Empresas já iniciam transição para as normas revisadas ISO 9001 e ISO 14001

Em setembro de 2015, as edições revisadas das normas mais populares de gestão, a ISO 9001 e a ISO 14001, foram publicadas com requisitos adicionais e uma nova estrutura.

Apesar de terem até setembro de 2018 para fazer a transição para ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015, diversas organizações já começaram o processo.

A DQS do Brasil, uma das principais certificadoras do País, vem desde o ano passado auxiliando as empresas com Auditorias de Diagnóstico, além de palestras, cursos de formação de auditores e treinamentos abertos e in company.

“As companhias se atentaram à importância de não aguardarem o prazo de 3 anos para a transição, até para saírem na frente dos concorrentes. E, mesmo com a crise, elas estão investindo na atualização das normas para se diferenciarem no mercado e tirar proveito de um sistema mais atualizado e mais adequado às necessidades de uma gestão moderno e eficaz ”, afirma Dezée Mineiro, CEO da DQS do Brasil.

A ISO 9001 é uma das principais normas da ISO, com mais de 1,1 milhão de certificados em todo o mundo. Ela ajuda as organizações a demonstrarem a qualidade dos seus produtos e serviços, além de atuar para agilizar os processos e torná-los mais eficientes.

Já a ISO 14001, que estabelece os requisitos para um padrão de Gestão Ambiental, é uma ferramenta de negócios essencial para organizações preocupadas com o Meio Ambiente, visando um desempenho ambiental melhor durante todo o ciclo de vida dos seus produtos e serviços. Já são mais de 300.000 certificações até hoje.

Sobre a DQS

A DQS foi constituída em 1985, exclusivamente para certificar Sistemas de Gestão, inicialmente com enfoque nas normas ISO série 9000. Posteriormente, ampliou suas atividades para outras normas, tais como da Gestão Ambiental e da Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional. Em agosto de 1994, foi fundada a DQS do Brasil, uma subsidiária genuína da DQS, que é responsável pelas certificações no Brasil e nos países vizinhos.

A empresa certificou até hoje mais de 57.000 sites de clientes, através de seus mais de 2.500 auditores em todo o mundo.

No total, são mais de 20 mil clientes da DQS em 100 países, mais de 100 mil dias de auditoria, com mais de 80 escritórios próprios em aproximadamente 60 países.

A cooperação da DQS com o IQNet “The International Certification Network” enaltece a certificação das empresas que operam globalmente. A DQS foi membro fundador da IQNet.

 

Site: www.dqs.com.br

Pequenas e médias empresas despertam para ISO 9001, apontam números da DQS

Engana-se quem pensa que ISO 9001 é apenas para grandes empresas e multinacionais. Hoje, as pequenas corporações estão investindo cada vez mais em sistemas de gestão para gerir a organização e melhorar continuamente o desempenho.

Prova disso são os números da DQS do Brasil (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão). Do início do ano até agora, a empresa teve um aumento de 70% em certificações da ISO 9001 para PME se comparado com o mesmo período do ano passado.

Até mesmo em períodos de crise, como ocorreu em 2008, as empresas buscaram a certificação. E aquelas que já tinham um Sistema de Gestão tiveram mais facilidades para lidar com as dificuldades da época.

“Uma corporação que tem uma gestão sistematizada enxerga diferentes caminhos”, explica a CEO da DQS do Brasil e América do Sul, Dezée Mineiro.

Benefícios

São diversas as vantagens em investir na certificação ISO 9001. As principais são o estabelecimento de processos eficazes, gestão com sistemática, mais objetividade e rastreabilidade, a valorização da marca perante o mercado, além da redução de erros e melhoria contínua. Consequentemente, há melhora na satisfação dos clientes e diminuição de custos.

“A certificação é a comprovação de tudo o que a empresa fez e implementou. Trata-se de um certificado que não é somente conhecido e atestado pela própria empresa, mas por um organismo independente e de reconhecimento e credenciamento mundial, como é o caso da DQS”, diz a CEO da DQS do Brasil e América do Sul.

Dezée Mineiro ressalta, porém, que as empresas não devem encarar a certificação apenas como a obtenção de um “diploma”.

“Desta forma, não vale a pena implementar um Sistema de Gestão. É preciso que o foco do trabalho seja no resultado e nos benefícios, como os de uma gestão eficaz, satisfação dos envolvidos e também os financeiros.”

Sobre a DQS

Fundada em 1985, a DQS – Deutsche Gesellschaft zur Zertifizierung von Managementsystemen (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) é sinônimo de confiança e credibilidade em certificação.

Uma das líderes do mercado e presente em 44 países a empresa foi constituída exclusivamente para certificar Sistemas da Qualidade em conformidade com os requisitos das normas ISO série 9000 e outras de igual relevância.

Mantida por sócios como DIN (Instituto Alemão para Normalização) e DGQ (Associação Alemã para Qualidade), entre outras entidades de classe, a DQS conquistou credibilidade durante esses anos graças a seu trabalho e foi escolhida por milhares de empresas em todo o mundo como entidade certificadora.

Em agosto de 1994 foi fundada a DQS do Brasil, uma subsidiária genuína da DQS, que é responsável pela coordenação das certificações no Brasil e nos países vizinhos. Para atender empresas que solicitem um “joint audit”, a DQS mantém acordos operacionais com várias certificadoras de outros países ao redor do mundo.

Com cerca de 1.850, a DQS certificou até hoje mais de 43.000 empresas. Em muitos casos, foi pioneira e recebeu, como primeira certificadora, o credenciamento para determinados produtos.

Fazendo jus a seu pioneirismo, foi a primeira certificadora a receber o credenciamento para QS-9000 no Brasil e na Alemanha, e fez parte do primeiro grupo a receber o credenciamento ISO 14001.

Entre os serviços da DQS estão certificações de:

– Gestão de Qualidade (ISO 9001:2000)
– Gestão Ambiental (ISO 14001:2004)
– Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001)
– Segurança da Informação (ISO/IEC 20000-1:2005 e ISO/IEC 27001:2005 – ISMS)
– Auditoria de Gestão Integrada
– Responsabilidade Social (SA 8000)
– Indústria Automotiva (ISO/TS 16949:2002, VDA 6.1/6.2/6.3/6.4 e KBA)
– Segurança de Alimentos (BRC, HACCP, ISO 22000:2005 e IFS)
– Dispositivos Médicos (ISO 15378:2006, Medical Device, ISO 13485, Marcação CE)
– Transportes (Processo VERIFICAR, SASSMAQ, TRANSQUALIT)
– Outras: GMP, ONA e SMP

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733

Artigo: A arte (feminina) de liderar

Há algumas diferenças significativas entre homens e mulheres que ocupam cargos de liderança. A que me chama mais a atenção é a sensibilidade, que nós, mulheres, podemos ter e usar sem medo no dia a dia. Os homens, mesmo os sensíveis, têm receio de demonstrar essa característica por a considerarem muito feminina. Mas a sensibilidade é fundamental para um líder.

Os homens ainda convivem com o velho preconceito que não podem chorar, demonstrar fraqueza… Li um artigo da Sra. Mariana Araguaia, Graduada em Biologia, da Equipe Brasil Escola, que dizia: “aproximadamente 75% dos homens e 85% das mulheres sentem-se melhor depois de chorar: e isso não é por acaso. Em determinadas situações, nosso cérebro produz certas substâncias, como a prolactina, que ativam a ação das glândulas lacrimais. Esta, cujas concentrações aumentam em momentos de estresse, reduz novamente sua quantidade quando começamos a chorar; tal como a adrenalina. Este fator, aliado à liberação de substâncias como a leucina-encefalina, noradrenalina e serotonina, nos proporciona uma sensação anestésica e de calma, aliviando a angústia e liberando a tensão.”

Portanto, esse fator cultural que “proíbe” os homens de serem sensíveis coloca a mulher numa condição de vantagem. Se eles dessem um pouco mais de atenção à sensibilidade, talvez tivessem o mesmo êxito que nós no que as pessoas costumam chamar de “sexto sentido”.

Outro ponto a favor das mulheres executivas é uma maior facilidade em tomar decisões mais difíceis. Às vezes, os gestores convivem com situações que atrapalham o desempenho do grupo, tendo pessoas em sua equipe com pouca ou nenhuma competência, pessoas despreparadas e com comportamentos difíceis. Um homem geralmente empurra uma decisão por tempo demais, talvez porque ache que terá dificuldade para encontrar outros profissionais, que a empresa terá problemas, que mesmo sendo péssimos é melhor não fazer mudanças agora, etc… Uma mulher bem preparada vai planejar muito bem a mudança e a fará, em menos tempo do que um homem faria, para o bem da empresa e do grupo. Acho que faz parte da natureza feminina e da rotina da mulher decisões difíceis, como socorrer um filho machucado sem desmaiar, dar a luz, ter dores… Mulher suporta mais coisas difíceis.

Eu, por exemplo, já tive que tomar decisões difíceis, trabalhar duro para preparar outras pessoas para substituírem os que se recusavam a melhorar. Formamos uma equipe muitíssimo melhor, com profissionais mais comprometidos e interessados na filosofia e no perfil da empresa. Não é mesmo fácil tomar esse tipo de decisão, mas, às vezes é necessário e eu tive que fazer.

Engana-se quem pensa que uma mulher profissional age por impulso ou por emoção. Sensibilidade nada tem a ver com emoção de momento. Uma líder que se prepara bem nunca toma decisões sem avaliação e planejamento seguros, infalíveis. O equilíbrio entre a emoção e a razão é um dos aspectos necessários para o sucesso de uma mulher executiva.

Como a mulher sabe que tem de tomar certos cuidados devido à interpretação sobre sua condição feminina, também deve se preparar muito mais, ser mais objetiva, surpreender sempre o opositor e fazer o que ele não espera. Isso significa se preparar além do limite.

Mas admito que alguns homens já me inspiraram e tenho muito respeito pelos corajosos, sensíveis e ótimos profissionais que conheço. Um deles é meu líder hoje. Outro era duro e parecia insensível, mas dava feedbacks, lia e via o que fazíamos. Criticava? Sim, claro, e com isso me ajudou muito a crescer.

Aproveito para deixar um recado para as mulheres que ocupam ou desejam ocupar cargos de liderança: sejam ótimas profissionais, continuem sendo mães, namoradas, esposas carinhosas e o tempo dedicado a esses outros importantes lados femininos fará uma diferença significativa no trabalho. Pessoas que não amam e não se deixam ser amadas podem ter o desempenho profissional prejudicado por falta de felicidade.
* Dezée Mineiro é CEO da DQS do Brasil e América do Sul e já ganhou prêmios de liderança

Sobre Dezée Mineiro

Natural do Maranhão e nascida em uma fazenda chamada Paraíso, Dezée Mineiro, de 45 anos, é formada em Administração de Empresas e Economia. Tem especialização em Marketing e em Negociação Internacional.

Há 16 anos na DQS, está desde 2004 ocupando o cargo de CEO da multinacional na América do Sul. Começou como Gerente de Marketing e depois foi promovida à Diretora Administrativa e de Marketing, antes de chegar à presidência. Hoje, coordena mais de 100 profissionais, entre auditores e colaboradores.

Em 2006 e 2007, a Diretora-Executiva conquistou o prêmio “Excellence in Leadership” como destaque de liderança entre todas as unidades da DQS. E durante os cinco anos de Dezée à frente da DQS América do Sul, a unidade Brasil tem sido a líder entre todas as da multinacional.

Nos seus momentos de lazer, Dezée Mineiro pratica esportes como canoagem e alpinismo. Já chegou, inclusive, a subir mais de 6.000 metros do Aconcágua (Argentina), o mais alto pico das Américas, e alcançou o topo do Monte Kilimanjaro (Tanzânia), a montanha mais alta do continente africano.
Sobre a DQS

Fundada em 1985, a DQS – Deutsche Gesellschaft zur Zertifizierung von Managementsystemen (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) é sinônimo de confiança e credibilidade em certificação.

Uma das líderes do mercado e presente em 44 países a empresa foi constituída exclusivamente para certificar Sistemas da Qualidade em conformidade com os requisitos das normas ISO série 9000 e outras de igual relevância.

Mantida por sócios como DIN (Instituto Alemão para Normalização) e DGQ (Associação Alemã para Qualidade), entre outras entidades de classe, a DQS conquistou credibilidade durante esses anos graças a seu trabalho e foi escolhida por milhares de empresas em todo o mundo como entidade certificadora.

Em agosto de 1994 foi fundada a DQS do Brasil, uma subsidiária genuína da DQS, que é responsável pela coordenação das certificações no Brasil e nos países vizinhos. Para atender empresas que solicitem um “joint audit”, a DQS mantém acordos operacionais com várias certificadoras de outros países ao redor do mundo.

Com cerca de 1.850, a DQS certificou até hoje mais de 43.000 empresas. Em muitos casos, foi pioneira e recebeu, como primeira certificadora, o credenciamento para determinados produtos.

Fazendo jus a seu pioneirismo, foi a primeira certificadora a receber o credenciamento para QS-9000 no Brasil e na Alemanha, e fez parte do primeiro grupo a receber o credenciamento ISO 14001.

Entre os serviços da DQS estão certificações de:

– Gestão de Qualidade (ISO 9001:2000)
– Gestão Ambiental (ISO 14001:2004)
– Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001)
– Segurança da Informação (ISO/IEC 20000-1:2005 e ISO/IEC 27001:2005 – ISMS)
– Auditoria de Gestão Integrada
– Responsabilidade Social (SA 8000)
– Indústria Automotiva (ISO/TS 16949:2002, VDA 6.1/6.2/6.3/6.4 e KBA)
– Segurança de Alimentos (BRC, HACCP, ISO 22000:2005 e IFS)
– Dispositivos Médicos (ISO 15378:2006, Medical Device, ISO 13485, Marcação CE)
– Transportes (Processo VERIFICAR, SASSMAQ, TRANSQUALIT)
– Outras: GMP, ONA e SMP

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733

CEO da DQS mostra talento também fora do escritório com criação de jóias

Durante o expediente na DQS do Brasil, a CEO Dezée Mineiro chefia mais de 100 colaboradores, participa de uma série de reuniões, atende solicitações de clientes, conversa com diretores da empresa fora do País, entre outras tarefas. Mas depois que sai do escritório, a maranhense relaxa e mostra sua outra faceta: a de criadora de jóias.

“Comecei personalizando algumas de minhas peças. Depois, fui aprimorando e hoje desenho e crio jóias. Comprei até alguns equipamentos e tenho um pequeno atelier em minha casa”, diz a executiva, que também tem como hobbies subir montanhas, fazer canoagem e pescar.

Dezée afirma que se surpreendeu com o interesse das pessoas. “Algumas me perguntavam onde eu tinha comprado, nem imaginavam que eram criações minhas. Acabei até fazendo um lançamento da coleção.”

Agora, a executiva tem até um blog para mostrar suas peças. O endereço éhttp://dezeem.blogspot.com
Sobre Dezée Mineiro

Natural do Maranhão e nascida em uma fazenda chamada Paraíso, Dezée Mineiro, de 45 anos, é formada em Administração de Empresas e Economia. Tem especialização em Marketing e em Negociação Internacional.

Há 16 anos na DQS, está desde 2004 ocupando o cargo de CEO da multinacional na América do Sul. Começou como Gerente de Marketing e depois foi promovida à Diretora Administrativa e de Marketing, antes de chegar à presidência. Hoje, coordena mais de 100 profissionais, entre auditores e colaboradores.

Em 2006 e 2007, a Diretora-Executiva conquistou o prêmio “Excellence in Leadership” como destaque de liderança entre todas as unidades da DQS. E durante os cinco anos de Dezée à frente da DQS América do Sul, a unidade Brasil tem sido a líder entre todas as da multinacional.

Nos seus momentos de lazer, Dezée Mineiro pratica esportes como canoagem e alpinismo. Já chegou, inclusive, a subir mais de 6.000 metros do Aconcágua (Argentina), o mais alto pico das Américas, e alcançou o topo do Monte Kilimanjaro (Tanzânia), a montanha mais alta do continente africano.
Sobre a DQS

Fundada em 1985, a DQS – Deutsche Gesellschaft zur Zertifizierung von Managementsystemen (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) é sinônimo de confiança e credibilidade em certificação.

Uma das líderes do mercado e presente em 44 países a empresa foi constituída exclusivamente para certificar Sistemas da Qualidade em conformidade com os requisitos das normas ISO série 9000 e outras de igual relevância.

Mantida por sócios como DIN (Instituto Alemão para Normalização) e DGQ (Associação Alemã para Qualidade), entre outras entidades de classe, a DQS conquistou credibilidade durante esses anos graças a seu trabalho e foi escolhida por milhares de empresas em todo o mundo como entidade certificadora.

Em agosto de 1994 foi fundada a DQS do Brasil, uma subsidiária genuína da DQS, que é responsável pela coordenação das certificações no Brasil e nos países vizinhos. Para atender empresas que solicitem um “joint audit”, a DQS mantém acordos operacionais com várias certificadoras de outros países ao redor do mundo.

Com cerca de 1.850, a DQS certificou até hoje mais de 43.000 empresas. Em muitos casos, foi pioneira e recebeu, como primeira certificadora, o credenciamento para determinados produtos.

Fazendo jus a seu pioneirismo, foi a primeira certificadora a receber o credenciamento para QS-9000 no Brasil e na Alemanha, e fez parte do primeiro grupo a receber o credenciamento ISO 14001.

Entre os serviços da DQS estão certificações de:

– Gestão de Qualidade (ISO 9001:2000)
– Gestão Ambiental (ISO 14001:2004)
– Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001)
– Segurança da Informação (ISO/IEC 20000-1:2005 e ISO/IEC 27001:2005 – ISMS)
– Auditoria de Gestão Integrada
– Responsabilidade Social (SA 8000)
– Indústria Automotiva (ISO/TS 16949:2002, VDA 6.1/6.2/6.3/6.4 e KBA)
– Segurança de Alimentos (BRC, HACCP, ISO 22000:2005 e IFS)
– Dispositivos Médicos (ISO 15378:2006, Medical Device, ISO 13485, Marcação CE)
– Transportes (Processo VERIFICAR, SASSMAQ, TRANSQUALIT)
– Outras: GMP, ONA e SMP

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733

Apesar da crise, números da DQS mostram que empresas seguem investindo em SGI

O momento turbulento vivido pelo mercado internacional com a crise iniciada no ano passado não fez com que as empresas brasileiras deixassem de investir em melhoria contínua. Pelo menos é o que mostra os números da DQS do Brasil (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão).

A filial brasileira da multinacional teve um crescimento global de 26% em 2008 e um aumento de 26,4% no número de certificações se comparado com 2007.

“Foram números altamente significativos. As empresas perceberam que, mesmo num período conturbado, repleto de incertezas, a melhoria contínua deve ser permanente”, explica Dezée Mineiro, Diretora Executiva da DQS do Brasil.

A CEO crê, inclusive, que em 2009 os resultados serão ainda melhores. “Acreditamos que neste ano a economia mundial voltará a crescer. Sendo assim, a previsão da DQS é de um aumento de pelo menos 12% no número de certificações.”

Encarando a crise

Para Dezée Mineiro, as corporações que vêm investindo em Sistemas de Gestão ao longo desses anos certamente estão conseguindo enfrentar a crise.

“Um Sistema de Gestão dá suporte a empresa, otimiza tempo nos processos e, consequentemente, rendimento. E estes são fatores que podem ser essenciais em tempos de crise. Uma corporação que tem uma gestão sistematizada enxerga um caminho onde outras estão perdendo”, explica Dezée.

A DQS

Fundada em 1985, a DQS – Deutsche Gesellschaft zur Zertifizierung von Managementsystemen (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) é sinônimo de confiança e credibilidade em certificação.

Uma das líderes do mercado e presente em 40 países, a empresa foi constituída exclusivamente para certificar Sistemas da Qualidade em conformidade com os requisitos das normas ISO série 9000 ou outras de igual relevância.

Mantida por sócios como DIN (Instituto Alemão para Normalização) e DGQ (Associação Alemã para Qualidade), entre outras entidades de classe, a DQS conquistou credibilidade durante esses anos graças a seu trabalho e foi escolhida por milhares de empresas em todo o mundo como entidade certificadora.

Em agosto de 1994 foi fundada a DQS do Brasil, uma subsidiária genuína da DQS, que é responsável pela coordenação das certificações no Brasil e nos países vizinhos. Para atender empresas que solicitem um “joint audit”, a DQS mantém acordos operacionais com várias certificadoras de outros países latino-americanos.

Com mais de 1.500 auditores, a DQS certificou até hoje quase 30.000 empresas. Em muitos casos, foi pioneira e recebeu, como primeira certificadora, o credenciamento para determinados produtos.

Fazendo jus a seu pioneirismo, foi a primeira certificadora a receber o credenciamento para QS-9000 no Brasil e na Alemanha, e fez parte do primeiro grupo a receber o credenciamento ISO 14001.

Entre os serviços da DQS estão certificações de:

– Gestão de Qualidade (ISO 9001:2000)
– Gestão Ambiental (ISO 14001:2004)
– Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001)
– Segurança da Informação (ISO/IEC 20000-1:2005 e ISO/IEC 27001:2005 – ISMS)
– Auditoria de Gestão Integrada
– Responsabilidade Social (SA 8000)
– Indústria Automotiva (ISO/TS 16949:2002, VDA 6.1/6.2/6.3/6.4 e KBA)
– Segurança de Alimentos (BRC, HACCP, ISO 22000:2005 e IFS)
– Dispositivos Médicos (ISO 15378:2006, Medical Device, ISO 13485, Marcação CE)
– Transportes (Processo VERIFICAR, SASSMAQ, TRANSQUALIT)
– Outras: GMP, ONA e SMP

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733

DQS organiza novo evento para apresentar mudanças da ISO 9001:2008

A DQS do Brasil (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) sediará em 22 de outubro o “Café da manhã com a DQS: Atualização da ISO 9001:2008, Atualização da ISO/IEC 17021 e Ferramentas de Melhoria Contínua”.

O evento será das 8h30 às 11h, na sede da empresa, localizada à Av. Adolfo Pinheiro, 1.001 – 3º andar, no bairro Santo Amaro, em São Paulo. O primeiro encontro com este mesmo tema, em 24 de setembro, já está com as vagas esgotadas.

Na oportunidade serão debatidos assuntos importantes para manutenção e aperfeiçoamento do Sistema de Gestão das corporações.

O encontro é destinado principalmente para gestores e profissionais da área da Qualidade envolvidos com a implantação e manutenção do sistema.

Conteúdo do programa:

ISO 9001:2008
Apresentação das mudanças, os aperfeiçoamentos e o plano de migração proposto na norma.

ISO/IEC 17021
Apresentação das novas regras da e seus impactos na certificação de Sistemas de Gestão.

Melhoria Contínua
Palestra especial com o Prof. Oceano Zacharias.

Serviço:

Evento: Café da manhã com a DQS: Atualização da ISO 9001:2008, Atualização da ISO/IEC 17021 e Ferramentas de Melhoria Contínua

Data: 22 de outubro de 2008 (Quarta-feira)

Horário: 8h30 às 11h

Investimento: R$ 70 (clientes da DQS) e R$ 90 (não clientes)

Local: DQS do Brasil Ltda – Av. Adolfo Pinheiro, 1.001 – 3º andar – Santo Amaro – São Paulo – SP

Inscrições e mais informações: (11) 5696-5935, com Vinícius, ou pelo emailtreinamento@dqs.com.br

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733

DQS realiza intercâmbio de experiências do setor automotivo

A DQS do Brasil (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) realizará em 8 de outubro, em São Paulo, o “Intercâmbio de experiências do setor automotivo”.

O objetivo do evento anual é atualizar os participantes com assuntos relevantes para a manutenção e aprimoramento do Sistema de Gestão.

O encontro é destinado principalmente a gestores e profissionais da área da qualidade envolvidos com a implantação e manutenção do SG Automotivo.

O intercâmbio contará com palestras abordando processos, as novidades da ISO/TS, ISO/IEC 17021, ISO 9001, a revisão dos manuais FMEA e APQP, as regras ISO/TS, entre outros assuntos.

Serviço:

Evento: Intercâmbio de experiências do setor automotivo

Data: 8 de outubro de 2008 (Quarta-feira)

Horário: 8h30 às 18h

Investimento: R$ 180,00 (Incluso coffee-breaks e almoço)

Local: Hotel Golden Tulip Belas Artes – Rua Frei Caneca, 1199 – Cerqueira César – São Paulo/SP

Inscrições e mais informações: (11) 5696-5935, com Vinícius, ou pelo emailtreinamento@dqs.com.br

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733

DQS investe na alimentação dos funcionários e já colhe lucro

Depois de ver alguns de seus funcionários usando o tíquete refeição para comprar cigarro e chocolate, por exemplo, e faltando ao serviço por causa de problemas de saúde, a DQS do Brasil (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) resolveu fazer um plano de ação para melhorar a alimentação e saúde de seus profissionais.

A empresa reuniu todos e apresentou a idéia de bancar diariamente o almoço em restaurantes reconhecidos pela qualidade e variedade de pratos, inclusive saladas. Os funcionários aceitaram a proposta e definiram três opções de locais, podendo, assim, variar onde comer durante a semana.

“O valor acaba sendo alto, mas é um investimento que a empresa faz. Com uma alimentação de boa qualidade, o funcionário se torna mais saudável e acaba gerando benefício para ele e para a empresa”, explica a Diretora-Executiva da DQS do Brasil, Dezée Mineiro.

A iniciativa, inclusive, partiu da própria executiva, que tem uma alimentação bastante equilibrada. Adepta da trofoterapia, ela chamou a atenção de seus profissionais por ter sempre à mesa barras de cereais, linhaça e frutas.

“No começo, eles estranhavam a minha alimentação, pois não estavam acostumados a se alimentar de três em três horas e nem a comer frutas durante o expediente. Hoje, há uma cesta de frutas na empresa que é bastante concorrida”, brinca Dezée.

A Diretora-Executiva diz ainda que na DQS os funcionários são orientados a relaxar na sala de reunião em momentos de picos de stress. Para ela, os resultados desses investimentos já são vistos claramente na empresa, que tem uma média de crescimento de 15% ao ano e é a unidade de maior destaque da multinacional presente em 40 países.

“O clima na empresa melhorou, porque as pessoas estão mais saudáveis e, consequentemente, mais felizes. Muitos que não faziam nenhuma atividade física, inclusive já começaram a ir para a academia juntos antes ou depois do trabalho.”

A DQS

Fundada em 1985, a DQS – Deutsche Gesellschaft zur Zertifizierung von Managementsystemen (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) é sinônimo de confiança e credibilidade em certificação.

Uma das líderes do mercado e presente em 40 países, a empresa foi constituída exclusivamente para certificar Sistemas da Qualidade em conformidade com os requisitos das normas ISO série 9000 ou outras de igual relevância.

Mantida por sócios como DIN (Instituto Alemão para Normalização) e DGQ (Associação Alemã para Qualidade), entre outras entidades de classe, a DQS conquistou credibilidade durante esses anos graças a seu trabalho e foi escolhida por milhares de empresas em todo o mundo como entidade certificadora.

Em agosto de 1994 foi fundada a DQS do Brasil, uma subsidiária genuína da DQS, que é responsável pela coordenação das certificações no Brasil e nos países vizinhos. Para atender empresas que solicitem um “joint audit”, a DQS mantém acordos operacionais com várias certificadoras de outros países latino-americanos.

Com mais de 1.500 auditores, a DQS certificou até hoje quase 30.000 empresas. Em muitos casos, foi pioneira e recebeu, como primeira certificadora, o credenciamento para determinados produtos.

Fazendo jus a seu pioneirismo, foi a primeira certificadora a receber o credenciamento para QS-9000 no Brasil e na Alemanha, e fez parte do primeiro grupo a receber o credenciamento ISO 14001.

Entre os serviços da DQS estão certificações de:

– Gestão de Qualidade (ISO 9001:2000)
– Gestão Ambiental (ISO 14001:2004)
– Segurança e Saúde Ocupacional (OHSAS 18001)
– Segurança da Informação (ISO/IEC 20000-1:2005 e ISO/IEC 27001:2005 – ISMS)
– Auditoria de Gestão Integrada
– Responsabilidade Social (SA 8000)
– Indústria Automotiva (ISO/TS 16949:2002, VDA 6.1/6.2/6.3/6.4 e KBA)
– Segurança de Alimentos (BRC, HACCP, ISO 22000:2005 e IFS)
– Dispositivos Médicos (ISO 15378:2006, Medical Device, ISO 13485, Marcação CE)
– Transportes (Processo VERIFICAR, SASSMAQ, TRANSQUALIT)
– Outras: GMP, ONA e SMP

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733

DQS e UL se unem para criar Organismo Certificador líder global na certificação de sistemas

A DQS GmbH -Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão- com matriz em Frankfurt, Alemanha, anunciou que está incorporando a MSS – Management Systems Solutions (Soluções em Sistemas de Gestão), a divisão para certificação de sistemas de gestão da Underwriters Laboratories (UL), com matriz em Northbrook, Illinois (EUA).

A junção irá constituir uma das 5 empresas líderes mundiais para certificação de sistemas de gestão, com forte presença nos mercados da Europa, Américas do Norte e do Sul e Ásia.

A divisão MSS da UL, que ocupa uma posição especialmente forte no mercado nos EUA e Ásia, está se fundindo junto à DQS. Em contrapartida, a UL receberá 27,8% da DQS GmbH.

O Sr. Ganesh Rao, antes Diretor Geral da UL MSS, será o líder das operações de negócios da fusão nos EUA. Os Srs. Rao, Stefan Heinloth e Michael Drechsel irão gerenciar o grupo DQS em conjunto.

A UL e os membros fundadores da DQS, DIN e DGQ, terão partes iguais equivalentes a 27,8% na DQS GmbH. As quotas restantes permanecerão em posse das associações da indústria VDMA, ZVEI, VCI, HDB e SPECTARIS.

“A DQS é comprometida com a geração de sucesso sustentável para seus clientes em todo mundo através da certificação de seus sistemas de gestão e processos de negócios, com foco em valor agregado”, dizem Stefan Heinloth e Michael Drechsel, os diretores executivos da DQS, que explicaram também a relevância da fusão.

“Hoje, companhias de todos os tamanhos em todos os setores operam em mercados dinâmicos e cada vez mais internacionais. As empresas são confrontadas constantemente com novos desafios que exigem espírito empreendedor. No entanto, clientes e acionistas estão se tornando cada vez mais exigentes. Sistemas de gestão bem desenvolvidos e certificados fornecem uma base para a confiança na qualidade e processos de produção mais fluidos. Isto constrói e reforça a confiança, além de contribuir para o sucesso da companhia.”

O Sr. Ganesh Rao aponta a amplitude geográfica que virá com a aliança global. “Nossos produtos e serviços na Europa, Américas do Norte e do Sul, África, Oriente Médio e Ásia complementam uns aos outros. Nossos clientes serão os principais beneficiados. Nós estaremos em melhor posição para satisfazer a crescente demanda por processos globais em auditorias de sistemas de gestão.”

Sobre a Underwriters Laboratories:

Adicionalmente à divisão MSS, a Underwriters Laboratories é uma organização de certificação de segurança de produto independente e sem fins lucrativos, que escreveu normas para segurança, teste de produtos e englobou a certificação por mais de um século. A UL avalia mais de 19000 tipos de produtos, componentes, materiais e sistemas anualmente com 21 bilhões de marcas UL divulgadas em produtos de 71000 fabricantes no mercado global a cada ano. A UL também publicou aproximadamente 9000 certificados de normas de sistemas de gestão e realizou mais de 12000 auditorias em 62 países. A família de afiliadas UL no mundo e a rede de prestadores de serviços inclui 62 sedes de laboratórios, testes e certificação, atendendo a clientes com operações e negócios em seis continentes.

Visite www.UL.com/newsroom

Sobre a DQS:

A DQS GmbH (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) foi fundada em 1985 como a primeira certificadora de sistemas de gestão de normas organizacionais do DIN (Instituto de Normatização Alemão) e do DGQ (Sociedade Alemã para a Qualidade). Com escritórios em 38 países, a DQS é hoje uma das mais importantes empresas no campo da certificação com reconhecimento internacional. Está sediada em Frankfurt, Alemanha, com instalações em Berlin e Stuttgart. O escopo de serviços abrange avaliações de acordo com mais de 70 normas reconhecidas e especificações da indústria. A DQS também avalia empresas de acordo com seus requisitos internos. A DQS conta com a competência técnica de mais de 1500 auditores em todo o mundo.

No Brasil, a DQS atua desde 1995 através de sua subsidiária DQS do Brasil Ltda. e conta com mais de 1000 unidades certificadas. As atividades da DQS e da UL MSS no Brasil serão integradas e gerenciadas pela DQS do Brasil.

Visite www.dqs.de e www.dqs.com.br

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733

 

Diretora-executiva da DQS do Brasil personifica o Dia Internacional da Mulher

Com a proximidade do Dia Internacional da Mulher, envio uma sugestão de personagem para eventuais pautas sobre o assunto. Trata-se da Diretora-Executiva da DQS do Brasil, Dezée Mineiro, de 43 anos.

A DQS – Deutsche Gesellschaft zur Zertifizierung von Managementsystemen (Associação Alemã para Certificação de Sistemas de Gestão) é uma das líderes do mercado e está presente em 40 países.

Dezée Mineiro ocupa a presidência da unidade do Brasil e das outras da AL desde 2004. Nesse período, a unidade do Brasil vem obtendo um aumento de 15% ao ano. E também desde que ela assumiu o cargo o escritório brasileiro se mantém há quatro anos como a melhor entre todas as unidades da DQS.

Os resultados obtidos por ela chegam a surpreender os diretores estrangeiros das outras unidades, mas um estudo recente que mostrou que empresas com mulheres na direção têm melhores resultados talvez explique o “fenômeno” (vejam matéria aqui).

Hoje, essa pequena maranhense (1,60m e 52 kg) coordena mais de 80 profissionais, a maioria homens.
O lado radical da Diretora-Executiva

Por trás de uma mulher que ocupa um alto cargo e tem dias repletos de reuniões e assuntos para resolver, escondem-se prazeres inimagináveis. A Diretora-Executiva da DQS Brasil, por exemplo, pratica esportes inusitados como canoagem e alpinismo.

Ela já chegou, inclusive, a subir mais de 6.000 metros do Aconcágua (Argentina), o mais alto pico das Américas, e alcançou o topo do Monte Kilimanjaro (Tanzânia), a montanha mais alta do continente africano.

A Dezée Mineiro possui fotos dessas atividades e podemos cedê-las em caso de interesse.

Segue abaixo um briefing mais completo sobre a executiva.
Briefing sobre Dezée Mineiro

Natural do Maranhão e nascida em uma fazenda chamada Paraíso, Dezée Mineiro, de 43 anos, é formada em Administração de Empresas e Economia. Tem especialização em Marketing e em Negociação Internacional.

Há 14 anos na DQS, está desde 2004 ocupando o cargo de Diretora-Executiva da multinacional na América Latina. Começou como Gerente de Marketing e depois foi promovida à Diretora Administrativa e de Marketing, antes de chegar à presidência. Hoje, coordena mais de 80 profissionais, entre auditores e colaboradores.

Sob o comando de Dezée Mineiro, a unidade do Brasil se mantém há quatro anos como a melhor entre todas as unidades da DQS. Nesse período, o escritório brasileiro vem obtendo um aumento de 15% ao ano.

Em 2007, a Diretora-Executiva conquistou o prêmio “Excellence in Leadership” como destaque de liderança entre todas as unidades da DQS.

Nos seus momentos de lazer, Dezée Mineiro pratica esportes como canoagem e alpinismo. Já chegou, inclusive, a subir mais de 6.000 metros do Aconcágua (Argentina), o mais alto pico das Américas, e alcançou o topo do Monte Kilimanjaro (Tanzânia), a montanha mais alta do continente africano.

Atendimento à imprensa:

Almir Rizzatto – RZT Comunicação
www.rztcomunicacao.com.br
almir@rztcomunicacao.com.br
Fones: (11) 5051-8142 e (11) 99628-1733