redes sociais para empresas

5 dicas sobre redes sociais para empresas

É possível fazer vários tipos de interação nas redes sociais para empresas. Por elas, as marcas podem compartilhar seus conteúdos, receber comentários e analisar o desempenho de suas ações.

Mas, muitas marcas enfrentam dificuldades pelas rápidas mudanças que acontecem nas plataformas digitais. Frequentemente são lançadas ferramentas novas e, aquelas que já éramos acostumados a usar, se tornam antigas e até deixam de existir.

Veja aqui 5 dicas das melhores estratégias de redes sociais para empresas:

1- O Facebook vai continuar como a maior mídia por enquanto

Mesmo que tantas outras redes sociais estejam atraindo cada vez mais usuários, o Facebook continua sendo a maior mídia. Por isso, é importante priorizar as atualizações da página da empresa, com postagens e interações com seguidores.

Outro fator de sucesso desta rede social são as ferramentas que ajudam as empresas a crescerem cada vez mais. Além de anúncios e outras formas de promover os posts, as análises do desempenho da marca fazem com que o Facebook se torne uma das melhores plataformas para se estabelecer. Por isso, tende a continuar crescendo.

2- Conteúdo em vídeo

Os conteúdos em formato de vídeo só tendem a crescer. Tanto que plataformas como o Facebook, Instagram e outras mídias já oferecem espaço para que sejam postados diretamente em suas páginas.

Além dos materiais gravados, outra tendência são as lives. Os vídeos ao vivo tomaram conta dos feeds das redes sociais. Muitas empresas e até mesmo a própria mídia, como revistas, jornais e blogs se utilizam dessa ferramenta para se diferenciarem de seus conteúdos.

Para chamar a atenção da audiência, os seguidores recebem uma notificação para saberem que um vídeo ao vivo está começando.

3- Parceria para criação de conteúdo

Fazer co-criação com uma marca ou especialista na sua área é uma forma de conseguir maior credibilidade. E essa ação conjunta é uma ótima estratégia para buscar novas pessoas, pois a audiência que segue o seu parceiro irá te conhecer e, possivelmente, se interessar pelo seu negócio.

E essa co-criação pode ser feita de várias formas. O parceiro pode postar um artigo no seu blog e redes sociais, participar de um vídeo e até mesmo de uma “live”. Procure quem poderia fazer essa ação com você e a inclua em sua estratégia de Marketing Digital.

4- O poder está no relacionamento com o público, não na mídia

A importância de estar presente nas redes sociais se deve pelo fato de que nestas plataformas está presente uma grande parte do seu público. Muitas empresas se importam mais com as ferramentas disponíveis e com a criação de páginas a cada nova mídia que surge. No entanto, é uma forma errada de agir.

A maior ação que pode ser feita nas redes sociais é focar no relacionamento com o público. Por este meio, é possível interagir e descobrir as opiniões a respeito da sua marca e, assim, direcionar as suas novas ações.

Esse relacionamento requer trabalho. O resultado vem a longo prazo, mas, quando feito da maneira correta, traz grandes resultados.

5- Conversão de leads

O trabalho do relacionamento pelas mídias sociais pode ser muito eficiente para conseguir novos leads. Por estas plataformas é possível prospectar usuários, compartilhar conteúdo com eles e apresentar a sua marca.

Com informações do Hubspot

digital composite of business graphics with office background

Marketing Digital para B2B e B2C deve usar estratégias diferentes

O Marketing Digital para B2B (business to business) e B2C (bussiness to customer) é uma excelente estratégia para os dois tipos de negócio. Entretanto, o modo de planejar cada ação não é o mesmo, devido aos diferentes perfis de público-alvo.

O momento da compra muda entre os dois. Enquanto o cliente B2B consome por alguma necessidade da empresa, o B2C busca realizar o desejo de ter o produto.

Veja como planejar uma estratégia de Marketing Digital para B2B e B2C:

Marketing Digital para B2B

As vendas para B2B são mais complexas e com um ciclo maior, já que as empresas não costumam fazer compras com a mesma frequência que um cliente comum.

No entanto, problemas em suas estratégias de vendas, sistemas e até mesmo desempenho na equipe podem acontecer. É nesse momento que as empresas vão procurar por soluções.

Por isso, o Marketing Digital de empresas que vendem para outras empresas, B2B, deve ser voltado para a solução de problemas e dificuldades que elas estejam passando. Nesse caso, cabe produzir conteúdos educativos, como dicas para aumentar o número de vendas, ter destaque nas buscas orgânicas e qualquer outro tipo de ajuda que o perfil de seus clientes esteja precisando.

A comunicação deve ser feita por sites, blogs e redes sociais. Para tratar de assuntos corporativos, quando a ação é de empresa para empresa, o LinkedIn é uma ferramenta indispensável.

Entretanto, uma estratégia que não muda ente o B2B e o B2C é o relacionamento com o cliente. Entre todas as ações que você fizer para alcançar seu público-alvo, não deixe de manter contato para transformar seu lead em consumidor ou fazer com que ele volte a comprar seus produtos e serviços.

Marketing Digital para B2C

Ao mesmo tempo em que este campo parece mais fácil no sentido de frequência de venda, ele também se dificulta devido à enorme concorrência nos mercados. Por isso, o Marketing Digital para B2C é necessário para se destacar da concorrência.

Na venda direta para o cliente final, meio caminho já está percorrido porque ele sente a necessidade de comprar o produto. No entanto, é preciso instigá-lo para que ele faça esse negócio com a sua empresa. Nesse caso, use estratégias que chamem a atenção dele.

O conteúdo abordado deve ser aquele que atraia o perfil do público-alvo. Materiais sobre o lançamento de novos produtos, promoções, anúncios nas redes sociais e nos sites parceiros que somam à sua empresa e contato com os seguidores para criar uma relação de fidelidade.

Esse tipo de público tem uma comunicação maior com as marcas. É importante estar atento para responder aos comentários deixados nos blog e nas redes sociais. Eles também são muito visuais, principalmente porque, antes de realizar uma compra, procuram pelo produto na internet.

Ferramentas como o próprio blog da empresa e redes sociais como Facebook e Instagram são ferramentas indispensáveis para um trabalho de Marketing Digital para B2C eficiente.

Com informações do blog Resultados Digitais

Businessman making presentation with his colleagues and business strategy digital layer effect at the office as concept.

4 estratégias para converter visitantes em leads

Além das ações para atrair pessoas para o seu site e redes sociais, você precisa desenvolver estratégias para converter visitantes em leads, ou seja, que vão se interessar pelos seus produtos.

Entre tantos outros, esse é um dos principais objetivos do uso do Marketing Digital. E, para alcançar este resultado, existem algumas estratégias específicas a serem trabalhadas.

Veja 4 estratégias para converter visitantes em leads:

1- Use o Inbound Marketing

O Inbound Marketing funciona muito bem quando a empresa entende exatamente os gostos e necessidades de seu público-alvo. É uma das estratégias mais usadas para a conversão de leads e manter um bom relacionamento com os antigos consumidores.

Você pode aplicá-lo nos posts do blog, redes sociais e email marketing.

2- Use Calls-to-Action atrativos

O call-to-action (CTA) tem a importante função de chamar a atenção dos visitantes para que eles cliquem neste botão e realizem a ação que você propôs.

Para que sejam CTAs interessantes, coloque frases pequenas e que instiguem o visitante, como “baixe” “quero” ou “faça”. Também use cores chamativas que façam contraste com o tom usado em seu layout.

3- Não deixe de nutrir seus leads

Mesmo depois de converter seus visitantes em leads, é necessário mantê-los em contato com a marca, para que eles voltem a consumir seus produtos.

Desenvolva conteúdos específicos para cada etapa do funil de vendas (desde para os interessados, até os que já realizaram uma compra). Ofereça informações que tire suas dúvidas e apresente soluções.

Também é interessante variar no tipo de formato do conteúdo. Além dos textos, vídeos são muito atrativos e podem ser usados tanto nos blogs, redes sociais e email marketing. O importante é não deixar o lead esquecer a sua marca.

4- Mensure os resultados

Essa é uma ação importante para analisar se as suas estratégias estão dando resultado. Caso perceba que algo não esteja saindo como esperava, é possível ajustar a campanha a tempo para atingir a meta estabelecida.

Com informações do blog Inspire

Composite image of laptop and mouse put on a desk with letter icons

6 dicas para fidelizar clientes usando email marketing

No Marketing Digital, fidelizar clientes usando email marketing tem sido uma grande estratégia para as empresas. É importante manter contato periodicamente com consumidores antigos, para que eles sempre voltem a comprar do seu negócio.

Essa estratégia pode até não gerar uma venda imediata, mas conquista o consumidor aos poucos para que, quando ele estiver decidido a fazer uma compra, vá até o seu site.

Ainda que seja uma ação muito usada, algumas marcas ainda têm dúvidas sobre como planejar e colocar em ação o envio do email marketing.

Confira 6 dicas para fidelizar clientes usando email marketing:

1- Faça um calendário para os envios do email marketing

Para enviar os emails marketing, selecione as datas em que eles serão enviados. É importante analisar o comportamento do seu público para saber qual a melhor periodicidade (diversos dias, uma vez por semana ou a cada quinze dias, por exemplo).

2- Use um bom sistema para o disparo

Antes de fazer o envio do email marketing, certifique-se de que esteja usando um bom programa para isso. Existe uma variedade de ferramentas para fazer esse trabalho. Escolha aquela que seja melhor para você e para o seu negócio.

Procure por um sistema que tenha diversos templates e divisões para fazer uma ação bem personalizada para seus clientes.

3- Compartilhe notícias diversificadas

Existem muitos conteúdos que podem ser enviados em um email marketing. Você pode variar entre um e outro, falando sobre suas novidades, promoções e eventos.

Além dos textos, também pode utilizar vídeos explicativos e outros materiais interessantes que já tenham no seu site, ou que sejam preparados exclusivamente para essa estratégia.

4- Envie email apenas para os contatos autorizados

Os emails marketing devem ser enviados apenas para os contatos que autorizaram recebê-los. Caso contrário, se alguns deles forem de listas compradas, sua mensagem pode ser classificada como SPAM.

5- Peça uma avaliação sobre seus produtos ou serviços do seu cliente

É importante ter um feedback dos clientes para saber se eles estão satisfeitos com o seu negócio. Isso também é importante para atrair novos consumidores.

Os comentários positivos na sua página e redes sociais valem muito. Assim, quando as pessoas buscarem pelos seus produtos ou serviços, terão mais certeza em consumi-lo, pois verão que outros clientes estão satisfeitos com eles.

6- Faça um conteúdo segmentado

Cada visitante do seu site apresentará um comportamento diferente. Alguns terão feito a compra direta. Outros, deixado produtos no carrinho, enquanto grande parte apenas visitará seu site.

É preciso fazer um conteúdo diferente para cada cliente e instigá-lo até a compra final. Por isso, é importante trabalhar em estratégias personalizadas para os diferentes comportamentos.

Com informações do blog Marketing de Conteúdo

estrategia-mobile-marketing

3 estratégias de mobile marketing para sua empresa

O frequente acesso à internet por dispositivos como smartphones e tablets faz com que as empresas necessitem intensificar as estratégias de mobile marketing.

Elas são basicamente as mesmas usadas no Marketing Digital para que as marcas consigam alcançar o sucesso na internet. Mas, essas três ações abaixo merecem destaque quando o assunto é se destacar da concorrência nos acessos pelos dispositivos móveis.

Veja quais são elas:

1- Adaptação do site responsivo

Como já falamos anteriormente, é importante investir em sites que se adaptam às diferentes telas – os sites responsivos. Isso ajuda no rankeamento da marca nos buscadores, pois suas páginas podem ser adequadas aos diversos tipos de acessos.

Um site que não se adapta para a tela de smarpthone, por exemplo, tende a ser rejeitado pelos usuários devido à dificuldade de navegação. É preciso que a página tenha a possibilidade de dar zoom na tela, rolagem lateral e um carregamento rápido.

2- Pesquisa e compras online

Antes de fazer uma compra em loja física, a maioria dos consumidores faz pesquisas sobre o que deseja na internet. E, com o aumento de acesso pelos dispositivos móveis, é por esse meio que a maioria destas buscas é realizada.

A mesma coisa vale para compras online. Se para um consumidor é mais fácil realizar a compra pela internet, são grandes as chances dele fazer isso por um dispositivo móvel.

Ou seja, tanto para buscas de informações sobre um produto, quanto para a efetivação da compra pela internet, é importante que a marca esteja disponível para não perder nenhum cliente.

3- Presença nas redes sociais

As redes sociais são as páginas mais acessadas pelos usuários, principalmente por meio dos dispositivos móveis. Até porque muitas delas só podem ser visualizadas por smartphones e tablets.

Uma estratégia de mobile marketing deve priorizar as redes sociais. Não apenas estar presente, mas adaptar o conteúdo para que tenham melhor visualização pelos dispositivos móveis. Isso inclui considerar o tamanho da fonte, carregamento dos arquivos, o site de redirecionamento e outros itens.

Dentro do Marketing Digital, é importante pensar particularmente nas estratégias de mobile marketing para facilitar o acesso por meio de qualquer dispositivo. O uso de smartphones e tablets é grande e cresce cada vez mais. Por isso, não corra o risco de perder a audiência e consumidores que têm o hábito de navegar pela internet constantemente por esses meios.

Com informações do blog Soul Digital

marketing-no-facebook

Marketing no Facebook: 6 ações para manter a página da empresa ativa

Criar uma página para a empresa é fundamental para uma boa estratégia de Marketing no Facebook. Mas, além de fazer com que ela exista, é preciso estimular a presença, interagindo com os seguidores e buscando alcançar novas pessoas.

Para ajudar a sua página estar sempre ativa, listamos 6 ações para seguir e melhorar o seu Marketing no Facebook:

1- Use os comentários como feedbacks de suas campanhas e produtos

As opiniões que os seguidores deixam na página do Facebook são muito importantes. Pelos comentários é possível saber se suas ações estão agradando ou não ao púbico.

2- Varie o formato das postagens

Além dos textos e postagens de artigos e notícias, é interessante variar o formato. Publique vídeos, fotos, infográficos, enquetes e outros modelos que possam chamar a atenção dos seguidores. Essas variações deixam a página da marca mais interessante.

3- Peça para os seguidores expressarem suas opiniões

Nem sempre os fãs da página irão interagir com uma publicação por espontânea vontade, ainda que possa agradá-los. Mas, se você instigá-los a responder os comentários das publicações, conseguirá bons resultados.

4- Promova sua página de maneira offline

Sua empresa não precisa limitar a divulgação da página apenas na internet, como no site e blog. Você pode promover em cartões de visita, brindes, cartazes e outros tipos de veiculações.

5- Siga uma periodicidade

Pense em uma frequência de publicações que se encaixe com o horário de pico do uso das redes sociais. Mas não fique muito tempo sem postar na sua página, pois isso a faz cair no esquecimento e, sem conteúdos, ela também pode perder a credibilidade.

Por isso, não deixe de publicar conteúdos na página da empresa.

6- Acompanhe o desenvolvimento dos posts

Analisando os relatórios das postagens, você percebe que algumas tiveram mais interações do que outras. Isso mostra como o público reage aos assuntos que você posta, e é um indicativo de como você deve seguir com seus próximos posts e campanhas.

Estas são algumas ações que você pode fazer para melhorar o Marketing do Facebook da sua empresa. É importante manter a página atualizada e interagindo com seus seguidores, para que ganhe a visibilidade que a marca busca.

Com informações do Hubspot

 

Oficina de SEO

Oficina de SEO acontece em novembro

Uma oficina de SEO? Sim, isso mesmo! Ter textos, páginas e sites com bom posicionamento no Google é fundamental hoje em dia. Ou seja, além de bem elaborados, os conteúdos precisam ter visibilidade orgânica nos buscadores.

O objetivo desta oficina de SEO é justamente capacitar você a dominar as técnicas para alcançar esses resultados tão desejados. O treinamento será em 11 de novembro, na região da Avenida Paulista, em São Paulo-SP.

Serão 8 horas de imersão, com a descoberta de muitas ferramentas. Leve seu notebook!

Tópicos que serão abordados:

– O que é SEO e por que ele é tão importante?
– Produção de conteúdo com técnicas de SEO
– Configurações básicas no site
– Principais fatores de ranqueamento e punição
– A escolha das palavras-chave
– Diversas ferramentas úteis

Investimento para oficina de SEO:

Valor para pagamento até 20/10:
R$ 340 à vista ou em até 12 x no cartão*

Valor para pagamento de 21/10 a 03/11:
R$ 380 à vista ou em até 12 x no cartão*

* Verificar as taxas de parcelamento no PagSeguro

Inclusos: certificado e coffee break

Sugerimos que você leve seu notebook!

Para garantir seu lugar, envie um e-mail para contato@rztcomunicacao.com.br

Termos e condições:

1. A oficina será ministrada por Almir Rizzatto e realizada no dia 11/11/2017 (sábado), das 8h30 às 17h30, na região da Av. Paulista, em São Paulo (SP). Por questão de segurança, o endereço exato será enviado aos participantes posteriormente, por e-mail.

2. A RZT Comunicação, organizadora do curso, se reserva no direito de cancelar ou alterar a data e/ou local do evento caso este não alcance o número mínimo de participantes. Neste caso, o inscrito será notificado via e-mail com, pelo menos, 5 dias de antecedência da data de realização.

3. No caso de cancelamento, o participante receberá de volta 100% do valor pago. O mesmo será feito se o inscrito, em caso de remarcação do curso, não puder participar nas novas datas.

4. A inscrição somente será efetivada quando o pagamento for realizado e processado pelo PagSeguro.

5. A RZT Comunicação emitirá uma Nota Fiscal Eletrônica ao participante.

6. Em caso de desistência, o participante receberá de volta 50% do valor da inscrição, desde que avise por e-mail com até 15 dias de antecedência do curso.

7. Em caso de desistência com menos de 15 dias antes do curso, não comparecimento ou participação parcial no curso, não haverá devolução do valor pago.

8. Não nos responsabilizamos por dados preenchidos incorretamente no formulário. O responsável pelas informações afirma, desde já, serem verídicas as mesmas.

9. Não estão inclusas no investimento despesas com transporte, estacionamento, almoço e outras.

10. Em caso de parcelamento pelo PagSeguro, haverá incidência de taxas definidas pelo próprio sistema.

11. A compra do curso, se realizada com cartão de crédito, será discriminada como “PagSeguro” em sua fatura do cartão.

12. O preenchimento do formulário desta página indica que você está de acordo com os termos e condições aqui especificados.

13. Recomendamos que você leve seu notebook e carregador.

inbound-marketing

7 ações para uma boa estratégia de Inbound Marketing

Uma boa estratégia de Inbound Marketing reúne diversas ações realizadas pelas empresas e são voltadas para cada etapa do Funil de Vendas, onde se encontram seus leads.

Seu objetivo principal é fazer com que eles concretizem a compra dos produtos da marca, mas, quando as ações são bem qualificadas, também posicionam a empresa como referência na área em que atua.

Para conseguir uma boa estratégia de Inbound Marketing, algumas ações são fundamentais. Confira 7 delas:

1- Conteúdo relevante e postado frequentemente

Um conteúdo relevante é aquele que responde às dúvidas e mostra novidades que os consumidores buscam no mercado. Um bom material só será construído quando se tem conhecimento sobre os interesses do público-alvo.

Outro ponto é que, seus conteúdos só chamarão atenção dos visitantes quando eles percebem que seus materiais são postados frequentemente. Um blog que possui um intervalo muito grande entre as postagens passa a impressão de abandonado e não dá à marca a relevância que ela busca.

2- Ofertas para capturar leads              

Mais do que saber apenas o número de visitantes do seu site, o Inbound Marketing usa ações para ter informações das pessoas.

Nesse caso, é preciso usar algum tipo de “isca”, um material interessante que o visitante pode baixar e, em troca, ele deixa informações, como nome e email. E, assim, você cria a sua própria base de contato.

3- Nutrição de leads

Cada lead tem um interesse diferente quando navega em seu site. Alguns chegam apenas para conhecer os produtos, outros para comparar preços, mas nem todos estão determinados a realizar uma compra.

A nutrição de leads é uma ação que consiste em enviar informações e novidades, por meio de email marketing, para a sua base de contatos. O objetivo é instigá-los a finalizar uma compra no site. Entretanto, os tipos de conteúdo mudam de acordo com a etapa que o lead se encontra no Funil de Vendas.

4- Ter um site responsivo

Site responsivo é aquele que se adapta às diferentes telas, tanto para desktops, quanto para smartphones e tablets. E, pelo grande número de acessos por dispositivos móveis, é preciso estar preparado e ter suporte para que o visitante consiga navegar e até mesmo realizar uma compra por qualquer tipo de aparelho.

5- Estar presente nas redes sociais

As redes sociais são ferramentas indispensáveis para um bom trabalho de Inbound Marketing. Por meio delas é possível postar os conteúdos do site e blog da empresa, a fim de alcançar mais visualizações e interações dos seguidores, como curtidas, comentários e compartilhamentos.

6- Parceria com influenciadores digitais

Manter relacionamento com os influenciadores digitais é uma forma de continuar disseminando o seu conteúdo, principal objetivo do Inbound Marketing.

Por possuir um grande número de seguidores, os influenciadores digitais farão sua marca chegar ao conhecimento de mais pessoas e também ganhar mais credibilidade.

7 -Analisar os resultados

A análise dos resultados de Inbound Marketing é mais precisa do que do Marketing comum. Uma das métricas mais usadas é o ROI (Retorno Sobre Investimento), que pode medir um resultado geral ou por cada campanha.

A taxa de conversão também traz resultados bem concretos. Aqui, analisamos o número de visitantes que se converteram em leads e, quantos destes leads se tornaram clientes de fato.

Com informações do blog Inspire