blog da empresa

3 dicas para aumentar o número de leitores do blog da empresa

Quando o assunto é o blog da empresa, a primeira pergunta que vem à cabeça é: será que o meu tipo de negócio precisa mesmo de um blog?

Com exceção dos blogueiros independentes, que já entraram no mercado com a intenção de divulgar seu trabalho, as empresas poderiam apenas se contentar com o site institucional. Afinal de contas, manter o blog da empresa requer muito empenho.

Para alcançar o chamado sucesso na rede, a empresa precisa contar com uma boa estrutura, design agradável, navegabilidade amigável e carregamento ultra veloz.

Além, é claro, de um conteúdo atualizado, de qualidade, relevante, que seja constante, tenha uma identidade, e se comunique de forma clara.

Mesmo demandando tanto trabalho, a resposta para a pergunta inicial deste texto é: sim, o blog da empresa é de extrema importância. Pois, é através deste canal que se pode estabelecer um contato e um relacionamento direto com os clientes.

O caminho para conseguir alcançar um número satisfatório de leitores, que vão ler e interagir com os materiais, não é nada fácil, mas é possível.

Lembre-se que é através do blog da empresa que você conseguirá aplicar as técnicas de marketing de conteúdo, para atrair e engajar potenciais interessados na sua marca.

Confira abaixo as 3 dicas que vão fazer o maior sucesso no blog da empresa:

1. O seu conteúdo tem que ser digital

O conteúdo dever ser pensado e feito exclusivamente para o ambiente digital. A forma como as pessoas se comunicam mudou, principalmente com a popularização da internet.

Atualmente, o público quer rapidez, praticidade e facilidade, mas não abre mão da qualidade e da relevância do conteúdo. Foque no canal de comunicação e nas preferências do seu público. Deixe sua veia literária para outras ocasiões.

O objetivo do blog da empresa tem que ser comunicar, informar, interagir e acima de tudo, engajar.

O texto precisa ser fluido. Por isso, as frases têm que ser curtas e os parágrafos não devem ter mais do que 3 ou 4 palavras. Sempre busque simplificar o texto e não use expressões rebuscadas.

2. Utilize os métodos PAS e AIDA no seu blog da empresa

Estratégias de conteúdo para chamar atenção do público, os métodos PAS e AIDA são ferramentas para aumentar o número de leitores do blog.

O método PAS consiste em chamar a atenção para o problema, explicar, identificar o porquê tratá-lo e apresentar uma solução.

Já no AIDA você apresenta dados, fotos e gráficos relevantes já logo no início do texto, para depois engajar e despertar a vontade do leitor para descobrir mais.

3. Não se preocupe tanto com as palavras-chaves

Aqui não se trata de deixar as palavras-chave de escanteio. Pelo contrário. A ideia é mostrar que o conteúdo pode ser avaliado de várias formas e sob outros olhares, para abrir novas possibilidades.

Busque entender o seu potencial cliente, como ele pensa e o que ele deseja. Assim, o seu conteúdo poderá ser direcionado especificamente para o seu público ideal.

Com informações de Mestre do Adwords

Imagem: divulgação

boa comunicacao

7 dicas para ter uma boa comunicação no mundo digital

Ter uma boa comunicação no mundo digital é fundamental para as empresas. Com as ferramentas atuais é possível prospectar clientes e fechar negócios sem sair do escritório. Mas, para isso, é preciso que a comunicação seja eficiente e não cause ruídos.

Estudo de Albert Mehrabian mostra que 93% da comunicação humana se dá pelos gestos, intensidade da voz, expressões faciais e postura. Somente os outros 7% se referem ao conteúdo da mensagem em si.

Assim, percebe-se que a forma como se fala é muito mais importante do que o que é falado. E como transmitir esta emoção na linguagem escrita?

Confira 7 dicas práticas de como ter uma boa comunicação na era digital

1. Pergunte: fazer questionamentos é fundamental para entender o que o outro está pensando. As perguntas podem ser abertas com respostas livres ou fechadas com opções para que o interlocutor escolha.

2Cuidado com a gramática: o uso correto do idioma é essencial para uma boa comunicação. Atenção com acentos, pontuação e grafia de termos garante que a mensagem será compreendida

3. Coloque emojis: como a comunicação escrita não consegue transmitir emoções, o uso dos emojis pode ser útil para quebrar barreiras. Nem sempre a utilização dos símbolos é bem-vinda. Assim como tudo na vida, cuidado com os excessos.

4. Use áudios: a voz transmite melhor a sensação do que se comunica. Se possível, utilize áudios no material para valorizar o conteúdo.

5. Educação e cordialidade: lições da vida também devem ser utilizadas no meio digital. Pedir licença e usar por favor, são regras básicas que se encaixam perfeitamente na comunicação digital.

6. Frases curtas: o tempo está cada vez mais escasso. As tarefas se multiplicam e é preciso produzir conteúdo rápido, mas sem esquecer a qualidade. A comunicação precisa ser de fácil entendimento para agregar valor à vida das pessoas.

7. Fuja das palavras difíceis: escrever de forma difícil pode afastar o público. Escolha termos simples, para evitar que a comunicação não seja eficiente.

Com informações do Automação de Vendas

*Imagem: divulgação

writing-828911_1280

5 benefícios da prática da escrita

Escrever é uma das melhores formas de expressar pensamentos e ideias. Mesmo sem pretensão de ser escritor, qualquer pessoa pode aproveitar os benefícios da escrita. Veja como esta prática pode ajudar em diversos aspectos da vida:

1- Ser mais feliz

A escrita é uma forma de colocar os sentimentos para fora. Até mesmo escrever para um blog tem benefícios semelhantes aos da escrita terapêutica. Este hábito já foi relacionado com melhoras de humor, bem-estar e níveis reduzidos de estresse. Colocar no papel os objetivos e realizações pode fazer com que as pessoas fiquem mais saudáveis.

2- Melhor comunicação

Dificuldades com as palavras complicam desde tarefas simples do dia a dia até a expressão de sentimentos. O exercício da escrita ajuda o praticante a lidar com isso, pois desenvolve a maneira que a pessoa se comunica com os outros.

3- Lidar com situações difíceis

Um estudo feito com engenheiros demitidos recentemente mostrou que aqueles que escrevem sobre seus sentimentos, souberam lidar melhor com o fato e encontraram um novo emprego mais rapidamente. Entretanto, outro estudo apontou que, expressar sentimentos levou algumas pessoas à depressão. Ou seja, existe um momento certo para escrever sobre os momentos difíceis, caso contrário, piora a situação.

4- Motivação

Refletir sobre os acontecimentos da vida e elevar as coisas boas torna a pessoa mais positiva e motivada para viver o presente e futuro.

5- Organizar pensamentos

Tentar resolver todos os problemas ao mesmo tempo nos deixa mais confusos e distraídos. Escrever pensamentos ajuda a organizá-los e deixa as soluções mais claras.

Com informações do site Universia

erros de escrita

Exclua estes 6 vícios das suas redações

A comunicação ganhou mais espaço na vida das pessoas com a troca frequente de emails, mensagens pelas redes sociais e aplicativos como o WhatsApp. No entanto, estas ferramentas tornaram a escrita menos culta e coerente, devido às gírias e abreviações usadas no dia a dia.

Por isso, é preciso muito cuidado para não deixar que este mau hábito esteja no ambiente corporativo. Ao contrário do que as pessoas pensam, ter uma boa redação não é um “luxo” dispensável, mas uma competência decisiva para o sucesso em qualquer segmento e atuação.

Ter uma boa escrita não traz apenas uma boa imagem para o profissional, mas também pode impactar em promoções, aumento de salário e visibilidade no mercado de trabalho. Para as empresas também é um grande benefício. Quanto maior a qualidade do diálogo entre os colaboradores, mais fáceis se tornam os acordos.

Para aperfeiçoar sua redação e gerar mais oportunidades profissionais, listamos alguns erros muito comuns que você deve eliminar desde já:

1- Expressões difíceis

Um dos maiores problemas do uso destas expressões mais “cultas” é que nem sempre elas significam o que achamos. Por exemplo, muita gente pensa que “junto a” é o mesmo que “com”, quando na verdade é “perto de”.

“Posto que” é outra expressão empregada equivocadamente. Enquanto ela é usada no sentido de “já que”, na verdade tem sentido adverso, como “embora”. Exemplo: “Posto que estivesse chovendo, fui à praia”.

2- Fórmulas prontas

Muitos profissionais enfeitam redações com frases prontas, como “Venho por meio desta” ou “Sem mais para o momento”. Estas fórmulas deixam o texto menos natural e o alongam desnecessariamente, impedindo a objetividade da mensagem. Para um texto mais original, deixa de usá-las.

3- Repetições

Ao contrário do que muitos pensam, a redundância cansa e desconcentra o receptor da mensagem, ao invés de reforçar a ideia. Usar conjunções como “entretanto”, “porém” e “embora” e pronomes relativos como “dos quais”, “onde” e “cujo”, cria conexões com as ideias e evita que as palavras sejam repetidas desnecessariamente.

Uma dica de ouro é procurar os sinônimos no dicionário. Ou no Google.

4- Ignorar duplos sentidos

Pela falta do tom de voz e expressões faciais, a comunicação escrita fica suscetível a mal-entendidos. É um erro não prestar atenção a estes detalhes. Depois de escrever seu texto, vá tomar um café, esfriar a cabeça e o releia.  Você terá outra visão e corrigirá possíveis erros que não tenha percebido antes.

A pontuação é um recurso para evitar a ambiguidade. Veja a diferença: “Pegue o livro, que está na gaveta” e “Pegue o livro que está na gaveta”. No primeiro caso, há um único livro, e seu lugar é a gaveta. No segundo, pode haver vários livros, mas apenas o que está na gaveta deve ser pego.

5- Erros antigos

É comum escorregar nos velhos modelos gramaticais. Os verbos “haver” e “fazer”, por exemplo, ainda fazem muitas pessoas errarem. Ambos devem permanecer no singular quando usados no sentido de tempo e existência. Ao invés de “fazem dois anos” é correto dizer “faz dois anos”. No lugar de “haviam dados”, deve ser escrito “havia dados”.

A maioria dos erros acontece pela correria, mas também pela falta de atenção. É preciso fazer uma revisão antes de enviar a mensagem.

6- Falha na padronização

As siglas precisam seguir um padrão. Se for usado num primeiro momento “A reunião será às 10h”, para continuar o resto do texto será de bom tom continuar usando esta abreviação para indicar as horas.

Outro ponto importante é escrever o nome por extenso na primeira vez em que mencionar a sigla. Por exemplo, “Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)”. A partir daí, fique à vontade para usar só a sigla quando mencionar a instituição.

Com informações do portal Exame

comunicação por email

7 passos para uma boa comunicação por email

Empreendedores precisam se comunicar com sua lista de contatos, sejam compradores ou potenciais clientes. O email é uma ferramenta antiga, e, apesar de existirem outros meios de comunicação digital, ainda é uma das mais importantes.

No entanto, muitas pessoas ainda não sabem usá-lo corretamente, seja por causa de mensagens longas e confusas, ou por mandarem assuntos que não interessem a um grupo de destinatários. Isso pode prejudicar o negócio e o email deixa de ser uma ferramenta otimizada.

Listamos aqui 7 passos para fazer um bom contato por email e se destacar no mercado digital.

1- O email não morreu

O email ainda é muito importante no meio corporativo. É um canal valioso para o marketing digital e muito eficiente para a comunicação direta. Seu uso melhorou bastante após ser inserido nos aplicativos, podendo ser acessado remotamente pelos smartphones e tablets.

2- Precisa conter informações relevantes

O conteúdo do email é muito importante para atrair potenciais clientes que estejam na lista dos destinatários. É interessante segmentar os leads de acordo com o assunto e produto ofertado, para que as mensagens atinjam o público certo.

3- Automatização

Além de informar sobre sua marca por meio de mensagens, é necessário saber os desejos de cada lead. Por exemplo, junto com um email com conteúdo, enviar um link para e-Book ou sobre outras informações podem ser opções para descobrir o que seu contato realmente busca. É impossível realizar esta tarefa manualmente. Por isso, contrate uma ferramenta que auxilie no disparo do email marketing com listas segmentadas por diferentes interesses.

4- Tenha intimidade e bom senso

O email é uma ferramenta íntima e individual e você terá mais atenção dos destinatários se colocar o nome de cada um nas mensagens, usando uma linguagem menos formal. Entretanto, atente-se para não encher a caixa de seus contatos. Trace uma periodicidade de uma semana ou mais para retornar o contato com seu lead.

5- Em hipótese alguma compre listas

O primeiro passo para a base do email marketing é a permissão das pessoas para serem inclusas nas listas. Esta já foi uma prática comum, mas hoje não funciona mais. A compra de contatos cadastrados não tem filtro nenhum. Além de perder o foco do interesse dos diferentes públicos, é bem provável que sua mensagem vá direto para o Spam.

6- É preciso saber Copy

Assuntos que chamam atenção com títulos curtos, objetivos e mensagens que causem impacto são as principais táticas para que seu email se destaque em meio aos outros da caixa do leitor. Saber a técnica do “copy” ou “copywriting” – habilidade de escrever textos persuasivos – é de fundamental conhecimento para os profissionais que trabalham nesta área.

7- Monitore os emails

As ferramentas de envio de email oferecem mensuração de resultados em tempo real e isto precisa ser utilizado constantemente. As ações dos contatos devem ser analisadas por métricas, como taxa de abertura, cliques, descadastramento, respostas e conversões para o site.

Com informações do site Notícias ao Minuto

Portrait of beautiful office worker

4 dicas para criar seu blog e interagir com o público

Partindo da pesquisa “We Are Social”, que apontou que o Brasil ocupa a primeira posição no ranking de internautas que mais passam tempo online, podemos concluir que apostar seu negócio em plataformas digitais é o caminho certo para o sucesso.

Estar presente nas redes sociais se tornou quase que uma obrigação para os empreendedores. Mas, além destas mídias, existe outra plataforma muito interessante para interagir com seu público: o blog.

Criar um blog vale tanto para os negócios já estabelecidos, quanto para os recentes no mercado. Além de ser um ótimo meio de interação com os consumidores, também pode é uma forma divertida de ganhar dinheiro.

E se você ainda não sabe por onde começar, listamos aqui 4 dicas para criar seu blog:

1- Escolha a plataforma ideal

Existem diversos sites para hospedar diferentes formas de conteúdo. A escolha vai do tipo de postagem que se pretende fazer. Se a intenção é trabalhar com textos, por exemplo, WordPress e Blogger são duas boas plataformas. O Pinterest é uma excelente página para fotografia. E o Youtube é o site mais fácil e popular para divulgar vídeos.

2- Escolha um tema

Para direcionar a audiência e ganhar seguidores, é importante que o blog siga um tema específico. Por meio de seus artigos, reflita suas ideias e exponha opiniões seguindo uma linha para não dispersar dos principais assuntos. Se o blog tiver vários colaboradores com temas diferentes, certifique-se de que os assuntos têm uma ligação entre si.

3- Relacione-se com seus seguidores

Mantenha-se sempre conectado com seus seguidores para que estejam próximos e interagindo com seu trabalho. Comunique-se por meio das redes sociais e responda aos comentários no blog. Um espaço no blog para que possam entrar em contato é uma boa ideia para ouvir as opiniões e dar voz ao público.

4- Faça conexões

Parcerias com outros blogs podem ajudar o seu a se manter bem posicionado no ranking de pesquisa do Google, fazendo com que lhe dê credibilidade. Em seu conteúdo, coloque referência de outros portais ou blogs para indicar para seus seguidores. Assim, cria-se uma relação com outros blogueiros e o seu também poderá ser citado em outras postagens.

Com informações do site Universia

email corporativo

6 dicas para não errar nos emails corporativos

Ainda que as redes sociais e o WhatsApp já façam parte da comunicação entre chefes e colegas de trabalho, o email continua sendo o principal meio. No entanto, o modo de escrita informal adquirido na internet acaba migrando para o dia a dia e muitos profissionais o utilizam nas trocas de mensagens corporativas, podendo comprometer a imagem destes colaboradores.

Para evitar erros e manter uma comunicação adequada nos emails corporativos, listamos seis dicas:

1- Linguagem correta

Entre os colegas de trabalho não é necessário usar uma linguagem muito formal. Mas, o tratamento com algumas autoridades exige protocolo. De qualquer forma, nos dois casos é imprescindível utilizar a norma culta do português, sem gírias ou abreviações e uso correto da ortografia.

Também é preciso ser educado, começando a mensagem com um “olá” ou “boa tarde”. Para encerrar, “atenciosamente”, “até breve” ou mesmo um “abraço”. Evite mandar “beijos”, principalmente para alguém do sexo oposto, o que pode soar estranho.

2- Seja breve

É necessário ser objetivo, a começar pelo assunto, usando poucas palavras que resumam a mensagem. O mesmo vale para o corpo do email, que deve esclarecer a ideia logo nas primeiras linhas. E, caso a questão seja muito complexa, é melhor fazer um contato telefônico, para que a mensagem escrita não fique longa e confusa.

3- Resposta rápida

O email tem se tornado uma ferramenta de comunicação rápida, principalmente por causa dos smartphones. Por isso, é indelicado demorar muito tempo para responder uma mensagem, com exceção nos feriados e finais de semana sem expediente. Mesmo que não tenha uma posição sobre o assunto, responda logo que está buscando uma solução.

4- Atenção aos destinatários

Para evitar equívocos, coloque o email do destinatário apenas quando revisar a mensagem, para evitar o risco de enviá-la sem querer. Se precisar mandar para muitos destinatários, inclua os endereços em ordem alfabética ou em nível hierárquico. Outro ponto é atentar-se às mensagens anexas nos emails encaminhados.

5- Revisão dupla

Antes de enviar a mensagem, revise seu email desde o destinatário selecionado, até a grafia e concordância das palavras. Use uma fonte simples, letras minúsculas e cor sóbria. Quando escrevemos um texto com todas as letras maiúsculas, parece que estamos gritando. Caso precise destacar alguma palavra, prefira usar o negrito ou itálico.

6- Seja Profissional

Email corporativo deve ser usado apenas para assuntos profissionais. Vincular uma mensagem pessoal com o remetente do trabalho pode prejudicar o funcionário. A maioria das empresas tem acesso às mensagens enviadas pelo seu servidor, por isso, use o próprio email para assuntos pessoais.

Com informações do jornal Gazeta do Povo

hand write in  the notepad, education

Treinamento desenvolve e aprimora a escrita profissional

Ter uma boa escrita é fundamental para todos os profissionais. E isto não é uma obrigação apenas de quem trabalha com comunicação, como muitos pensam. Seja qual for a área de atuação, a escrita aprimorada traz muitos benefícios.

Em um mercado onde os recrutadores buscam os mais capacitados, manter a escrita correta até mesmo nas redes sociais pode destacar o profissional. A imagem do candidato pode ficar mal se o futuro chefe encontrar erros de português no perfil pessoal e isso diminui as chances de contratação.

É obrigação de qualquer profissional ter emails bem redigidos, atas de reuniões, relatórios e currículos sem erros de português. Escrever errado pode causar uma má impressão no trabalho.

Para ajudar a evitar erros e escrever sempre corretamente, veja três dicas:

1- Evite o internetês

A escrita tem se transformado, principalmente pelo modo que as pessoas escrevem na internet. Abreviações e símbolos se tornam cada vez mais comuns nas redes sociais. Mas, de forma alguma isto pode ser levado para o ambiente corporativo.

2- Aprenda a escrever bem

Muitas vezes a dificuldade em ter uma boa escrita se deve à falta de prática. Fazer cursos e treinar frequentemente ajudam bastante.

A leitura é um dos melhores treinos para aprimorar a escrita. Escolha livros de diferentes temas e estabeleça metas para concluí-los. Artigos e jornais também ajudarão. Copie poemas e músicas que goste. Divirta-se jogando palavras cruzadas ou outros tipos de jogos que estimulem a escrever. O importante é estar sempre em contato com a escrita, para aprimorá-la e ampliar seu vocabulário.

3- Incentive seus filhos

Crianças que leem mais desenvolvem melhor a escrita. Portanto, desde os primeiros anos de alfabetização de seus filhos, incentive-os a sempre ler e escrever.

A princípio, leia para eles. Depois, peça que continuem com a leitura sozinhos. Incentive-os a escreverem bilhetes e cartões. Peça sempre para que escrevam mais. Assim se tornarão adultos com a escrita adequada para o mercado de trabalho.

Dominar a língua portuguesa é dever de todo profissional. Isso o destaca no mercado e mostra que está preparado para se comunicar com seus líderes, colegas e clientes. O mesmo vale para aprimorar línguas estrangeiras: continue treinando.

Com informações do blog da Universidade Única

escrita blog

Descubra porque e-mails corporativos acabam no spam

Uma análise com mais de quatro trilhões de e-mails corporativos enviados em 2015, revelou porque muitos deles não chegaram à caixa de entrada e pararam diretamente no spam. Reclamações de usuários, envio de mensagens a destinatários desconhecidos e a falta de engajamento de alguns assinantes foram os motivos que mancharam a reputação de remetentes com os provedores, segundo pesquisa do programa de métricas Sender Score, produzido pela Return Path.

As marcas classificadas como melhores remetentes alcançaram a maior parte de seu público. No Sender Score as maiores pontuações ficaram entre 91 e 100, com 95% das mensagens entregues diretamente à caixa de entrada de seus destinatários e apenas 0,17% marcadas como spam. Remetentes com boa reputação, 81-90, apresentaram índice de entrega de 90% e marcação como spam próxima a 1%.

Nota-se uma alteração significativa nos resultados das marcas classificadas entre 71 e 80 pontos. Alcançaram 76% da caixa de entrada e 2,19% dos e-mails foram direcionados ao spam. Já as marcas que ficaram abaixo de 70 pontos no Sender Score, tiveram pouco mais da metade das mensagens entregues corretamente.

Como aumentar a reputação, de acordo com a Return Path:

1. Controle sua reputação – seja a de seu domínio remetente (caso envie e-mails de IP compartilhado) ou a de seu endereço de IP dedicado;

2. Saiba o Sender Score de seus domínios ou endereços de IP de envio;

3. Identifique métricas de reputação problemáticas;

4. Garanta que links para descadastro de usuários funcionem e estejam visíveis;

5. Autentique seus domínios de envio;

6. Dê atenção às reclamações de usuários;

7. Saiba quais dispositivos seus usuários utilizam para ler e-mails;

8. Otimize suas campanhas para todos os dispositivos;

9. Garanta que todas as URLs estejam funcionando;

10. Segmente sua lista com base no engajamento de seus usuários.

 Com informações do site Proxxima

 

 

Young businesspeople clapping for female colleague after presentation at desk in office

A comunicação e sua importância na vida profissional

Roupa adequada, cursos de extensão, larga experiência profissional. Parece o cenário perfeito para um candidato em uma entrevista de emprego, porém, há um fator determinante que o fará ser aprovado ou não: sua capacidade de oratória. Para Carlos Drummond de Andrade, um bom orador convence a si mesmo antes de convencer um auditório. Comunicar-se bem exige, acima de tudo, autoconfiança.

Se a pessoa não souber se comunicar ao falar de si, mesmo tendo um currículo brilhante, as chances de contratação serão nulas. É óbvio que todos temos a capacidade de nos comunicar, no entanto, a sociedade classifica como alguém bem sucedido o sujeito que se “vende bem”, fala com propriedade, naturalidade, não tem medo e possui desenvoltura no falar.

Mãos frias, coração acelerado e boca seca são comuns mesmo em grandes oradores e não são exclusividade dos tímidos. O que os separa, entretanto, é apenas um detalhe: saber dominar essas emoções. Por conta disso, muitos estão procurando aperfeiçoar sua oratória com a finalidade de melhorar a comunicação no dia-a-dia, em diferentes situações.

Além de falar bem, é preciso escrever bem e saber se comunicar por escrito. Muitos negligenciam o português e dão mais importância para a fluência em outros idiomas, mas um e-mail mal escrito pode ferir sua imagem de um modo catastrófico.

Por que empresas buscam pessoas que saibam se comunicar?

Pessoas que se comunicam bem são o alvo das empresas, independentemente do cargo e perfil. Mas por quê? Um bom comunicador geralmente se sai melhor em apresentações em público, sabe motivar sua equipe, é um bom líder, obtém sucesso em reuniões com clientes e nas vendas, se sai bem em entrevistas, negociações, palestras, no famoso “networking”, etc.

A boa notícia é que a comunicação é como a música: todos podem aprender. Claro que alguns terão menos dificuldades, o que é esperado, mas todos podem desenvolver habilidades de comunicação. Quer melhorar sua posição no mercado de trabalho? Aprenda a se comunicar melhor!

(Com informações da Catho)