live do Instagram

Confira 7 dicas de como usar a live do Instagram para fechar negócios

A live do Instagram se tornou um recurso favorável para as empresas. Por meio das transmissões ao vivo, os seguidores da conta ficam mais próximos da marca. Isso acontece porque esses vídeos estimulam a interação entre os usuários e quem está por trás da câmera do celular, gerando mais intimidade.

Ao fazer isso, a empresa aumenta as chances de converter os seus followers em clientes e, assim, amplia o potencial de vendas da marca.

As lives são bem simples de serem feitas. Não é necessário um grande investimento, nem customização. Com tantas facilidades, essa estratégia é muito vantajosa para as empresas.

Outro ponto positivo das transmissões ao vivo do Instagram, é que elas demandam certa urgência aos usuários, já que o conteúdo não fica salvo na plataforma. Desta forma, quando os seguidores recebem a notificação das lives, eles precisam ver naquele momento, caso contrário, não conseguirão assistir mais tarde.

Além disso, este tipo de conteúdo pode aumentar sua visibilidade. O Instagram possui a seção “Explore”, que posta vídeos ao vivo de canais relacionados aos gostos dos usuários no mundo todo. Ao publicar uma live com hashtags segmentadas, sua transmissão pode aparecer para diversas pessoas que ainda não conhecem sua empresa.

Confira a seguir algumas dicas de como usar a live do Instagram para conseguir ainda mais leads.

Veja 7 dicas de como usar a live do Instagram em seus negócios

1) Faça vídeos ao vivo em horários de pico: veja em quais momentos do dia os seguidores ficam mais online. Com base nessa informação, programe suas transmissões. Geralmente, os usuários do Instagram entram mais na plataforma em horário de almoço e no fim da tarde.

2) Promova sua transmissão com antecedência: informe seu público que haverá uma live em determinada data e horário, para que os seguidores se programem e consigam acompanhar o conteúdo.

3) Distribua cupons: para que seus seguidores tenham ainda mais interesse em acompanhar as transmissões, informe que, durante a live, será divulgado algum tipo de cupom promocional para usar na sua empresa.

4) Anuncie novidades: dias antes da live, transmita aos seus seguidores que você fará anúncios importantes sobre a empresa. Isso vai instigar o público a se programar para acompanhar as novidades.

5) Divulgue lançamentos: a live também é uma boa forma de divulgar algum lançamento esperado pelo público. Como os seguidores estarão ansiosos pelas novidades da marca, vão querer acompanhar a transmissão.

6) Poste hashtags: para que o vídeo garanta visibilidade, utilize hashtags direcionadas ao público que você quer atingir.

7) Interaja com os seguidores: durante a live, converse com seus seguidores. Mostre que você se importa com a opinião deles. Dessa forma, o público sentirá vontade de se tornar um cliente dessa empresa que se preocupa com os interesses dos consumidores.

Agora que você viu como a live do Instagram pode ser vantajosa, coloque em prática essas dicas e conquiste ainda mais clientes para sua empresa.

*Fontes: Agora Pulse; Sambatech

*Imagem: divulgação

LinkedIn Pulse

Veja 5 dicas de como usar o LinkedIn Pulse para seu negócio

O LinkedIn Pulse é um recurso que pode favorecer muito o marketing de conteúdo da sua empresa. Todos os dias, milhares de artigos são publicados na plataforma, que é acessada por diversos profissionais que buscam realizar negócios, encontrar clientes ou contratar serviços.

Segundo uma pesquisa realizada pela Social Media Trends, o LinkedIn já é a terceira rede social mais utilizada pelas empresas para fazer marketing (veja mais aqui). Com uma base de 500 milhões de usuários, a plataforma se consolida cada vez mais no mercado e é fundamental elaborar estratégias nesta mídia social, para ter ainda mais sucesso nos negócios.

Ao publicar artigos no LinkedIn Pulse, a sua autoridade no meio é reforçada, dando mais visibilidade aos trabalhos feitos por você e, consequentemente, por sua empresa. Quanto mais textos acessados, compartilhados e curtidos, o LinkedIn entende que seu conteúdo é interessante para uma ampla gama de pessoas, e vai exaltar seu trabalho como sendo de um influencer, isto é, seu perfil ganhará mais destaque.

Mesmo que o recurso seja somente para perfis pessoais, é possível montar uma estratégia para sua empresa.

Veja a seguir 5 dicas para ter sucesso no LinkedIn Pulse.

Confira 5 dicas de como usar o LinkedIn Pulse na sua estratégia de marketing

1) Selecione funcionários para publicarem artigos: escolha pessoas que tenham um destaque na sua organização, para postar artigos em nome do grupo empresarial. Os funcionários selecionados precisam ter engajamento e comprometimento com o negócio. Desta forma, quem segue estes membros vai passar a se interessar mais pelo grupo que emprega esse influencers. Eles serão a voz oficial da empresa no LinkedIn.

2) Defina os conteúdos que serão publicados: analise quais assuntos podem ser explorados na plataforma. Mas, atenção: não copie textos do seu blog corporativo ou do site da empresa. Isso prejudica muito o SEO. Os temas abordados precisam, ainda, ter a mesma linha de pensamento da organização, para que o seguidor encontre coerência entre as publicações e o lugar em que o autor trabalha.

3) Elabore um calendário editorial: assim como em qualquer outra estratégia de marketing de conteúdo, é preciso que tenha um planejamento editorial antes das postagens.

4) Escolha títulos e imagens cativantes: para chamar a atenção dos seguidores, os artigos precisam ter títulos e imagens atrativos. Dessa forma, o artigo não passará despercebido no feed.

5) Divulgue e analise a repercussão: ao postar os artigos, é necessário divulgar bastante, para que o post receba muitas visualizações e, consequentemente, conquiste seguidores que podem se tornar clientes ou parceiros em seu negócio. Além disso, é importante checar os comentários deixados na publicação. Dessa forma, você pode ver se o texto foi bem sucedido, se agradou o público-alvo e, inclusive, ter ideias para mais posts.

Postar no Linkedin Pulse é essencial para ganhar autoridade no mercado. Assim, sua empresa terá muito mais visibilidade, garantindo sucesso em seu negócio.

*Fontes: Rock Content; Stript Certo

*Imagem: divulgação

twitter

Confira 5 dicas de como usar o Twitter para empresas

Se sua empresa ainda não tem Twitter, pode ser interessante começar a dar mais atenção para esta rede social. A plataforma está em ascensão no Brasil. Em 2018, teve uma alta de 6% no número de usuários mensais. A base total de contas ativas atingiu o patamar de quase 330 milhões no último ano (saiba mais aqui).

Esses dados mostram que o interesse dos brasileiros pelo Twitter voltou a crescer. Se a conta da sua empresa não interage muito por lá, chegou a hora de mudar a estratégia.

Hoje, a plataforma ampliou seu tipo de conteúdo e já é possível compartilhar vídeos e gifs, tornando o site mais interativo e atrativo. Mas, mesmo sendo semelhante a outras redes sociais, muitas empresas ainda têm dificuldade em saber usar a plataforma.

Primeiramente, é preciso criar uma conta empresarial no site. Assim como as demais redes sociais, o Twitter também possui uma área exclusiva para perfis de empresas (acesse aqui). Desta forma, você poderá criar campanhas e checar os analytics da sua conta.

Separamos a seguir 5 dicas de como as empresas podem usar o Twitter.

5 dicas de como utilizar o Twitter para empresas

1) Deixe tweets fixados: é importante que seu perfil tenha posts fixados, com informações úteis sobre a empresa e dos serviços ou produtos oferecidos. Assim, quem for visitar a página conhecerá melhor a empresa, sem precisar recorrer a outros sites.

2) Monitore o que falam sobre sua empresa: o Twitter é a rede social onde o público comenta sobre os assuntos do momento. Nele, fica mais simples checar o que as pessoas estão falando sobre sua empresa, seja por meio do campo de busca do site, ou pelos trending topics da plataforma, lugar em que os temas mais discutidos do dia ficam em evidência.

3) Publique assuntos atuais: é no Twitter que a maior parte dos assuntos do dia são comentados e onde surge a maioria dos memes, que depois são repostados nas demais redes sociais. Ao publicar posts com temas que estão em alta, sua empresa consegue se destacar mais e, por meio dessa interação com o público, obtém mais acessos.

4) Crie listas: esse recurso ajuda a organizar melhor os interessas da empresa. Desenvolva uma lista com perfis importantes. Assim, ficará mais fácil monitorar posts de maior relevância e gerar uma timeline filtrada.

5) Use hashtags: as “#” funcionam bem para alcançar o público. Além disso, é interessante promover campanhas na plataforma usando as hashtags, para que o assunto possa se destacar e atingir os trending topics, chamando a atenção dos usuários.

Agora que você viu como é simples usar o Twitter, planeje mais conteúdo e estratégias para sua conta empresarial na plataforma. Assim, seu negócio conseguirá ainda mais audiência.

*Fontes: mLabs; Ideal Marketing

*Imagem: divulgação

 

twitch

Twitch: conheça a plataforma de streaming que está conquistando a internet

O Twitch (conheça aqui) é uma rede social de streaming ao vivo, isto é, transmissões em tempo real. Antigamente, a plataforma era voltada exclusivamente para pessoas que jogam online. Mas, nos últimos anos, o site abriu espaço para outros conteúdos e agora é uma das mídias sociais que mais atrai visitantes no mundo.

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa StreamElements, o Twitch domina esse mercado e alcançou no terceiro trimestre de 2018 cerca de 2,5 bilhões de horas assistidas, com 750 milhões de espectadores mensais (saiba mais aqui).

Com tantos acessos, a rede social de streaming ao vivo está chamando a atenção de empresas e produtores de conteúdo, que estão interessados em diversificar suas atuações na internet.

Conheça a seguir mais sobre o Twitch e se destaque no mercado.

Confira 4 motivos para ter um canal no Twitch

1) Pouca concorrência: no Brasil, a plataforma ainda é pouco explorada. Como muitos conhecem somente a rede social pelo conteúdo de games, acreditam que não dá para ter outros gêneros. Mas, não só é possível, como já existe.

O canal Twitch de Romuald Fons (veja aqui) aborda alguns temas de SEO (Search Engine Optimization) em seus vídeos e tem milhares de visualizações. Dessa forma, é possível, ainda, ser um influencer em sua área, o que já não é tão simples de se conseguir no YouTube, por exemplo.

2) Monetização por publicidade: se você se tornar um parceiro do Twitch, os anúncios que forem exibidos em seu canal serão monetizados com facilidade. Em outras plataformas, como o YouTube, ganhar dinheiro com publicidade demanda um processo mais complicado, o que desanima muitos produtores de conteúdo.

3) Lucre com assinaturas: enquanto no YouTube você precisa de mais de 100.000 inscritos para cobrar assinatura, no Twicth você já pode cobrar desde o primeiro vídeo.

4) Mais proximidade com o público: por ter o diferencial de promover transmissões ao vivo, os vídeos costumam ter mais interações com os seguidores, o que ajuda na conquista e fidelização do público.

Atraia visitantes para seu canal no Twitch

Para chamar visitantes para seu novo canal, é preciso investir em conteúdo patrocinado em outras redes sociais, como o Facebook Ads, por exemplo.

Se você já tem um canal no YouTube, direcione seus inscritos para o Twitch. Divulgue também em seu blog e, caso tenha um número razoável de seguidores, é interessante, ainda, mandar e-mails marketing, para atrai-los à plataforma.
Agora que você conhece um pouco mais dessa rede social de streaming, crie seu canal e se diferencie dos concorrentes com essa tendência mundial.

*Fontes: MailRelay; TecMundo

*Imagem: divulgação

redes sociais

Confira 5 tipos de conteúdo que as pessoas mais gostam nas redes sociais

Para sua empresa se destacar nas redes sociais, é preciso saber do que o público-alvo mais gosta de consumir na internet. Dessa forma, o conteúdo chamará a atenção do usuário e aumentará as possibilidades de engajamento. Isso dará mais visibilidade à página, que ganhará mais audiência e, consequentemente, clientes.

Separamos a seguir 5 tipos de conteúdo que mais se destacam nas redes sociais de uma forma geral.

Veja 5 dicas de conteúdo mais populares nas redes sociais

1) Posts de “Como fazer”: publicações com títulos de “Como fazer” despertam muita atenção do público. As pessoas se sentem interessadas devido ao caráter de utilidade pública do material. Geralmente, esse tipo de conteúdo apresenta o problema e mostra como resolver a situação, como uma espécie de tutorial.

2) Publicações com “Por que”: este tipo de material, com títulos como “Por que fazer determinada ação”, por exemplo, costuma atiçar a curiosidade das pessoas, que querem descobrir os motivos apresentados pela publicação.

3) Conteúdos motivadores: publicações que disseminam informações úteis e, ao mesmo tempo, provocam uma identificação no consumidor, com um teor motivador, também são populares nas redes. Os posts podem ser dicas de produtos ou serviços da sua empresa, por exemplo, mostrando como eles estão relacionados com os valores do nicho em que você atua.

4) Listas: publicações com indicações de itens em uma ordem específica, com rankings e dicas, fazem sucesso entre as pessoas. Os posts precisam mostrar diferentes pontos de vista sobre um mesmo tópico, com conclusões rápidas e dinâmicas. O texto precisa ser breve, para que a leitura seja rápida, mas ao mesmo tempo abrangente. Se tiver imagens e gifs, fica ainda melhor para o público, que consumirá um material leve.

5) Vídeos: os usuários de internet adoram ver vídeos. Uma pesquisa realizada pelo Comitê Gestor da Internet (veja aqui) de 2018, mostrou que metade dos brasileiros acessam músicas e vídeos pela web. É um tipo de conteúdo que pode ser consumido facilmente e consegue engajar muito. Eles precisam ser dinâmicos, para atrair a atenção das pessoas, que procuram materiais cada vez mais curtos e informativos.

Com essas dicas de conteúdo, fica mais fácil fazer um planejamento editorial, para conquistar ainda mais clientes.

*Fontes: Post Digital; Pense Avanti

*Imagem: divulgação

vender pela internet

Quer vender pela internet? Então pare de pensar só em vender!

Vender pela Internet é o desejo de praticamente todas empresas e profissionais liberais nesta era cada vez mais digital. Entretanto, a ânsia de querer conquistar clientes através de site e redes sociais, por exemplo, faz muitos adotarem as estratégias erradas.

Como vender pela internet

Em primeiro lugar, é fundamental atrair as pessoas certas para o seu negócio. E como fazer esse processo de atração? Através de conteúdo qualificado, agregando valor para o público. Sem isso, não conquistamos a tão falada e cobiçada “autoridade” no universo digital. E, sem autoridade, dificilmente fazemos vendas.

Pense comigo: você contrataria um pacote de 10 sessões de Coaching de um coach que o único conteúdo que ele posta nas redes sociais é sobre vendas e o valor do processo?

Por outro lado, qual a chance de você fechar com um profissional que produz conteúdo, escreve artigos, grava vídeos, disponibiliza e-books e oferece webinários gratuitos? Imagino que a tendência é você optar por este segundo coach, desde que, claro, se identifique com o que leu e assistiu.

Gerar autoridade e se relacionar com os leads são passos fundamentais para vender pela internet. Quando essas etapas são bem realizadas, a venda é consequência. E acredite: com bem menos esforço.

Almir Rizzatto é jornalista e pós-graduado em Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Marketing. É fundador da agência RZT Comunicação, palestrante, instrutor, consultor e especialista em Marketing Digital. Através da RZT, oferece soluções para profissionais liberais e empresas de todos os portes, além de cursos como os de Marketing Digital e SEO.

Contatos do jornalista especialista em Marketing Digital Almir Rizzatto

Site: http://www.rztcomunicacao.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/RZTComunicacao

Youtube: https://www.youtube.com/RZTComunicacao

E-mail: almir@rztcomunicacao.com.br

Telefones: (11) 5051-8142 e 99628-1733

Para conferir mais artigos do jornalista especialista em Marketing Digital Almir Rizzatto, clique aqui.

*Imagem
: divulgação

marketing internacional

5 dicas de como aplicar o Marketing Internacional no seu negócio

Muitas empresas almejam estender sua atuação para outros países. Porém, é preciso analisar se o seu negócio está preparado para o Marketing Internacional. Antes de se lançar no mercado exterior, é necessário realizar uma série de estudos, com o objetivo de verificar se vale a pena investir fora do país de origem.

O Marketing Internacional consiste no planejamento de ações de divulgação, pesquisa de mercado e promoção do seu negócio em outros países.

Para fazer uma atuação internacional, a empresa necessita avaliar diversas questões do mercado desejado.

Além disso, tenha certeza de que seu público nacional é fiel e consolidado, antes de tentar conquistar clientes internacionais. Esteja, ainda, com suas finanças organizadas, já que a economia mundial pode ter imprevistos ao longo do caminho.

Se você já fez essa análise e verificou que chegou a hora de expandir os horizontes do seu negócio, separamos a seguir 5 dicas de como aplicar o Marketing Internacional.

Veja 5 dicas para aplicar o Marketing Internacional na sua empresa

1) Faça uma pesquise da cultura local: estude os fatores culturais, sociais e políticos sobre a região de seu novo mercado. Aprenda também o idioma do país e faça o marketing de conteúdo com a língua nativa. Isso é importante para evitar que as pessoas não entendam sua mensagem, o que pode gerar gastos financeiros desnecessários. Analise, ainda, como os cidadãos se comportam nas redes sociais.

2) Realize adaptações: veja se sua marca pode se adaptar a um novo tipo de público. Observe quais são as demandas daquele novo mercado e aja de acordo com a região.

3) Estude as regras do país: verifique quais são os impostos e as taxas que precisam ser pagas. Veja, ainda, as leis que você precisa obedecer para estar conforme a legislação do país. Caso você desrespeite algo, podem acontecer processos judiciais e prejudicar a reputação da sua empresa.

4) Repita estratégias que deram certo: avalie quais ações tiveram resultados positivos em seu país de origem e invista nas estratégias que podem ser utilizadas no novo mercado. Porém, faça um estudo sobre a cultura local antes, para ver se o público nativo vai aceitar da mesma forma.

5) Faça a segmentação das campanhas: é preciso investir em campanhas para públicos específicos, da mesma forma que você faz em seu mercado de origem. Assim, seu negócio terá mais visibilidade no novo país.

Se seu negócio está preparado para ser lançado no mercado externo, não hesite em promovê-lo em outros países. Estude essas dicas e, se houver demanda, chegou a hora de estender seus horizontes internacionais.

*Fontes: Hotmart; MKT Sem Segredos

*Imagem: divulgação

 

moderar comentarios

Veja 5 dicas para moderar comentários em sua página no Facebook

Moderar comentários é uma das formas que as empresas têm de controlar sua imagem perante o público. É importante saber como agir e responder às pessoas que comentam nas páginas. Qualquer resposta malfeita pode gerar uma crise e ferir a reputação da companhia.

Algumas redes sociais, como o Facebook, por exemplo, procuram facilitar o trabalho de moderação dos gestores de páginas e disponibilizam ferramentas que auxiliam quem precisa monitorar esse tipo de atividade na rede.

Além dos serviços oferecidos pelas mídias sociais, há atitudes que você pode tomar para evitar que a imagem da empresa seja prejudicada, assim como tornar a relação com o público ainda melhor.

Confira abaixo 5 dicas de como moderar comentários em sua página no Facebook.

5 dicas para moderar comentários no Facebook

1) Cuidado ao ocultar comentários: quando o usuário da plataforma faz alguma crítica, ele quer ser ouvido. Por isso, se você apaga o comentário dele, isso pode indicar que a empresa é autoritária, manchando sua imagem.

É preciso entender que problemas ocorrem com qualquer empresa e, se você responde educadamente seu cliente, isso mostra que você quer ajudá-lo de alguma forma. Tal atitude vai mostrar ao público que a empresa é solícita, melhorando sua reputação.

Agora, se o comentário for preconceituoso, possuir spam ou só tiver a intenção de disseminar ódio, fique à vontade para omiti-lo – ou até mesmo banir o usuário da página, se for algo muito ofensivo.

2) Bloqueie palavras ofensivas: crie uma lista com termos que você considera indesejados. Dessa forma, os comentários que contenham essas palavras serão automaticamente ocultados pelo Facebook. Para aprender a fazer isso, clique aqui.

3) Ative o filtro de linguagem ofensiva do Facebook: com a ajuda da comunidade que acessa a plataforma, a rede social criou um filtro com expressões consideradas ofensivas pelos próprios usuários. Acesse aqui e veja como fazer isso.

4) Mande inbox quando o assunto for delicado: para evitar que um comentário negativo tome proporções maiores e chame mais atenção na rede social, você pode tentar contornar a situação respondendo o usuário pelo inbox. Dessa forma, o assunto fica somente entre você e o reclamante. O público pode ver que você atendeu à solicitação pelo privado, já que o Facebook mostra no comentário que ele foi respondido.

5) Enalteça comentários positivos: interaja bastante com aqueles que comentam positivamente em relação à sua empresa. Assim, você aumenta a visibilidade desses comentários positivos e reforça o relacionamento do público com a marca.

Moderar comentários: conclusão

Moderar comentários pode parecer simples, mas é uma tarefa que exige bastante atenção e dedicação. Sabendo como monitorar da forma certa, é possível evitar crises de imagem, além de ajudar o marketing da empresa.

*Fontes: Techtudo; mLabs

*Imagem: divulgação

encurtar links

Veja 5 motivos para encurtar links nas redes sociais

 Com a popularização do Twitter, se tornou comum encurtar links nas redes sociais. Além de deixar os posts mais limpos em termos visuais, as URL’s menores despertam mais confiança aos seguidores, que costumam se assustar com endereços grandes.

Atualmente, existem diversas plataformas, também conhecidas como compressores, que encurtam os links, gerando uma nova sequência que leva para a mesma página.

Entre os encurtadores mais populares, estão: Bitly (clique aqui); TinyURL (acesse aqui); Notlong (confira aqui); Goo.gl (clique aqui), entre outros.

Essa prática proporciona vários benefícios. Separamos abaixo 5 razões que vão fazer você querer diminuir sua URL agora mesmo!

Confira 5 motivos para encurtar links

1) Você consegue rastrear os cliques: quando os links são encurtados nessas plataformas especializadas, é possível realizar um rastreamento, ou seja, você consegue identificar a origem de quem está acessando seu site.

Dessa forma, você poderá saber quais locais de divulgação estão levando mais visitantes à sua página.

2) Ocupam menos espaço nos posts: muitas redes sociais possuem limites de caracteres em suas publicações. No caso do Twitter, por exemplo, só é permitido digitar até 280. Nessas situações, encurtar links é essencial. Assim, você pode transmitir sua mensagem e ainda publicar, com tranquilidade, a URL do conteúdo.

3) Deixam as publicações mais amigáveis aos usuários: o aspecto visual é muito importante em marketing digital. Ao deixar os links mais curtos, os posts ficam mais atraentes para quem lê, já que são menos poluídos do que as URL’s inteiras.

4) Você pode personalizar: há plataformas que possibilitam a personalização dos links, deixando a publicação ainda mais profissional. Dessa forma, é possível também manter a palavra-chave em evidência, garantindo o bom rankeamento no seu site.

5) Facilidade da memorização: com o encurtamento da URL, o público poderá memorizar os links com mais facilidade, já que estarão mais curtos. Se estiverem personalizados, ficará ainda mais simples de registrar na memória.

Agora que você sabe as várias vantagens de reduzir o tamanho dos seus links, experimente realizar essa prática e veja como seus resultados vão ficar ainda melhores.

*Fontes: mLabs; Host Bits

*Imagem: divulgação

estrategias de marketing digital

4 estratégias de Marketing Digital para ter resultados (sem investir muito)

Existem dezenas de estratégias de Marketing Digital para você aplicar no seu negócio. E algumas podem ser implementadas mesmo quando o orçamento é enxuto.

Neste artigo, abordo 4 ideias que, quando bem executadas, podem dar resultados. Ou seja, gerar leads e vendas.

Só reforço a necessidade de um budget mínimo para você fazer campanhas pagas nas redes sociais. Isso especialmente para caso você ainda não tenha uma grande lista, um número significativo de leads.

Hoje, em razão do alcance orgânico baixo, é fundamental investir em anúncios para impactarmos um público expressivo. Caso contrário, um conteúdo que você dedicou horas para elaborar pode atingir poucas pessoas e te frustrar.

Confira abaixo 4 estratégias de Marketing Digital:

1) E-books

Disponibilizar livros eletrônicos gratuitos é um ótimo recurso. E-books bem elaborados ajudam na construção da autoridade e geram leads. Para isso, é fundamental que você “feche” o conteúdo e o entregue apenas para pessoas que se cadastram, inserindo nome e e-mail.

2) Newsletters

Enviar conteúdos relevantes periodicamente estreita o relacionamento com o público. Vale a pena compilar artigos e novidades e encaminhar um boletim informativo por mês, por exemplo. E o material nem precisa ter um layout elaborado. Atualmente é muito comum enviar em formato de texto puro, como se fosse um e-mail normal.

3) Webinários ao vivo

As transmissões ao vivo vêm funcionando muito bem e geram grande engajamento. Isso, claro, desde que o conteúdo seja relevante. E tão fundamental quanto: direcionado para o público certo. É recomendável que as pessoas se cadastrem para participar do webinário, que pode ser feito gratuitamente pelo YouTube, por exemplo.

Lives no Facebook e no Instagram proporcionam muita interação. O único aspecto negativo, nestes casos, é que são abertos e você não irá gerar leads.

4) Videoaulas ou palestras gravadas

A oferta de conteúdo gratuito em vídeo normalmente resulta em bom retorno. Mas, assim como todas as outras estratégias descritas acima, é fundamental que o conteúdo não fique “aberto” ao público. O material só deve ser entregue ao lead após ele fornecer, pelo menos, nome e e-mail.

Almir Rizzatto é jornalista e pós-graduado em Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Marketing. É fundador da agência RZT Comunicação, palestrante, instrutor, consultor e especialista em Marketing Digital. Através da RZT, oferece soluções para profissionais liberais e empresas de todos os portes, além de cursos como os de Marketing Digital e SEO.

*Imagem: divulgação