escrita blog

Descubra porque e-mails corporativos acabam no spam

Uma análise com mais de quatro trilhões de e-mails corporativos enviados em 2015, revelou porque muitos deles não chegaram à caixa de entrada e pararam diretamente no spam. Reclamações de usuários, envio de mensagens a destinatários desconhecidos e a falta de engajamento de alguns assinantes foram os motivos que mancharam a reputação de remetentes com os provedores, segundo pesquisa do programa de métricas Sender Score, produzido pela Return Path.

As marcas classificadas como melhores remetentes alcançaram a maior parte de seu público. No Sender Score as maiores pontuações ficaram entre 91 e 100, com 95% das mensagens entregues diretamente à caixa de entrada de seus destinatários e apenas 0,17% marcadas como spam. Remetentes com boa reputação, 81-90, apresentaram índice de entrega de 90% e marcação como spam próxima a 1%.

Nota-se uma alteração significativa nos resultados das marcas classificadas entre 71 e 80 pontos. Alcançaram 76% da caixa de entrada e 2,19% dos e-mails foram direcionados ao spam. Já as marcas que ficaram abaixo de 70 pontos no Sender Score, tiveram pouco mais da metade das mensagens entregues corretamente.

Como aumentar a reputação, de acordo com a Return Path:

1. Controle sua reputação – seja a de seu domínio remetente (caso envie e-mails de IP compartilhado) ou a de seu endereço de IP dedicado;

2. Saiba o Sender Score de seus domínios ou endereços de IP de envio;

3. Identifique métricas de reputação problemáticas;

4. Garanta que links para descadastro de usuários funcionem e estejam visíveis;

5. Autentique seus domínios de envio;

6. Dê atenção às reclamações de usuários;

7. Saiba quais dispositivos seus usuários utilizam para ler e-mails;

8. Otimize suas campanhas para todos os dispositivos;

9. Garanta que todas as URLs estejam funcionando;

10. Segmente sua lista com base no engajamento de seus usuários.

 Com informações do site Proxxima

 

 

0 comentários

Faça seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *