Posts

TED Talk

Apresentadores de TEDs dão 5 dicas para falar em público

Quando assistimos aos vídeos de apresentadores de TED Talk, temos a impressão de que falar em público é uma tarefa muito simples para eles. Isso porque a maioria das pessoas sente grande dificuldade em se expressar frente a um grande auditório.

Para que você aprenda a desenvolver esta prática e não tenha mais problemas em realizar uma apresentação, confira 5 dicas dos próprios apresentadores de TED Talks:

1 – Foque na respiração

 Com a respiração constante, você conseguirá manter o foco em sua apresentação, sem se perder em momento algum. Assim, passará uma imagem mais confiante. Não manter o controle da respiração transparece nervosismo e o desempenho não sai como o esperado.

2 – Seja claro

Fale de uma forma que todos do auditório compreendam facilmente. Independentemente do tipo de público para o qual você se apresenta, a mensagem deve ser passada de maneira objetiva. Por isso, use um vocabulário claro e sem complexidades.

3 – Prepare-se para imprevistos

Imprevistos podem acontecer no meio do caminho, mas você não pode deixar que isto atrapalhe sua apresentação. Caso aconteça algo fora do seu planejamento, lide com a situação e continue a sua fala. Se tratar os problemas com naturalidade eles praticamente não serão notados.

4 – Mantenha a atenção das pessoas

 Apenas falar durante toda a apresentação pode se tornar algo cansativo e desinteressante para o público. Investir em interação com as pessoas aumenta o interesse do auditório e deixa sua apresentação mais dinâmica.

5 – Pense sobre suas pausas

 As pausas durante as falas são muito importantes. Elas contribuem para o bom desenvolvimento de sua apresentação e são um tempo para que você coloque as ideias em ordem. Mas, tome cuidado, elas não podem durar nem muito e nem pouco tempo.

Com informações do Universia.

Dicas para falar em público

5 conselhos para falar (bem) em público

Falar em público é uma tarefa que pode ser fácil para alguns, mas para outros, algo totalmente constrangedor. Se este é o seu caso, há algumas dicas para melhorar o ato da oratória, seja ela para uma grande plateia ou mesmo para pequenas reuniões.

Dominar a arte da oratória é uma ação que pode ser aprendida não só por líderes ou executivos de altos cargos hierárquicos, mas por todos que desejam se comunicar bem. No campo profissional, em quase todas as atividades desempenhadas existe a comunicação, seja com seu superior, clientes, parceiros ou fornecedores, por isso é fundamental desenvolver o seu discurso.

Para tanto, é preciso ser uma pessoa bem articulada. Uma oratória mais desenvolvida é capaz de informar melhor, convencer, engajar, motivar e atingir, assim, seus objetivos, sejam eles pessoais ou profissionais. Veja abaixo cinco dicas para não errar na hora de falar em público:

1) Elabore um roteiro

São poucas as pessoas que conseguem se orientar em explanação em público sem ter um roteiro com o que irá dizer. Somente com muita prática, treino e experiência é possível atingir esse patamar. Para os que ainda estão no início e procuram se aperfeiçoar na arte de falar em público, é importante preparar previamente um roteiro. Assim, ensaie bastante antes e use-o como apoio. Não é recomendável, no entanto, que se carregue em mãos na hora da reunião ou palestra, faça isso somente caso esqueça algum ponto.

2) Conheça o conteúdo

É imprescindível dominar ou ao menos conhecer bem o assunto a ser apresentado, pois caso surjam imprevistos ou perguntas inesperadas você saberá como responder. Assim, se não for especialista no tema, estude bastante antes de falar em público.

3) Tenha timing

Evite prolongar-se sob um mesmo aspecto do tema discutido, isso pode desviar a atenção do público, pois se torna cansativo. O contrário também é um problema. Quando se aborda muito rapidamente algum assunto, a impressão para seus interlocutores é que você não conhece bem o tema abordado. Então, preze pelo equilíbrio, sempre!

4) Transmita confiança

Ao falar, procure sempre olhar nos olhos das pessoas de sua plateia e tente transmitir uma postura amistosa. Isso facilitará com que confiem no que está sendo dito por você.

5) Escute o seu ouvinte

Em ocasiões onde há possibilidade de ter um feedback de sua plateia, como por exemplo, na abertura de perguntas para o público, esteja atento àquelas direcionadas para você. Se for o caso de uma reunião, dê espaço para que os participantes possam também opinar para que desse modo a comunicação cumpra o seu papel.

(Com informações do Administradores)

Apresentação em público

3 dicas para fixar a atenção do público numa apresentação

Atenção é algo extremamente custoso de se conseguir atualmente, principalmente quando é preciso dividi-la com smartphones. Não existe um estudo preciso sobre quanto tempo contínuo um espectador permanece atento a uma explicação, mas Susan Weinschenk, autora de “Apresentações Brilhantes” (Editora Sextante), acredita que seja em torno de 7 minutos. Após o decorrer deste curto período, o palestrante ou apresentador precisa usar suas habilidades para reconquistar a atenção dos ouvintes.

No livro em questão, Susan fornece algumas recomendações para aqueles que buscam reter a atenção de sua plateia. Veja a seguir como conseguir isso com três pequenos truques usados por experts em apresentação:

1- Faça breves intervalos: se a palestra tiver duração estimada maior que uma hora, programe um intervalo. Cinco minutos pode ser o bastante para arejar os pensamentos do seu interlocutor para que o conteúdo enunciado seja facilmente apreendido por ele.

2- Promova interação: atividades interativas são úteis para ganhar a atenção da plateia. Peça para seu público desenhar, escrever ou proponha pequenas discussões. Outra dica para interagir com sua plateia é fazer perguntas para as pessoas, assim, o discurso é quebrado e não se torna maçante.

3- Conte histórias: pequenas narrativas interessantes e pertinentes ao assunto destacado são formas eficazes de fixar a atenção. Ao falar, modifique sua posição no palco vez ou outra.

No mais, procure sempre alterar a forma como fala ou se porta a cada sete minutos, tempo estimado em que as pessoas costumam “perder” a atenção. Assim, você terá mais chances de obter sucesso em reter a atenção do seu público e atingi-lo com sua mensagem.

(Com informações da Exame.com)

Apresentação em público

4 formas de vencer a apatia da plateia numa apresentação em público

Às vezes, nem mesmo uma apresentação em público bem preparada e um conteúdo afiado é capaz de prender a atenção de uma plateia. A apatia e o aparente enfado do público é explicado pela psicóloga Susan Weinschenk no livro “Apresentações brilhantes” (Editora Sextante). Para ela, há uma razão principal para isso: somos preguiçosos.

O ser humano aprendeu com anos de evolução que, se ficar mais tempo inerte, terá mais chances de sobreviver por muito mais tempo do que se estiver ativo.

Susan mostra no livro como vencer essa barreira imposta por milhões de anos de evolução com dicas para aplicar nas apresentações em público. São 4 simples maneiras de chamar a atenção dos seus interlocutores. Confira:

1. Recompense seu público

Estude o perfil de sua plateia e veja como pode estimulá-la. Os prêmios podem ser brindes, chocolates ou mesmo um elogio. Use o chamado “estímulo variável”: em vez de recompensar o público sempre que ele participar, faça-o aleatoriamente. Essa imprevisibilidade os deixará mais instigados.

2. Dê autonomia

Caso proponha alguma atividade, permita que as pessoas tenham autonomia para se organizarem da forma que quiserem. As pessoas gostam de ser independentes e a sensação de autonomia proporciona mais segurança. Por exemplo, se for fazer um jogo, deixe que organizem seus times sozinhos.

3. Crie competições

As pessoas são naturalmente competitivas, assim, se você criar jogos entre pequenos grupos, elas se sentirão mais estimuladas. Quanto menor for a sua plateia, mais chances desta técnica funcionar, isto porque, segundo a psicóloga, quando temos poucos concorrentes nos sentimos mais motivados.

4. Permita o contato social

Tarefas em grupo costumam ter mais resultados que as individuais porque o ser humano é naturalmente estimulado a travar contato social. Deixe que as pessoas conversem como trabalharão juntas e permita que discutam sobre o conteúdo abordado na palestra.

(Com informações da Exame.com)

Apresentações em público

Os 7 erros das apresentações em público

Apresentar-se é uma tarefa que para alguns ocorre naturalmente, porém, é uma habilidade que pode ser aprendida se houver dificuldade. Confira algumas dicas que irão ajudar a evitar erros em palestras, apresentações em público de projetos, eventos ou reuniões:

1- Falta de conteúdo – Antes de falar em público, é essencial que se estude o assunto a ser apresentado. A falta de conhecimento sobre o tema tratado é algo que se torna evidente em público e nenhuma técnica pode substituir o despreparo.

2- Autossabotagem – É preciso eliminar a autocomiseração e falta de autoestima. Não se diminua perante este desafio e evite frases do tipo “ninguém vai gostar de mim, ninguém vai prestar atenção”. Prepare-se da forma correta e assim sentirá segurança.

3- Falta de planejamento – De posse do conteúdo a ser apresentado, a próxima etapa é criar um método para que as pessoas o compreendam.

4- Não conhecer o seu público – Conhecer o seu interlocutor é uma parte importante para se obter uma apresentação de sucesso. Isso porque é imprescindível usar a mesma linguagem do público. Não é necessário mudar o seu jeito de ser, apenas a abordagem. Por exemplo: uma plateia idosa prefere ouvir histórias, são mais saudosistas; já o público universitário busca algo que o desafie.

5- Piadas – Se o humor não é o seu forte, não tente usá-lo para entreter o seu público. Além disso, o humor é algo muito particular e às vezes pode ser até ofensivo. Portanto, evite se puder.

6- Forçar o público a cumprimentá-lo – Não faça isso, pois é algo muito irritante. Você com certeza já participou de algum evento no qual o palestrante pediu que as pessoas repetissem várias vezes “bom dia!”, e emendou, “mas que bom dia fraco, não tomaram café?”. Há outras maneiras mais interessantes de ganhar a atenção.

7- Querer agradar a todos – Não é possível obter a satisfação de todos. Estude, planeje, ensaie, se prepare, faça o que estiver a seu alcance, mas tenha em mente que inevitavelmente alguém não ficará contente com o resultado final. O seu objetivo deve ser agradar boa parte do público.

(Com informações do site Fale bem em público)

Apresentações em público

4 dicas para usar o humor nas apresentações em público

Utilizar o humor como forma de interagir com o público pode ser uma maneira eficiente de transmitir a mensagem desejada. O livro “Enjoyment of Laughter”, traduzido como o “Prazer do Riso”, do escritor americano Max Eastman, traz 4 leis do humor. Essas dicas, se usadas adequadamente em suas apresentações, poderão fazer de você um grande orador. Veja:

1) Brinque

Uma coisa leva a outra: só se pode divertir o outro quando se está brincando. Por isso, para deixar o seu público mais relaxado, procure ser espontâneo, leve e descontraído. Assim, a plateia entrará de modo natural no clima e achará graça em suas piadas.

2) Coisas negativas podem ser engraçadas

Um artifício muito útil para falar em público sobre assuntos delicados e difíceis é usar o humor. Com certeza você já passou por alguma situação que no momento em que a vivenciou foi um tanto dolorosa, mas depois de algum tempo, foi possível até rir ao se lembrar. Introduzir toques de humor em acontecimentos negativos pode ajudá-lo em sua fala ao público, porém, é necessário ter sensibilidade para fazer isso na hora certa.

3) Libere a criança que existe em você

Com certeza você já escutou que em cada um de nós ainda vive uma criança. As crianças, devido à sua pureza e inocência, têm a capacidade de se divertir, brincar e achar graça em tudo. Ao fazer brincadeiras e usar de humor em sua apresentação em público, você irá liberar a sua criança interior e dará a oportunidade da sua plateia sentir o mesmo por meio dessa atmosfera agradável e divertida.

4) Cada um tem o seu grau de humor

Não desanime se perceber que alguém não riu de sua piada ou brincadeira, enquanto outros riram facilmente. Isso acontece porque as pessoas são diferentes e, por esse motivo, coisas diferentes afetam o seu humor.

(Com informações do site Oratória & Liderança)