Posts

google-ranking

Rankeamento no Google: como aparecer nos primeiros resultados de busca

Muitos produtores de conteúdo que desejam aparecer entre os primeiros resultados das buscas recorrem a anúncios pagos. Entretanto, se esquecem de importantes elementos de rankeamento no Google que poderiam colocar a empresa em destaque sem mais investimentos.

Existem muitos fatores que podem colocar os sites em evidência. Quando um conteúdo é escrito da forma correta e o site está dentro dos padrões do Google, tem grandes chances de ser bem posicionado nas buscas. Veja 9 deles:

1- Tempo de domínio

Quanto mais tempo de registro o site tiver, maior ele será relevante para o Google e outros sites de busca.

2- Palavras-chave no domínio

Colocar a palavra-chave sobre a sua empresa no próprio endereço do site traz grandes chances dele ter destaque nos resultados do Google.

3- Palavra-chave no título dos artigos e outros textos

Como o Google pesquisa pelas palavras-chave, se elas estiverem no título das publicações, as chances de serem encontradas nas primeiras posições são maiores. Por isso, procure sempre colocar pelo menos uma delas na chamada de seus posts.

4- Velocidade de carregamento

O Google consegue calcular o tempo de carregamento de cada página indexada por meio de seu algoritmo (processos e fórmulas de computador que transformam as perguntas em respostas), tendo como base a codificação de HTML.

A dica aqui é ter páginas com estruturas de HTML simples e bem definidas para que tenham um carregamento rápido.

5- Conteúdo atualizado

Outro fator relevante para o Google é a atualização. Se a página não tem novos materiais publicados há muito tempo, ela tem menos chances de aparecer entre os primeiros resultados.

Manter o conteúdo do site atualizado é fundamental para que ele tenha relevância para o Google.

6- Tamanho da URL

Quanto menor a URL, melhor, mas existe também outro detalhe. Para ficar mais fácil de encontrar a sua página, é importante que seja uma URL amigável, ou seja, com as palavras principais no endereço, e não aqueles códigos com números e letras.

Uma URL amigável e curta aumenta as chances de rankear a sua página nos sites de busca.

7- Layout para mobile

É importante levar em consideração o número de acessos às plataformas digitais pelos aparelhos móveis (smartphones e tablets). Muitas vezes, a busca pode ser feita por eles e o Google vai levar em conta as páginas que se adaptam a estes meios.

Por isso, é fundamental ter um site adaptável para desktop e dispositivos móveis, assim, a sua página aparecerá em todos os meios de busca.

8- Comentários na página

O volume de comentários mostra que o conteúdo da página é interessante, já que tantas pessoas interagem.

Isso é um fator de grande relevância e ajuda a dar um bom posicionamento para a sua página no ranking das buscas.

9- Links na página

Ter links que direcionam para outros conteúdos de qualidade também é um grande diferencial que coloca sua página à frente. Quanto mais links, tanto de seu próprio site, quanto para outros, melhor pode ser a colocação.

Estes são alguns fatores que ajudam a rankear seu site no Google, mas existem muitos outros que podem ser usados. Coloque em prática estas dicas e veja sua página nos primeiros lugares dos resultados.

Com informações do AdNews

pesquisa-leitura

Segundo pesquisa, leitura melhora habilidades cerebrais

A leitura, além de aumentar o conhecimento e nos transportar para diferentes lugares e épocas, tem outro benefício muito importante: nos deixa mais inteligentes. Foi o que revelou uma pesquisa da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, e do Instituto Francês de Pesquisa Médica. Para os estudos, foram utilizadas máquinas de ressonância magnética para analisar a atividade cerebral das pessoas enquanto liam um livro.

Com a pesquisa, os cientistas concluíram que ler é uma academia para o cérebro, pois estimula a circulação na região, melhora a concentração e também a compreensão do texto.

Com o passar do tempo, as pessoas que praticam a leitura percebem melhorias na capacidade de decifrar, entender, generalizar e sintetizar conteúdos e habilidades necessárias para realizar tarefas do dia a dia.

A escritora e doutora em linguística aplicada, Lucília do Carmo Garcez, disse, em entrevista ao portal do Ministério da Educação, que ler é fundamental para o desenvolvimento do ser humano por promover uma “expansão” do cérebro.

Lucília já escreve há mais de duas décadas e, para ela, é fundamental estimular o hábito da leitura desde cedo, levando as crianças a bibliotecas e eventos relacionados, como feiras do livro. A especialista ressalta que é necessário fazer os pequenos se sentirem motivados a procurar leituras que respondam suas questões.

Que a leitura é uma prática fundamental em nossas vidas, já sabemos. E o estudo ressalta a importância que ela tem e como seus benefícios podem influenciar em diversos aspectos. Portanto, não deixe de desenvolver essa tarefa, que além de tudo, é super prazerosa.

Com informações do site Universia

 

 

Social media symbols

Estudo revela os horários de pico das redes sociais

O estudo “Horários Nobres nas Redes Sociais” realizado pela consultoria de gestão Sprinklr revela quais são os horários de pico das diferentes mídias.

Para compor a pesquisa, foram usadas 160 milhões de menções e interações nas redes sociais em 2015. Destacam-se as três mais usadas pelos brasileiros: Facebook, Instagram e Twitter. Os dados mostram que cada uma apresenta características particulares, seja o horário de pico ou conteúdo compartilhado.

Confira os horários mais movimentados de cada uma das redes, baseados no estudo da Sprinklr:

Facebook

A rede criada por Mark Zuckerberg apresentou um pico de interação entre as 11h e 14h dos dias úteis. Terça-feira, quarta-feira e quinta-feira são os dias com movimento maior na semana. O estudo também aponta que os assuntos que geram mais interações são finanças (31%), e-commerce (28%) e varejo (21%).

Instagram

O estudo mostra que as publicações feitas nesta rede não sofrem grandes alterações entre os dias úteis e os finais de semana. Existem duas faixas de horário nobre: entre 11h e 14h e 18h e 22h. Às quartas e quintas-feiras são mais movimentadas, com picos entre 20h e 21h.

A rede é muito usada para divulgação de produtos e serviços. Os setores que mais publicam são e-commerce (33%), varejo (32%) e beleza e higiene (13%). O Sprinklr também revela que o Instagram é a única das redes sociais que não apresenta redução de uso nos finais de semana.

Twitter

Uma rede com dias e horários bem definidos captados pela pesquisa é o Twitter. Quartas e quintas-feiras são os dias mais movimentados, entre 18h e 22h. Outro pico identificado também foi entre 21h e 00h. Isso porque a rede é muito usada para comentários sobre futebol e reality show. Com essa interação, o smartphone passou a ser usado como segunda tela para os telespectadores interagirem com os programas de televisão.

Outra curiosidade da rede é que, a maioria de seus conteúdos faz sentido somente dentro de um contexto específico, que tenha sido discutido entre os usuários em um determinado momento.

Com informações do portal Exame.com