oratoria

5 exercícios para desenvolver e aprimorar a oratória

Nossa vida em sociedade depende da comunicação e, por isso mesmo, precisamos desempenhá-la da melhor maneira possível para transmitir as mensagens corretamente. Saber falar bem é fundamental para o sucesso pessoal e profissional.

Aqui em nosso blog já listamos diversas atitudes sobre o que se deve ou não fazer durante a oratória. Agora, apresentamos alguns exercícios que aliam técnicas com relaxamento e articulação e farão seus discursos ficarem bem mais confiantes. Confira:

1- Relaxe a voz

Com uma voz relaxada é possível fazer um discurso claro e articulado, para que a mensagem seja transmitida com mais credibilidade. Um exercício eficaz é a nasalização.

Como fazer: apoie o polegar e o indicador sobre o nariz, sem pressionar as narinas com força, e faça um zumbido com a boca fechada por um minuto. Repita três vezes com pausas de trinta segundos. A vibração que se dá entre o nariz e a boca é a responsável pelo efeito relaxante.

2- Movimentos faciais

Exercícios em que se exagera nos movimentos da fala também trabalham a articulação dos músculos bucais, fazendo com que a pronúncia fique mais clara.

Como fazer: separe um tempo do seu dia para fazer leituras em voz alta, articulando os músculos do rosto com força. Nos próximos discursos você perceberá que consegue movimentar a boca com mais facilidade e terá uma comunicação mais fluente.

3- Respiração

De nada adianta tanto treino facial se a respiração estiver errada durante a apresentação. No momento da fala, o ar passa pelas cordas vocais e o ritmo do respiro influencia no desempenho.

Como fazer: para que a respiração esteja alinhada com a dicção, realize estes exercícios pelo controle do diafragma:

– Deite-se com os pés levemente afastados, uma das mãos sobre o peito e a outra no umbigo. Certifique-se que a mão do umbigo se eleva mais do que a mão de cima durante a respiração.

– Quando estiver em pé, inspire fundo expandindo ao máximo o diafragma e, de forma lenta e constante, expire o ar emitindo a letra “F”.

– Repita o mesmo exercício, porém, desta vez expire emitindo o som da letra “S” e de forma mais rápida e repetidamente. Faça 3 pausas até soltar todo o ar, sentindo o diafragma dar pequenas travadas.

4- Dicção

A dicção é um fator importantíssimo para que o público entenda claramente a sua mensagem. Exercícios diários com leitura em voz alta são os mais eficientes para melhorar este desempenho.

Como fazer: faça leituras em voz alta com uma rolha entre os dentes. Para melhorar a prática, alie este exercício aos movimentos faciais. Trava línguas é uma forma divertida de melhorar o desempenho de sua dicção.

5- Nervosismo

Para grande parte das pessoas que temem falar em público, o nervosismo é o principal fator que as atrapalham. E isso não é algo que desaparece de uma hora para outra. O melhor exercício para este problema? A prática!

O nervosismo só vai desaparecer mesmo com o tempo e prática. Quanto mais discursos você fizer, menos nervoso ficará, até chegar ao ponto de encarar uma apresentação com muita naturalidade.

Com informações do site Widoox

0 comentários

Faça seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *