certificação própria

Certificação própria: saiba mais sobre o recurso que torna sua empresa uma referência no mercado

Promover uma certificação própria está tornando-se uma das estratégias de inbound marketing que mais chamam a atenção no mercado atualmente. Muitas empresas de grande porte, como a Microsoft, por exemplo, desenvolvem cursos para seu público e, dessa forma, conquistam cada vez mais autoridade no seu ramo de negócios.

A certificação própria tem o objetivo de qualificar seus clientes e ainda melhorar o posicionamento da sua empresa. Mas, antes de investir nesse recurso, é preciso estudar quais são seus benefícios e suas principais características.


O que é uma certificação própria?

É um documento que comprova a capacidade de alguém em relação a determinado tema. Ao produzir certificações, a empresa se coloca como uma líder em sua área. Quando você informa que está produzindo cursos sobre um determinado assunto, seu público vai te considerar como um profissional desse nicho, já que você é capaz de transmitir conhecimento a outros, tornando-se uma referência no mercado.

Desta forma, sua empresa atrai cada vez mais interessados em obter uma certificação emitida pelo seu grupo, para mostrar que aprendeu aquele tema com uma companhia que virou referência no segmento.

Esse tipo de estratégia torna-se uma ação de marketing lucrativa e garante um bom ROI (Retorno sobre Investimento) para a empresa, pois implantar esse tipo de iniciativa não gera gastos financeiros muito altos, em comparação com o retorno que vai dar ao negócio.

A certificação própria traz inúmeros benefícios à sua empresa, como: ajuda a desenvolver seu mercado; posiciona sua empresa como referência e como líder na sua área; auxilia a firmar seu negócio e ainda dissemina sua marca.

Empresas que usam certificação própria

Muitos grupos empresariais renomados já perceberam a tendência no mercado das certificações próprias e já usam o recurso. Conheça alguns casos:

Microsoft: uma das maiores fornecedoras de infraestrutura básica de ciência da informação, quem obtém um certificado dessa empresa ganha credibilidade e destaque na área de informática. Atenta a essas necessidades, a Microsoft passou a oferecer o MVA (Microsoft Virtual Academy), uma plataforma de e-learning, onde tem vários cursos livres para qualificação profissional.

Quanto mais usuários conseguem as certificações, mais a Microsoft trabalha e é reconhecida pelos seus cursos, o que ajuda na divulgação da sua marca.

Hubspot: com mais de 21 mil clientes em aproximadamente 90 países, a empresa desenvolveu a Hubspot Academy, que disponibiliza certificações para quem realiza seus cursos. Hoje, a plataforma possui 14 especializações diferentes, em vários idiomas.

No Brasil, os cursos da Hubspot chegam a ser considerados critérios de eliminação em processos seletivos na área de marketing, tamanha a notoriedade que a empresa ganhou na área.

A empresa também aumenta sua quantidade de leads quando solicita o cadastro dos interessados em obter suas certificações.

Crie sua certificação própria

Antes de implantar esse recurso, é necessário saber qual seu público-alvo, o que é interessante ser ensinado e que sua empresa entenda, qual será a linguagem utilizada e qual será o método de avaliação empregado para que os interessados obtenham o certificado. Feito isso, já é possível planejar o conteúdo da sua certificação.

Caso a sua empresa já use estratégias de marketing de conteúdo, você pode aproveitar os materiais para elaborar suas aulas.

O indicado é que sua empresa utilize uma plataforma de EAD para gerenciar os certificados, já que o objetivo é gerar muitos por mês. Ao usar esse tipo de sistema, ele gerencia o curso e os certificados automaticamente.

Promova sua certificação

Utilize os mesmos canais de divulgação que sua empresa já trabalha, como site, blog, redes sociais, e-mail marketing, entre outros. No entanto, vale a pena investir em uma comunicação mais forte, como anúncios pagos, para dar destaque ao seu curso e atrair um número maior de interessados.
Outro fator importante é que sua companhia precisa ter um marketing de conteúdo consolidado para lançar a certificação, para garantir o domínio de todo o planejamento que a nova ação precisa.

Dicas de como oferecer sua certificação

Você pode cobrar pelo curso oferecido, mas se sua empresa disponibilizar gratuitamente, haverá mais chances de atrair um público diversificado, que não pensava em realizar um curso antes, devido aos preços.

Além disso, não cobrar pela certificação é uma forma de promover sua marca, ampliando o canal de divulgação e marketing, assim como gera um aumento no seu número de leads.

Veja a certificação como mais uma forma de gerar leads

A certificação pode ser um ótimo canal para aquisição de leads, pois cada pessoa que passa por sua certificação é um potencial influenciador ou decisor na compra do seu serviço ou produto. Elas podem ser consideradas meio e até fundo de funil, tudo depende de como você produzir o conteúdo do seu curso.

Investir em uma certificação própria é uma ótima ideia para ganhar mais autoridade no mercado, além de ser uma estratégia econômica para sua empresa. O que acha de começar a produzir uma para seu negócio?

Com informações da Contentools

Imagem: divulgação

0 comentários

Faça seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *