Posts

marketing digital

Você vem (realmente) usando o Marketing Digital ou está se sabotando?

Se você está insatisfeito com os resultados do Marketing Digital em seu negócio, este artigo pode ser um alento. Isso porque o conteúdo abaixo fará você refletir sobre ações e estratégias que são fundamentais para ter sucesso. É comum empreendedores entrarem em contato comigo na RZT Comunicação, agência da qual sou fundador, e lamentarem: “Eu tenho um site, redes sociais, mas não consigo atrair leads, não vendo. O que estou fazendo de errado?”.

E então, quando faço algumas perguntas básicas, fica muito claro que o nível de maturidade digital é raso. Ou seja, as ações adotadas, muitas delas intuitivas (amadoras), realmente não surtirão efeito. Nunca. Um caso típico do barato sai caro.

 

Veja abaixo se você se identifica com algumas situações ligadas ao Marketing Digital

 

Site: sua marca tem apenas uma página institucional? Erro grave!

Hoje as pessoas querem consumir conteúdo. Um site com somente informações sobre a empresa, equipe e serviços, por exemplo, é coisa do passado. O público quer saber o que a marca pensa, ler artigos, ver valor no que a empresa vende. E o conteúdo é uma forma fantástica de atrair leads, aumentar engajamento e vender.

Artigos: você produz conteúdo para web da mesma forma como escreveria para um jornal? Erro grave!

É fundamental que os textos elaborados para seu blog tenham SEO. De forma resumida, SEO é um conjunto de técnicas para que o conteúdo ganhe bom posicionamento orgânico nos buscadores, como o Google. Então, se você está escrevendo sobre dicas na hora de contratar um coach, essa expressão precisa ser explorada, de diversas formas, no seu texto. Só assim seu material irá aparecer no Google quando alguém pesquisar por “dicas na hora de contratar um coach”.

Conteúdo “aberto”: você produz os chamados materiais ricos, como e-books e videoaulas, e os deixa disponíveis sem necessidade de cadastro? Erro grave!

Elaborar esses materiais é necessário, mas eles precisam ficar “fechados”. Ou seja, para que eu tenha acesso a um e-book que você produziu, preciso te entregar meu nome e e-mail, pelo menos. É uma troca. Você me fornece gratuitamente um conteúdo valioso e, em contrapartida, te ofereço meus contatos. Sem isso, você não gera leads, que é a base do Marketing Digital. E, consequentemente, diminui de forma significativa o potencial de vendas.

Redes sociais: você faz apenas posts orgânicos, sem destinar uma verba para anúncios? Erro grave!

O alcance orgânico vem despencando. Hoje, para você atingir até mesmo os curtidores da sua página, precisa pagar para o Facebook e o Instagram, por exemplo. Sem anúncios, os resultados tendem a ser pífios. E não adianta xingar Mark Zuckerberg ou culpar o Marketing Digital por isso.

Frequência de postagens: você publica “quando dá” nas redes sociais? Erro grave!

É fundamental se organizar e produzir conteúdo frequente. Entre ter uma página desatualizada ou não ter, fico com a segunda opção. É frustrante admirar uma empresa e ver que o último post foi no mês passado. Soa desleixo, arranha a imagem da marca. Não é isso que o público espera. Elaborar um calendário editorial ajuda na produção contínua.

Canais de atendimento: você só oferece telefone e e-mail como formas de contato? Erro grave!

Nesta era digital, o público quer atendimento online, em tempo real. Então, canais como WhatsApp, Messenger, chat e Skype são obrigatórios. Afinal, você quer facilitar ou dificultar a comunicação com potenciais clientes?

Viu como a questão não é “o Marketing Digital não funciona”? Na verdade, nada gera resultados se feito de forma errada. Se bem aplicado, de forma inteligente e estratégica, o Marketing Digital pode trazer resultados fantásticos para sua marca.

Autor do artigo: Almir Rizzatto é jornalista e pós-graduado em Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Marketing. É fundador da agência RZT Comunicação, palestrante, instrutor, consultor e especialista em Marketing Digital. Através da RZT, oferece soluções para profissionais liberais e empresas de todos os portes, além de cursos como os de Marketing Digital e SEO.

estratégias de marketing digital

6 estratégias de Marketing Digital fáceis de aplicar

Algumas eficazes estratégias de Marketing Digital podem ser mais fáceis de aplicar do que você imagina. Neste artigo, listarei 6 ações para serem adotadas em seu negócio.

Acredite: se seguidas à risca, essas técnicas certamente gerarão resultados. Entre eles, aumento na audiência do seu site, geração de leads, maior engajamento nas redes sociais e melhor atendimento aos clientes. A consequência disso pode ser um boom em suas vendas.

 

Confira as estratégias de Marketing Digital para você aplicar imediatamente:

 

1) Produza muito conteúdo

Ter apenas um site institucional hoje já não basta. Quem entra na sua página quer ver mais conteúdo informativo do que comercial.

Quando a marca compartilha matérias interessantes e histórias que inspiram, acaba virando autoridade e a venda acontece naturalmente.

2) Use as técnicas de SEO

Se o seu objetivo é aumentar a audiência do site e o posicionamento orgânico nos buscadores, como o Google, de nada adianta escrever sem as técnicas de SEO.

Um erro muito comum é produzir conteúdo aleatoriamente, sem saber o que exatamente as pessoas pesquisam nas ferramentas de busca.

3) Crie iscas para gerar leads

De nada adianta ter um alto volume de visitantes no seu site se você não pega os contatos desses usuários. Mais do que pessoas passando pelas suas páginas, você precisa de leads.

E-books, infográficos, pesquisas e palestras, por exemplo, são materiais que devem ser “fechados” em páginas de captura. Ou seja, para ter acesso a esses conteúdos ricos, os visitantes precisam se cadastrar – normalmente com nome e e-mail.

Assim, você terá leads que, depois, podem ser convertidos em clientes.

4) Seja ativo nas redes sociais

Não dá para postar “quando dá”. Hoje, nesta era cada vez mais digital, com as pessoas passando horas em redes sociais e consumindo conteúdo, é fundamental ser ativo nesses canais.

Publique artigos, faça lives, crie um calendário editorial e defina uma frequência para as publicações. Respeite isso e mantenha a regularidade, até em respeito aos seus curtidores e seguidores. É isso que eles esperam de você e da sua marca.

5) Destine uma verba mensal para anúncios nas redes sociais

Trata-se de um grande erro achar que é possível trabalhar nas redes sem fazer campanhas pagas. O alcance orgânico em redes como Facebook e Instagram, por exemplo, está cada vez menor.

Defina um budget mensal para essa estratégia, pois só assim você alcançará um número expressivo de pessoas com seus conteúdos.

6) Ofereça múltiplos canais de atendimento

Nem pense em oferecer apenas telefone, e-mail ou formulário de contato para seus clientes. Hoje, eles querem mais do que isso.

Atenda também por WhatsApp, Skype, chat e Messenger, por exemplo. Cada vez mais as pessoas desejam atendimento em tempo real.

Aplique essas estratégias de marketing digital o quanto antes em seu negócio e comece a colher os resultados!

Autor do artigo: Almir Rizzatto é jornalista e pós-graduado em Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Marketing. É fundador da agência RZT Comunicação, palestrante, instrutor, consultor e especialista em Marketing Digital. Através da RZT, oferece soluções para profissionais liberais e empresas de todos os portes, além de cursos como os de Marketing Digital e SEO.

vídeo marketing

3 dicas para ter sucesso na sua estratégia de vídeo marketing

As postagens no formato de vídeo marketing já não são mais novidade. Muitas marcas já adotaram esse formato para variar seu conteúdo e chamar a atenção do público. Entretanto, o maior desafio é fazer um material interessante e que se destaque em meio a tantos outros.

O conteúdo em vídeo vai além do texto. Ele pode, até mesmo, criar uma conexão com a audiência quando bem feito, devido à imagem, ao som, à música e outros elementos que o compõem.

Para criar vídeos que façam sucesso entre o público existem algumas técnicas.

Veja 3 dicas para criar um vídeo marketing de sucesso:

1- Use a sua personalidade

É preciso que o executivo responsável pela imagem da marca se expresse com  confiança nos vídeos para conquistar as pessoas.

Devem participar aqueles que representam a identidade da empresa. E o tom a ser usado também depende de como a marca se impõe no mercado.

Quando se trata de um ecommerce de roupas e sapatos, cabe à marca usar um tom mais descontraído para atrair o público-alvo. Por outro lado, se a empresa for uma consultoria financeira, por exemplo, deve fazer a produção de um modo mais sóbrio.

2- Faça um roteiro para o vídeo marketing

Seja qual for o tempo de duração do seu vídeo, é importante seguir um roteiro. Neste caso, não precisa ser nada extremante profissional, mas um guia para organizar o que será falado e quais palavras serão usadas.

Sem um roteiro, o vídeo pode ficar confuso e não agradar ao público. Por isso, coloque em um papel todos os elementos que precisam ser falados, em ordem que façam sentido. Para concluir, recapitule tudo o que foi falado antes.

3- Faça um calendário com a periodicidade das postagens dos vídeos

Entre os benefícios de postar conteúdo em formato de vídeo, destacamos dois. O primeiro é que, geralmente, o público entende melhor a sua mensagem por este meio. O segundo é quanto mais vídeos você postar, maior será o acesso no seu site e redes sociais, uma vez que é um material interessante.

E, devido ao volume de vídeos que sua equipe começar a produzir, é importante organizar a periodicidade da postagem, para que não sejam publicados em períodos muito curtos ou longos.

Defina a melhor periodicidade para a publicação dos vídeos. Leve em consideração o tempo que levam para ser produzidos, a disponibilidade de quem vai participar e os assuntos que serão abordados.

Existem muitas outras dicas para ter sucesso em suas campanhas de vídeo marketing. Essas são algumas estratégias fáceis e que podem ser colocadas em prática o mais rápido possível.

Com informações do blog Copyblogger

marketing-no-facebook

Marketing no Facebook: 6 ações para manter a página da empresa ativa

Criar uma página para a empresa é fundamental para uma boa estratégia de Marketing no Facebook. Mas, além de fazer com que ela exista, é preciso estimular a presença, interagindo com os seguidores e buscando alcançar novas pessoas.

Para ajudar a sua página estar sempre ativa, listamos 6 ações para seguir e melhorar o seu Marketing no Facebook:

1- Use os comentários como feedbacks de suas campanhas e produtos

As opiniões que os seguidores deixam na página do Facebook são muito importantes. Pelos comentários é possível saber se suas ações estão agradando ou não ao púbico.

2- Varie o formato das postagens

Além dos textos e postagens de artigos e notícias, é interessante variar o formato. Publique vídeos, fotos, infográficos, enquetes e outros modelos que possam chamar a atenção dos seguidores. Essas variações deixam a página da marca mais interessante.

3- Peça para os seguidores expressarem suas opiniões

Nem sempre os fãs da página irão interagir com uma publicação por espontânea vontade, ainda que possa agradá-los. Mas, se você instigá-los a responder os comentários das publicações, conseguirá bons resultados.

4- Promova sua página de maneira offline

Sua empresa não precisa limitar a divulgação da página apenas na internet, como no site e blog. Você pode promover em cartões de visita, brindes, cartazes e outros tipos de veiculações.

5- Siga uma periodicidade

Pense em uma frequência de publicações que se encaixe com o horário de pico do uso das redes sociais. Mas não fique muito tempo sem postar na sua página, pois isso a faz cair no esquecimento e, sem conteúdos, ela também pode perder a credibilidade.

Por isso, não deixe de publicar conteúdos na página da empresa.

6- Acompanhe o desenvolvimento dos posts

Analisando os relatórios das postagens, você percebe que algumas tiveram mais interações do que outras. Isso mostra como o público reage aos assuntos que você posta, e é um indicativo de como você deve seguir com seus próximos posts e campanhas.

Estas são algumas ações que você pode fazer para melhorar o Marketing do Facebook da sua empresa. É importante manter a página atualizada e interagindo com seus seguidores, para que ganhe a visibilidade que a marca busca.

Com informações do Hubspot

 

Business hand pushing a button on a touch screen interface

Como o trabalho de assessoria de imprensa pode ajudar nas campanhas de Marketing

O trabalho de assessoria de imprensa é tão importante para a imagem da marca quanto as campanhas de Marketing.

Antes de falar com o público, é fundamental a empresa ter uma boa relação com a mídia e só um assessor sabe como conquistar espaço sem ter que pagar por isso. Portanto, além de um bom time de Marketing, é importante um profissional de Relações Públicas para lidar com a imagem da marca na imprensa.

Trabalhando em conjunto, a equipe de Marketing promove as campanhas para o público enquanto o assessor de imprensa entra em contato com os jornalistas para divulgar estas ações. Desta forma, as informações são levadas para as pessoas  que ainda não têm conhecimento sobre as novidades da marca.

Para fazer este trabalho dar certo, o assessor deve seguir alguns passos:

  • Mapear seus produtos e se perguntar o que o leitor acharia interessante ler sobre eles;
  • Escrever um release com informações básicas para o jornalista. Mostrar dados, pesquisas, estatísticas. Fazer com que ele se interesse por seu release e peça mais informações;
  • Segmentar em um mailing de imprensa os jornalistas que deverão receber o release;
  • Disparar o release por uma ferramenta ideal e acompanhar a evolução das aberturas;
  • Após contato com o jornalista interessado, marcar uma entrevista e passar todas as informações possíveis;
  • Faça uma clipagem para mapear onde sua notícia foi publicada;
  • Encaminhar a notícia publicada em veículos e mostrar para os leads a autoridade/visibilidade que o produto ganhou ao sair em veículos de expressão. Depois, espalhe a notícia, publique em suas redes sociais, grupos de interesse, etc.

A exposição na mídia ajuda bastante a disseminar as campanhas feitas pelo marketing. Por isso, complementar a equipe com um assessor de imprensa ou até mesmo contratar uma agência é a receita perfeita para uma comunicação de sucesso.

Com informações do blog do Comunique-se

marketing-relacionamento

Marketing de Relacionamento: 3 estratégias para fidelizar seus clientes

O Marketing de Relacionamento é aquele empenho que a marca tem para conquistar o cliente a ponto de transformá-lo em fã e até em defensor de seus produtos. Mas este tipo de ação vai além deste objetivo. É uma estratégia que envolve a construção da marca, fidelização, disseminação e criação de autoridade no mercado.

E para aplicar o Marketing de Relacionamento existem diversas formas que foram facilitadas graças à internet. Você pode contar com metodologias do Marketing Digital, Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo para isso. E como ferramentas, blog, mídias sociais e email marketing.

Mas, antes de começar as ações de Marketing de Relacionamento, é importante que você conheça a sua audiência. Aqui, voltamos em um assunto que abordamos diversas vezes: segmentação do público. Não adianta fazer uma campanha geral se não vai conseguir agradar a uma parte dos consumidores. Portanto, é preciso pensar em diferentes estratégias para cada perfil.

Após dividir o seu público de acordo com o perfil de cada um, você pode usar estas ferramentas online para trabalhar com o Marketing de Relacionamento:

Blog

Os conteúdos postados no blog da empresa podem abordar assuntos que sejam de grande utilidade para o consumidor, como informações, dúvidas e algumas questões sobre produtos e serviços. Estes esclarecimentos aproximam o cliente da marca e passam mais credibilidade e confiança, aumentando as chances dele buscar cada vez mais pelo o que a marca tem a oferecer.

Mídias Sociais

Estas são as ferramentas mais poderosas para aproximar clientes e empresas. Estar presente no Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn e outras já não é mais uma estratégia, mas uma obrigatoriedade para as marcas se relacionarem com seus consumidores.

Para se aproximar dos clientes por meio das redes sociais, é essencial divulgar por meio delas materiais de interesse, responder aos comentários e tirar as dúvidas dos consumidores o mais rápido possível. Demorar para dar um retorno pode passar a impressão de descaso por parte da marca e afasta o consumidor.

Email Marketing

Esta ferramenta é uma das melhores para personalizar a mensagem para cada tipo de perfil do público. Pelo Email Marketing é possível criar diversas campanhas para o Marketing de Relacionamento, como:

  • Oferecer conteúdos relevantes para o consumidor;
  • Enviar campanhas e consolidação da marca, apresentando os benefícios que a empresa leva para o cliente;
  • Oferecer promoções, descontos e outras vantagens;
  • Ações pós-venda, como pesquisas de satisfação para saber a opinião dos clientes;
  • Oferecer novos produtos.

Estas são algumas das ferramentas e campanhas que podem ser utilizadas para o Marketing de Relacionamento. Muitas marcas já o praticam, mas é importante estar atento a um detalhe: só funciona bem se você conhece o perfil dos seus clientes e sabe atender às suas necessidades.

Por isso, estude o seu público, monte as melhores estratégias e aposte no Marketing de Relacionamento. Mantenha um contato saudável e positivo com o seu cliente para estabelecer uma relação duradoura. Afinal, já sabemos que a fidelidade é um dos fatores de sucesso das vendas.

Com informações do blog Resultados Digitais

marketing-influencia

O que é e como funciona o Marketing de Influência?

Dentre as tendências do Marketing Digital, o Marketing de Influência é uma prática que vem crescendo entre as empresas, principalmente pelas estrangeiras. Consiste em fazer parceria com indivíduos com grande número de seguidores que possam atrair consumidores em potencial.

O fato da propaganda ter perdido força e a opinião dos usuários nas redes sociais ter mais credibilidade, fez com que as empresas procurassem outras estratégias para atrair clientes. Estes influenciadores geralmente são blogueiros ou personalidades com muitos seguidores em alguma rede social. Eles ditam as regras quando o assunto é marca de produtos e dominam a opinião na internet.

Fazer parceria em que o influenciador estabelece uma relação de confiança com a marca não é mais uma tendência, mas uma das principais estratégias do marketing atualmente. De acordo com os estudos da Nielsen Catalina Solutions, ações com estas personalidades aumentam em até 11 vezes o resultado do que uma campanha tradicional. Eles agem sobre consumidores nas três fases da jornada de compra: reconhecimento, consideração e tomada de decisão.

­­Esta relação funciona da seguinte forma: após firmar parceria, os influenciadores postam conteúdos favoráveis aos produtos e serviços em questão, estabelecem uma credibilidade e conduzem o público que os seguem a consumirem a marca.

Entretanto, para usar o marketing de influência não é necessário fazer parcerias apenas com celebridades do mundo digital. Empresas dos Estados Unidos identificaram que, pessoas comuns, mas que atingem um número significativo de seguidores nas redes sociais, também causam grande impacto na opinião alheia. Essa alternativa pode ser uma ótima parceria para a marca e exige um custo menor.

Para esta opção mais rentável, é preciso identificar as pessoas que falam sobre sua marca nas redes sociais, quantos seguidores elas impactam e entrar em contato. É uma estratégia que os especialistas acreditam que terá muito mais força futuramente.

No Brasil, o Marketing de Influência ainda é pouco falado e praticado. Ou seja, as marcas nacionais que se atentarem a esta ação podem sair na frente e ganhar vantagem no mercado em que atuam.

Com informações do blog Comunique-se

integracao-comunicacao-marketing

Os benefícios da integração entre o marketing e a comunicação

As áreas de marketing e comunicação são muito semelhantes, o que leva aos profissionais destes dois segmentos a trabalharem em conjunto. Resumidamente, o marketing é responsável pela parte das vendas do produto, enquanto a comunicação define o modo como irá divulgá-lo para o público-alvo.

A comunicação, antes vista como um setor complementar, hoje é fundamental para a estratégia das empresas. Suas atividades compreendem um conjunto de atividades, ações, estratégias, produtos e processos desenvolvidos para reforçar a imagem da organização para a mídia e seu público-alvo.

O profissional de comunicação é responsável por transmitir a informação para os consumidores e formadores de opinião da forma mais adequada para cada meio. Assim, ele promove os produtos de modo que o consumidor tenha interesse e seja interessante para a divulgação pela mídia.

Enquanto a comunicação foca no trabalho de imagem e transmissão de informações, o marketing é voltado aos negócios, vendas e mercado consumidor. Realiza estudos sobre o produto, a concorrência e os consumidores.

Cabe à equipe de marketing perceber os desejos e necessidades dos clientes para guiar as próximas estratégias. Também avalia os produtos e serviços que devem ser ofertados, baseados no perfil dos consumidores, para garantir os melhores resultados.

Mesmo pertencendo a segmentos diferentes, as práticas de comunicação e marketing se completam e fazem parte de um mesmo propósito dentro das empresas, cada uma atuando do modo mais efetivo.

O alinhamento entre as duas áreas é pensado de forma diferente para cada empresa. E é extremamente vantajoso manter estas duas equipes trabalhando unidas nas organizações. Confira alguns destes benefícios:

– Alinhamento de discurso e objetivo: a falta de alinhamento entre os departamentos é um grande problema e pode causar prejuízos na imagem e posicionamento das organizações. O trabalho em conjunto de comunicação e marketing resulta no esforço coletivo que pode trazer resultados muito positivos.

– Redução de custos: quando as áreas semelhantes trabalham em conjunto, os resultados ficam prontos mais rapidamente, diminuindo o retrabalho e os custos para a realização dos projetos.

– Menos erros e mais resultados: conhecimentos complementares e processos verificados de forma mais abrangente reduzem as chances de erros. A comunicação passa a entender melhor o mercado no qual a empresa atua e o marketing compreende o discurso transmitido.

– Comunicação pensada de forma rentável: o marketing associado à comunicação apresenta uma abordagem mais interessante para o mercado, já que esta estimula o cliente, baseando-se em suas necessidades.

Com os conhecimentos de marketing, a comunicação passa a ser mais assertiva e alinhada com o mercado, enquanto o marketing aborda os clientes de forma mais pessoal e atrativa.

Com informações do portal Comunique-se

marketing-digital-empreendedores

Por que o Marketing de Conteúdo é importante também para o empreendedor?

Como já falamos aqui em nosso blog, o Marketing de Conteúdo é uma ferramenta essencial para o site, blog e redes sociais das empresas, pois traz credibilidade e posiciona a marca à frente em seu setor.

Mas, o que estamos abordando hoje é que, não somente para a empresa, esta ferramenta do Marketing Digital também traz vantagens para o próprio empreendedor. Por quê? Pelo mesmo motivo que beneficia as marcas, aproximação de seus consumidores com menor investimento.

E, se este argumento ainda não é o suficiente, listamos outros cinco motivos:

1- Os clientes o encontrarão mais facilmente

É muito importante para o desenvolvimento do negócio que os empreendedores sejam encontrados por seus clientes, principalmente nas redes sociais. A produção de conteúdo é fundamental neste sentido, pois facilita nas buscas feitas na internet.

2- Melhora o relacionamento com os clientes

A vantagem do Marketing Digital é que ele não é intrusivo como as outras práticas e seu conteúdo aparece apenas quando é solicitado. Dessa forma, o consumidor entra em contato nos momentos em que deseja, e o material postado poderá ajudá-lo bastante em relação a dúvidas ou sugestões de seus produtos e serviços.

3- Facilita o compartilhamento das mensagens do empreendedor

O Marketing tradicional exige um grande investimento para que a mensagem alcance o máximo de pessoas. Já o Marketing de Conteúdo impacta o público muito mais rapidamente e com bem menos verba, já que, pelas redes sociais, as mensagens podem ser compartilhadas por diversos usuários e por tempo indeterminado.

4- Permite que os resultados das ações sejam acompanhados

Após publicar seu conteúdo nas redes sociais, é muito fácil monitorar os resultados e impactos que a mensagem causou na internet, já que existem ferramentas para isso nas próprias mídias. Assim, o empreendedor poderá fazer suas próximas publicações baseadas no que deu certo ou não.

5- Desenvolve o pós-venda

Por meio de seus conteúdos e até mesmo suas páginas nas redes sociais, os empreendedores podem ajudar seus clientes no pós-venda, com problemas, dúvidas ou outras solicitações.

Não apenas para a marca, a exposição do empreendedor nas plataformas digitais também é muito importante para o sucesso das vendas. Além disso, atrai a confiança e fidelidade de seus clientes, que se sentirão mais bem atendidos com acesso à comunicação diretamente com o responsável pelo negócio.

Com informações do site Resultados Digitais

marketing-de-conteudo

9 motivos para investir no Marketing de Conteúdo

Investir em Marketing Digital é essencial para qualquer empresa que queira se destacar no mercado. E para as marcas que já trabalham na área, o Marketing de Conteúdo tem se tornado uma das tarefas mais importantes.

Esta é uma estratégia feita para engajar o público-alvo nas redes sociais das marcas e aumentar o número de clientes por meio de conteúdos relevantes e que agreguem valor aos leitores.  As vantagens desta ferramenta são a possibilidade dos empreendedores em construir uma boa imagem e se aproximar dos consumidores com um investimento menor.

Além destes benefícios, veja outros motivos que fazem este investimento valer a pena:

1- O empreendedor pode ser encontrado por seus clientes

É importante que os empreendedores sejam encontrados nas buscas feitas por seus clientes, principalmente nas mídias sociais.

Com a produção de conteúdo fica muito mais fácil para a marca ser encontrada nas pesquisas, o que a deixa melhor posicionada em seu mercado. E isso traz maior chance de sucesso no empreendimento.

2- Melhora no relacionamento

Ao contrário das campanhas de marketing mais tradicionais, o conteúdo é menos invasivo, já que o usuário o encontra apenas quando busca e não o interrompe com propagandas em momentos em que não é solicitado.

Isso faz com que o consumidor entre em contato com a marca mais frequentemente, aumenta o relacionamento e deixa a marca em vantagem diante de seus concorrentes.

3- Aumenta o compartilhamento das mensagens do empreendedor

Devido à exposição nas redes sociais, o Marketing de Conteúdo pode ser compartilhado por diversas pessoas que o procuraram para entender melhor sobre o assunto de sua marca ou tirar dúvidas. Isso permite que o material produzido alcance um grande número do público, sem altos investimentos em publicidade.

4- Reduz os custos de divulgação

Para ter destaque na mídia tradicional, o empreendedor deve investir uma alta quantia para levar suas campanhas ao ar e, se ele parar de investir, a mensagem também para de ser transmitida.

O Marketing de Conteúdo permite que a campanha seja divulgada nas redes por tempo indeterminado, mesmo que a publicação tenha um ritmo reduzido.

5- Permite acompanhar os resultados das ações

No marketing tradicional fica mais difícil, já que a mensuração de resultados depende de pesquisas. Já no Marketing de Conteúdo é possível coletar estas informações por meio de ferramentas das redes sociais. Elas apresentam gráficos que mostram os posts que geraram mais engajamento, quantas curtidas ganhou ou perdeu, número de visitação na página, etc.

Essa forma otimizada de mensuração permite que o empreendedor corrija os erros e invista no que realmente dá certo para sua página.

6- Aumenta a visibilidade da marca

Esta ferramenta é uma ótima escolha para aumentar a visibilidade no mercado digital. Se o empreendedor não mantiver o investimento na imagem da marca, o concorrente pode se destacar e adquirir seus clientes. Por isso, é muito importante deixar sites, blogs e redes sociais sempre atualizados e em destaque nas buscas.

7- Cria defensores da marca

Um público fidelizado se torna defensor e consumidor frequente de sua marca. Além disso, vão sempre recomendar seus produtos e serviços e ajudar a fortalecer sua empresa no mercado.

A produção de artigos e outros materiais ajuda a responder às dúvidas do público e a orientá-lo melhor sobre os produtos e serviços do mercado, fazendo de uma marca uma referência.

8- Mostra as melhores práticas para o mercado

O Marketing de Conteúdo é um dos melhores meios de apresentar ao mercado produtos e serviços inovadores, porém, pouco explorados. Ensina ao público-alvo a importância daquele novo item e como usá-lo no dia a dia.

9- Relacionamento no pós-venda

O pós-venda é muito importante para a fidelização de clientes e esse processo precisa ser acompanhado. O Marketing de Conteúdo ajuda muito o empreendedor neste sentido, já que pode tirar dúvidas dos clientes por meio de artigos e publicações compartilhadas nas redes sociais.

Independentemente do segmento, o Marketing de Conteúdo é um recurso que vale muito a pena, principalmente pelo baixo custo que tem comparado às campanhas tradicionais. Ao produzir conteúdo frequentemente, a marca aproxima seus clientes e atrai novos consumidores, fazendo com que o empreendedor aumente cada vez mais as suas vendas.

Com informações do site Resultados Digitais