arquitetura da informação

Descubra o que é a arquitetura da informação e como ela pode ser útil

Para falar de arquitetura da informação, é preciso voltar um pouco no tempo. Se você tem mais de 30 anos com certeza se lembra de como era navegar na internet no começo dos anos 2000.

Como a tecnologia estava iniciando naquela época, os sites tinham poucos recursos e a navegabilidade era terrível. No entanto, os anos passaram e o avanço tecnológico tomou uma proporção exponencial.

Hoje, a quantidade de informações ao qual somos expostos é imensurável. Para administrar este excesso de dados é preciso que o conteúdo apresentado esteja estruturado.

É neste contexto que a arquitetura da informação se faz presente. Do inglês, Information Architecture, ou simplesmente IA, este conceito tem utilidade prática no cotidiano de todos.

Arquitetura da informação auxilia a organizar os dados

A evolução da tecnologia caminha a passos largos, mas, antes de tudo, é preciso analisar que o ser humano ainda tem um cérebro analógico, ou seja, por mais que haja novidades high-tech a cada minuto, as pessoas precisam de tempo para captar e entender o que vem acontecendo na sociedade.

Para auxiliar neste processo, diversos profissionais vêm trabalhando nas equipes de desenvolvimento de sites e aplicativos para oferecer a melhorar experiência ao usuário.

Responsáveis por criar ativos digitais úteis e intuitivos, designers, produtores de conteúdo e analistas de experiência do usuário atuam para oferecer a melhor estrutura possível, para que as pessoas consigam encontrar aquilo que buscam em um site.

A arquitetura da informação apresenta uma estrutura facilmente compreensível com lógica simples e é necessário que seja levada em consideração a possibilidade de interação.

A importância da arquitetura de informação para o seu negócio

Inicialmente, o assunto pode parecer algo futurista e sem conexão com a realidade, mas a arquitetura da informação é atualmente uma necessidade básica de qualquer empresa.

O investimento neste tema se faz necessário pelo fato do usuário buscar uma boa experiência ao navegar pelo seu site. Caso não encontre as informações organizadas de maneira positiva, o possível cliente vai procurá-las em outra página.

Não se esqueça: vivemos na era da informação abundante e você precisa prender a atenção do seu visitante.

Há outro problema relacionado à navegabilidade ruim: a experiência negativa do usuário. Caso ele venha a se sentir mal, enquanto utiliza o seu site, o visitante pode atrelar este momento à marca do seu produto.

Como dito anteriormente, o fluxo de informação nos dias atuais só cresce. Por este motivo é preciso estar atento a todas as transformações e buscar ficar atualizado com as novidades que surgem a cada momento.

*Com informações do Marketing de Conteúdo

*Imagem: divulgação

0 comentários

Faça seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *