Posts

marketing de conteúdo

Marketing de conteúdo: estratégia eficaz para atrair, encantar e vender

O Marketing de Conteúdo faz jus à fama. Cada vez mais ele vem sendo adotado pelas marcas, de todos os portes, para atrair, encantar e vender. E o uso desta estratégia tem várias explicações.

Um dos motivos é o fato de o público não suportar mais o chamado Marketing de Interrupção, aquele que, como o nome diz, impacta as pessoas quando elas estão consumindo algum conteúdo.

Hoje temos muitas possibilidades de escolhas. E pare e reflita por alguns instantes. Por qual tipo de marca você opta: pela que sempre fica te empurrando algum produto ou serviço ou pela que, antes de focar na venda em si, te apresenta conteúdo de valor?

Obviamente que o objetivo final sempre será a venda. Nenhuma empresa ou profissional liberal sobrevive só com curtidas em posts nas redes sociais ou muitas visualizações em artigos nos blogs. Mas tudo é a forma como o processo é feito.

Diferenciais do Marketing de Conteúdo

Conteúdo para educar, informar, agregar valor, prestar serviço é o que proporciona autoridade. É o que vai atrair, encantar e, consequentemente, vender. Só conteúdo comercial, que fala da marca em si, não basta. Antes de qualquer coisa, é preciso dizer o que é importante e, principalmente, o que as pessoas estão interessadas em ouvir.

Esta definição Content Marketing Institute é certeira: “Marketing de conteúdo é uma técnica que cria e distribui conteúdo de valor, relevante e consistente, para atrair e engajar uma audiência claramente definida, com o objetivo de encaminhar o cliente a tomar alguma ação que gere lucro”.

Se a estratégia da sua marca ainda não envolve conteúdo, ainda é tempo de mudar.

Autor do artigo: Almir Rizzatto é jornalista e pós-graduado em Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Marketing. É fundador da agência RZT Comunicação, palestrante, instrutor, consultor e especialista em Marketing Digital. Através da RZT, oferece soluções para profissionais liberais e empresas de todos os portes, além de cursos como os de Marketing Digital e SEO.

estratégias de marketing digital

6 estratégias de Marketing Digital fáceis de aplicar

Algumas eficazes estratégias de Marketing Digital podem ser mais fáceis de aplicar do que você imagina. Neste artigo, listarei 6 ações para serem adotadas em seu negócio.

Acredite: se seguidas à risca, essas técnicas certamente gerarão resultados. Entre eles, aumento na audiência do seu site, geração de leads, maior engajamento nas redes sociais e melhor atendimento aos clientes. A consequência disso pode ser um boom em suas vendas.

 

Confira as estratégias de Marketing Digital para você aplicar imediatamente:

 

1) Produza muito conteúdo

Ter apenas um site institucional hoje já não basta. Quem entra na sua página quer ver mais conteúdo informativo do que comercial.

Quando a marca compartilha matérias interessantes e histórias que inspiram, acaba virando autoridade e a venda acontece naturalmente.

2) Use as técnicas de SEO

Se o seu objetivo é aumentar a audiência do site e o posicionamento orgânico nos buscadores, como o Google, de nada adianta escrever sem as técnicas de SEO.

Um erro muito comum é produzir conteúdo aleatoriamente, sem saber o que exatamente as pessoas pesquisam nas ferramentas de busca.

3) Crie iscas para gerar leads

De nada adianta ter um alto volume de visitantes no seu site se você não pega os contatos desses usuários. Mais do que pessoas passando pelas suas páginas, você precisa de leads.

E-books, infográficos, pesquisas e palestras, por exemplo, são materiais que devem ser “fechados” em páginas de captura. Ou seja, para ter acesso a esses conteúdos ricos, os visitantes precisam se cadastrar – normalmente com nome e e-mail.

Assim, você terá leads que, depois, podem ser convertidos em clientes.

4) Seja ativo nas redes sociais

Não dá para postar “quando dá”. Hoje, nesta era cada vez mais digital, com as pessoas passando horas em redes sociais e consumindo conteúdo, é fundamental ser ativo nesses canais.

Publique artigos, faça lives, crie um calendário editorial e defina uma frequência para as publicações. Respeite isso e mantenha a regularidade, até em respeito aos seus curtidores e seguidores. É isso que eles esperam de você e da sua marca.

5) Destine uma verba mensal para anúncios nas redes sociais

Trata-se de um grande erro achar que é possível trabalhar nas redes sem fazer campanhas pagas. O alcance orgânico em redes como Facebook e Instagram, por exemplo, está cada vez menor.

Defina um budget mensal para essa estratégia, pois só assim você alcançará um número expressivo de pessoas com seus conteúdos.

6) Ofereça múltiplos canais de atendimento

Nem pense em oferecer apenas telefone, e-mail ou formulário de contato para seus clientes. Hoje, eles querem mais do que isso.

Atenda também por WhatsApp, Skype, chat e Messenger, por exemplo. Cada vez mais as pessoas desejam atendimento em tempo real.

Aplique essas estratégias de marketing digital o quanto antes em seu negócio e comece a colher os resultados!

Autor do artigo: Almir Rizzatto é jornalista e pós-graduado em Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Marketing. É fundador da agência RZT Comunicação, palestrante, instrutor, consultor e especialista em Marketing Digital. Através da RZT, oferece soluções para profissionais liberais e empresas de todos os portes, além de cursos como os de Marketing Digital e SEO.

certificação própria

Certificação própria: saiba mais sobre o recurso que torna sua empresa uma referência no mercado

Promover uma certificação própria está tornando-se uma das estratégias de inbound marketing que mais chamam a atenção no mercado atualmente. Muitas empresas de grande porte, como a Microsoft, por exemplo, desenvolvem cursos para seu público e, dessa forma, conquistam cada vez mais autoridade no seu ramo de negócios.

A certificação própria tem o objetivo de qualificar seus clientes e ainda melhorar o posicionamento da sua empresa. Mas, antes de investir nesse recurso, é preciso estudar quais são seus benefícios e suas principais características.


O que é uma certificação própria?

É um documento que comprova a capacidade de alguém em relação a determinado tema. Ao produzir certificações, a empresa se coloca como uma líder em sua área. Quando você informa que está produzindo cursos sobre um determinado assunto, seu público vai te considerar como um profissional desse nicho, já que você é capaz de transmitir conhecimento a outros, tornando-se uma referência no mercado.

Desta forma, sua empresa atrai cada vez mais interessados em obter uma certificação emitida pelo seu grupo, para mostrar que aprendeu aquele tema com uma companhia que virou referência no segmento.

Esse tipo de estratégia torna-se uma ação de marketing lucrativa e garante um bom ROI (Retorno sobre Investimento) para a empresa, pois implantar esse tipo de iniciativa não gera gastos financeiros muito altos, em comparação com o retorno que vai dar ao negócio.

A certificação própria traz inúmeros benefícios à sua empresa, como: ajuda a desenvolver seu mercado; posiciona sua empresa como referência e como líder na sua área; auxilia a firmar seu negócio e ainda dissemina sua marca.

Empresas que usam certificação própria

Muitos grupos empresariais renomados já perceberam a tendência no mercado das certificações próprias e já usam o recurso. Conheça alguns casos:

Microsoft: uma das maiores fornecedoras de infraestrutura básica de ciência da informação, quem obtém um certificado dessa empresa ganha credibilidade e destaque na área de informática. Atenta a essas necessidades, a Microsoft passou a oferecer o MVA (Microsoft Virtual Academy), uma plataforma de e-learning, onde tem vários cursos livres para qualificação profissional.

Quanto mais usuários conseguem as certificações, mais a Microsoft trabalha e é reconhecida pelos seus cursos, o que ajuda na divulgação da sua marca.

Hubspot: com mais de 21 mil clientes em aproximadamente 90 países, a empresa desenvolveu a Hubspot Academy, que disponibiliza certificações para quem realiza seus cursos. Hoje, a plataforma possui 14 especializações diferentes, em vários idiomas.

No Brasil, os cursos da Hubspot chegam a ser considerados critérios de eliminação em processos seletivos na área de marketing, tamanha a notoriedade que a empresa ganhou na área.

A empresa também aumenta sua quantidade de leads quando solicita o cadastro dos interessados em obter suas certificações.

Crie sua certificação própria

Antes de implantar esse recurso, é necessário saber qual seu público-alvo, o que é interessante ser ensinado e que sua empresa entenda, qual será a linguagem utilizada e qual será o método de avaliação empregado para que os interessados obtenham o certificado. Feito isso, já é possível planejar o conteúdo da sua certificação.

Caso a sua empresa já use estratégias de marketing de conteúdo, você pode aproveitar os materiais para elaborar suas aulas.

O indicado é que sua empresa utilize uma plataforma de EAD para gerenciar os certificados, já que o objetivo é gerar muitos por mês. Ao usar esse tipo de sistema, ele gerencia o curso e os certificados automaticamente.

Promova sua certificação

Utilize os mesmos canais de divulgação que sua empresa já trabalha, como site, blog, redes sociais, e-mail marketing, entre outros. No entanto, vale a pena investir em uma comunicação mais forte, como anúncios pagos, para dar destaque ao seu curso e atrair um número maior de interessados.
Outro fator importante é que sua companhia precisa ter um marketing de conteúdo consolidado para lançar a certificação, para garantir o domínio de todo o planejamento que a nova ação precisa.

Dicas de como oferecer sua certificação

Você pode cobrar pelo curso oferecido, mas se sua empresa disponibilizar gratuitamente, haverá mais chances de atrair um público diversificado, que não pensava em realizar um curso antes, devido aos preços.

Além disso, não cobrar pela certificação é uma forma de promover sua marca, ampliando o canal de divulgação e marketing, assim como gera um aumento no seu número de leads.

Veja a certificação como mais uma forma de gerar leads

A certificação pode ser um ótimo canal para aquisição de leads, pois cada pessoa que passa por sua certificação é um potencial influenciador ou decisor na compra do seu serviço ou produto. Elas podem ser consideradas meio e até fundo de funil, tudo depende de como você produzir o conteúdo do seu curso.

Investir em uma certificação própria é uma ótima ideia para ganhar mais autoridade no mercado, além de ser uma estratégia econômica para sua empresa. O que acha de começar a produzir uma para seu negócio?

Com informações da Contentools

Imagem: divulgação

Inbound Marketing

Inbound Marketing: descubra 5 estratégias para aplicá-lo

O Inbound Marketing, também conhecido como Marketing de Atração, é uma estratégia fundamental para quem busca o sucesso nos negócios pelo Marketing Digital. Essa prática consiste em atrair o interesse do público-alvo por meio de conteúdos postados em blogs, sites, redes sociais e outras plataformas digitais.

Para quem ainda tem dúvidas ou ainda não usa essa estratégia, selecionamos algumas dicas.

Veja 5 estratégias para aplicar o Inbound Marketing

1- Crie personas

O sucesso da sua campanha vai depender do quão ela é atrativa para os consumidores. Antes de criar um conteúdo, é preciso conhecer os interesses do público-alvo.

Por isso, detalhes como gênero, idade, profissão, hobbies e lugares onde essas pessoas vivem e frequentam são importantes. A partir destes dados, é possível desenvolver publicações que esclareçam dúvidas e despertem o interesse de quem você deseja atingir.

2- Desenvolva um conteúdo notável

Isso vai ser fácil depois de criar suas personas. Entretanto, lembre-se de desenvolver um tipo de conteúdo para cada fase do funil de vendas, pois as diferentes etapas exigem uma abordagem específica.

É possível variar os conteúdos em abordagens como:

  • Educação: educar os consumidores não sobre seu negócio, mas como você pode oferecer soluções para seus problemas.
  • Construção de confiança: crie um relacionamento que beneficie tanto a empresa, quanto o público. Aqui vale criar conteúdos que mostrem o conhecimento da empresa sobre o assunto.
  • Tomada de decisões: ajude seus potenciais clientes a estarem bem informados e fazer compras inteligentes.

Além dos artigos, desenvolva também materiais para converter os visitantes em leads qualificados, como landing pages.

3- Otimize sua presença digital

A campanha de Inbound Marketing só trará bons resultados quando bem direcionada para os leads em potencial. Toda a interação com o público deve ser adaptada de acordo com a jornada de compra.

Veja como otimizar sua presença digital:

  • Interaja nas páginas das redes sociais;
  • Crie CTAs (calls-to-action) orientadas para a ação na página do site;
  • Torne o site responsivo, podendo ser acessado por qualquer dispositivo;
  • Crie formulários com perguntas relevantes para o seu negócio;
  • Encontre as oportunidades e descubra as tendências da área em que atua;
  • Otimize sites com palavras-chave e conteúdos relevantes para incentivar ações dos consumidores.

4- Faça a interação entre as equipes de marketing e vendas

Estudos apontam que o alinhamento entre o marketing e a equipe de vendas ajuda a empresa aumentar em 20% sua receita anual.

É importante criar uma interação entre estas equipes para alcançar bons resultados. Ambas devem compreender as atividades da outra e concordar com as estratégias e objetivos da empresa.

5- Acompanhe os resultados

Acompanhe todas as ações de Inbound Marketing, como o número de conversões de visitantes em leads. Dependendo do resultado das campanhas você pode continuar com a mesma estratégia ou melhorá-las, se necessário.

Estratégias para blogs e redes sociais, pesquisas para palavras-chave, otimização do site e anúncios pagos são ações fundamentais de Inbound Marketing. Mas estas cinco dicas já podem começar a serem aplicadas para você alcançar os resultados que deseja.

Com informações do blog Prodigitas

inbound-marketing

7 ações para uma boa estratégia de Inbound Marketing

Uma boa estratégia de Inbound Marketing reúne diversas ações realizadas pelas empresas e são voltadas para cada etapa do Funil de Vendas, onde se encontram seus leads.

Seu objetivo principal é fazer com que eles concretizem a compra dos produtos da marca, mas, quando as ações são bem qualificadas, também posicionam a empresa como referência na área em que atua.

Para conseguir uma boa estratégia de Inbound Marketing, algumas ações são fundamentais. Confira 7 delas:

1- Conteúdo relevante e postado frequentemente

Um conteúdo relevante é aquele que responde às dúvidas e mostra novidades que os consumidores buscam no mercado. Um bom material só será construído quando se tem conhecimento sobre os interesses do público-alvo.

Outro ponto é que, seus conteúdos só chamarão atenção dos visitantes quando eles percebem que seus materiais são postados frequentemente. Um blog que possui um intervalo muito grande entre as postagens passa a impressão de abandonado e não dá à marca a relevância que ela busca.

2- Ofertas para capturar leads              

Mais do que saber apenas o número de visitantes do seu site, o Inbound Marketing usa ações para ter informações das pessoas.

Nesse caso, é preciso usar algum tipo de “isca”, um material interessante que o visitante pode baixar e, em troca, ele deixa informações, como nome e email. E, assim, você cria a sua própria base de contato.

3- Nutrição de leads

Cada lead tem um interesse diferente quando navega em seu site. Alguns chegam apenas para conhecer os produtos, outros para comparar preços, mas nem todos estão determinados a realizar uma compra.

A nutrição de leads é uma ação que consiste em enviar informações e novidades, por meio de email marketing, para a sua base de contatos. O objetivo é instigá-los a finalizar uma compra no site. Entretanto, os tipos de conteúdo mudam de acordo com a etapa que o lead se encontra no Funil de Vendas.

4- Ter um site responsivo

Site responsivo é aquele que se adapta às diferentes telas, tanto para desktops, quanto para smartphones e tablets. E, pelo grande número de acessos por dispositivos móveis, é preciso estar preparado e ter suporte para que o visitante consiga navegar e até mesmo realizar uma compra por qualquer tipo de aparelho.

5- Estar presente nas redes sociais

As redes sociais são ferramentas indispensáveis para um bom trabalho de Inbound Marketing. Por meio delas é possível postar os conteúdos do site e blog da empresa, a fim de alcançar mais visualizações e interações dos seguidores, como curtidas, comentários e compartilhamentos.

6- Parceria com influenciadores digitais

Manter relacionamento com os influenciadores digitais é uma forma de continuar disseminando o seu conteúdo, principal objetivo do Inbound Marketing.

Por possuir um grande número de seguidores, os influenciadores digitais farão sua marca chegar ao conhecimento de mais pessoas e também ganhar mais credibilidade.

7 -Analisar os resultados

A análise dos resultados de Inbound Marketing é mais precisa do que do Marketing comum. Uma das métricas mais usadas é o ROI (Retorno Sobre Investimento), que pode medir um resultado geral ou por cada campanha.

A taxa de conversão também traz resultados bem concretos. Aqui, analisamos o número de visitantes que se converteram em leads e, quantos destes leads se tornaram clientes de fato.

Com informações do blog Inspire

Top view of young  Businessman woman hands reviewing analyzing financial data chart.

5 preocupações de quem começa a praticar o Inbound Marketing

O Inbound Marketing já não é uma prática tão recente, mas ainda há empresas dando os primeiros passos. E, como em todo início, surgem muitas dúvidas se esta é mesmo uma boa estratégia para a comunicação da marca.

Reunimos aqui 5 preocupações mais comuns sobre o Inbound Marketing e como solucioná-las. Confira:

1- “Não tenho uma equipe para trabalhar nisto e nem tempo para fazer sozinho”

Gerenciar o tempo é uma de nossas maiores dificuldades. Por isso, é importante organizar as tarefas e saber priorizá-las. Portanto, ter uma pessoa para trabalhar no conteúdo de Inbound Marketing da sua empresa é muito interessante para que as informações estejam em dia e, assim, gerar melhores resultados.

Mas, caso seja você mesmo que vá atualizar o conteúdo de seu site ou blog, siga estas dicas para se organizar melhor:

  • Defina uma persona (perfis do público);
  • Produza conteúdos rápidos;
  • Crie uma oferta para geração de Leads;
  • Tenha uma estratégia clara de abordagem dos Leads mais qualificados.

2- “Os resultados vão demorar muito”

A maioria das empresas que começa a praticar o Inbound Marketing tem expectativas de retorno imediato. E quando os resultados não aparecem logo no primeiro mês, já pensam em cancelar o investimento e interromper o processo.

Existem muitos casos de empresas que já viram resultado no primeiro mês. Entretanto, se você busca por rapidez, algumas mídias com resultado de curto prazo podem ajudar. Mas, lembre-se: é imprescindível ter uma oferta para converter visitantes em leads. As mídias pagas vão gerar visitas, mas o objetivo é oferecer um conteúdo relevante para esses visitantes entrarem na sua base de dados.

3- “Não consigo gerar um conteúdo relevante”

No início pode ser difícil criar pautas que atraiam o seu público alvo. Mas, quando dominamos o ramo no qual trabalhamos, temos muito conhecimento para transmitir.

Se estiver com dificuldade em começar a escrever ideias, siga estes passos:

  • Procure identificar suas personas e o motivo pelo qual elas precisam do seu produto ou serviço;
  • Evite falar apenas dos benefícios do seu produto ou da sua empresa;
  • Exercite a empatia. O que suas personas estão buscando quando abrem o Google?
  • A partir daí, pense em conteúdos que sejam relevantes e dê a eles um formato atraente.

Além de construir conteúdos importantes com os seus conhecimentos, você também passará a fazer pesquisas para falar de novos temas e, assim, aprenderá mais.

4- “Se eu entregar meu conhecimento, ninguém vai precisar dos meus serviços”

Mostrar o seu conhecimento é a melhor forma de ganhar a confiança do público. E isso não trará perda de clientes, muito pelo contrário, pois, apesar de falar sobre os seus serviços, você é que realmente sabe praticá-los.

Ou seja, não deixe de compartilhar seus conhecimentos por medo de “entregar o ouro”, porque esta é justamente uma das melhores estratégias para fazer o seu negócio crescer.

5- “E se as pessoas não visitarem meu site/blog?”

Produzir conteúdos relevantes, gerar ofertas para leads e ninguém ver. Isso é uma preocupação relevante, afinal, você dedica parte do seu tempo e investimento para esta estratégia dar certo. Entretanto, existem muitos casos de sucesso para te motivar, então não desista desta prática que tem ajudado tantas empresas e poderá ajudar a sua também.

Empresas enfrentam dificuldades em todas as fases, desde o início, até mesmo quando está em seu auge. Conte com estratégias simples, como o Inbound Marketing, para te ajudar em todas elas. Compartilhe o seu conhecimento e faça com que ele te ajude a crescer cada vez mais.

Com informações do blog Resultados Digitais

inbound-marketing

Veja como funciona a prática do Inbound Marketing nas plataformas digitais

Conhecido como “marketing de atração”, o Inbound Marketing é uma das estratégias do meio digital mais usadas pela comunicação atualmente. Tem como objetivo conquistar o público alvo com conteúdos por meio de publicações em blogs, redes sociais, email marketing, entre outros.

Independentemente do tamanho ou segmento, qualquer empresa pode usar este recurso, desde que a base seja o conteúdo com assuntos pertinentes e que tragam valor aos seus potenciais clientes.

A estratégia do Inbound Marketing consiste na atração, conversão, fechamento e encantamento e essas etapas se complementam. Veja como funciona cada uma delas:

1- Atração: atrair um determinado público com conteúdos relevantes distribuídos em blogs, redes sociais, e-mails marketing, entre outros canais.

2- Conversão: entregar esses conteúdos relevantes solicitando, em troca, alguns dados pessoais (nome, e-mail, telefone). Isso pode ser feito com CTA’s (call-to-action), landing pages e formulários.

3- Fechamento: o trabalho de Atração e Conversão é propício para fortalecer o fechamento. Note que, se um lead consome seus conteúdos relevantes, existe uma chance muito grande de ser um cliente em potencial.

4- Encantamento: manter o contato, solicitar feedbacks, ofertar novas oportunidades e compartilhar dicas são fundamentais para transformar o seu lead em cliente e defensor da marca.

Por ser mais acessível que o marketing convencional, muitas organizações já aderiram a esta prática. Além disso, o Inbound Marketing possibilita alcançar um público bem maior, mais engajado e disposto a consumir ao que o conteúdo se refere. Quem ainda não usa esta estratégia está ultrapassado no mercado.

Os resultados são comprovados por todas as marcas que já aderiram ao Inbound Marketing. Com uma estrutura adequada para divulgar o conteúdo (blogs, redes sociais, email marketing) e uma meta inicial, com certeza a sua empresa notará crescimento de consumidores em seu site, interessados em seus produtos e serviços. Por isso, se ainda não é adepto a esta prática, corra atrás do prejuízo e comece já.

Com informações do site Próxxima