Social media symbols

Estudo revela os horários de pico das redes sociais

O estudo “Horários Nobres nas Redes Sociais” realizado pela consultoria de gestão Sprinklr revela quais são os horários de pico das diferentes mídias.

Para compor a pesquisa, foram usadas 160 milhões de menções e interações nas redes sociais em 2015. Destacam-se as três mais usadas pelos brasileiros: Facebook, Instagram e Twitter. Os dados mostram que cada uma apresenta características particulares, seja o horário de pico ou conteúdo compartilhado.

Confira os horários mais movimentados de cada uma das redes, baseados no estudo da Sprinklr:

Facebook

A rede criada por Mark Zuckerberg apresentou um pico de interação entre as 11h e 14h dos dias úteis. Terça-feira, quarta-feira e quinta-feira são os dias com movimento maior na semana. O estudo também aponta que os assuntos que geram mais interações são finanças (31%), e-commerce (28%) e varejo (21%).

Instagram

O estudo mostra que as publicações feitas nesta rede não sofrem grandes alterações entre os dias úteis e os finais de semana. Existem duas faixas de horário nobre: entre 11h e 14h e 18h e 22h. Às quartas e quintas-feiras são mais movimentadas, com picos entre 20h e 21h.

A rede é muito usada para divulgação de produtos e serviços. Os setores que mais publicam são e-commerce (33%), varejo (32%) e beleza e higiene (13%). O Sprinklr também revela que o Instagram é a única das redes sociais que não apresenta redução de uso nos finais de semana.

Twitter

Uma rede com dias e horários bem definidos captados pela pesquisa é o Twitter. Quartas e quintas-feiras são os dias mais movimentados, entre 18h e 22h. Outro pico identificado também foi entre 21h e 00h. Isso porque a rede é muito usada para comentários sobre futebol e reality show. Com essa interação, o smartphone passou a ser usado como segunda tela para os telespectadores interagirem com os programas de televisão.

Outra curiosidade da rede é que, a maioria de seus conteúdos faz sentido somente dentro de um contexto específico, que tenha sido discutido entre os usuários em um determinado momento.

Com informações do portal Exame.com

0 comentários

Faça seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *