passo para definir seu público é saber a quais necessidades seus produtos e serviços atendem. Quais problemas deles poderão ser resolvidos ou a que desejos você pode atender?

2- Aprenda com seus clientes

Ao observar seus atuais clientes, você poderá perceber os traços comuns entre eles. Se predominam homens ou mulheres, a faixa etária, formação profissional, nível socioeconômico, onde moram, lugares que frequentam, etc.

Veja também quais deles voltam e o que sempre buscam em sua empresa. Se dividi-los por características em comum, poderá focar um tipo de serviço para cada e, assim, potencializar suas estratégias de comunicação.

3- Preste atenção nos concorrentes

Outro modo de conhecer melhor seu público é observar o perfil dos clientes dos seus concorrentes. Eles podem ter os mesmos interesses das pessoas que você deseja alcançar e, conhecendo o perfil deles, ficará mais fácil focar no seu público-alvo.

4- Saiba dos seus diferenciais

Você pode ter muitos concorrentes na área em que atua, mas com certeza seu negócio pode oferecer serviços únicos, que as outras empresas não têm. Então, esse pode ser um ponto forte para suas campanhas de marketing digital e até mesmo atrair outros perfis de consumidores além dos que já está acostumado. Use seu diferencial a seu favor.

5- Crie personas

Personas são perfis de pessoas imaginárias que representam os tipos de clientes que o seu negócio pode atender. Leve em conta todos os detalhes: gênero, idade, carreira, onde mora, onde trabalha, em quais lojas e sites compram, as redes sociais que usam, etc.

Outro ponto em selecionar os tipos de persona, é que, desse modo, você consegue se colocar no lugar delas e entender um pouco sobre o que procuram em seus produtos e serviços.

Com informações do blog Wix