Posts

YouTube

Confira 5 dicas para criar uma introdução no seu canal do YouTube

O YouTube é a plataforma de vídeos mais acessada em todo o mundo. Atualmente, o site possui mais de um bilhão de usuários (veja aqui). Com tanta audiência, é preciso produzir cada vez mais conteúdos diferenciados, para se destacar nessa rede com milhares de canais disputando visualizações e assinaturas.

Além de elaborar vídeos com boa qualidade de edição e exibir conteúdos que interessem seu público, é necessário ficar atento a um detalhe que faz a diferença na hora de cativar o usuário de internet: as introduções.

Ao criar uma abertura, seu canal ficará muito mais profissional e passará para sua audiência a sensação de que você se dedica ao produzir seus materiais. Além disso, as introduções ajudam a reforçar sua marca, criando mais aproximação com o público e ampliando a autoridade do seu negócio.

Mas, antes de editar uma abertura, é preciso saber as formas certas de desenvolver uma.

5 dicas para desenvolver uma introdução para seu canal no YouTube

Separamos a seguir 5 dicas para te ajudar na criação de uma introdução para seu canal no YouTube. Confira:

1) Analise o propósito do seu canal: antes de elaborar uma vinheta, você precisa avaliar o objetivo dos seus vídeos e a forma como eles são. Por exemplo, se os materiais são mais diretos, sua abertura não deve ser demorada.

2) Fique atento com a duração das introduções: uma abertura longa pode cansar seu público. Elas precisam ser curtas, a não ser que faça algum sentido ter uma vinheta um pouco maior. De qualquer forma, acesse o YouTube Analytics do canal para ver a média de oscilações dos vídeos e, assim, ter uma média do tempo que as aberturas podem ter.

3) Crie uma identidade visual para a abertura: a introdução não precisa ter um design extremamente elaborado, mas é interessante que tenha elementos que combinem com sua marca. Pode ser o nome do seu canal centralizado em uma foto simples.

4) Escolha uma trilha sonora para a abertura: um recurso sonoro ajuda a reforçar sua marca. Você pode escolher uma música fixa para todos os vídeos, o que vai amplificar a aproximação entre você e sua audiência. Há também a opção de optar diferentes áudios em cada vídeo, caso você queira personalizar cada material.

5)
Use programas e sites para desenvolver as introduções: há alguns softwares e até mesmo páginas na internet que ajudam a criar vinhetas. Entre eles, você pode experimentar: iVipID (acesse aqui); IntroMaker (conheça aqui); Sony Vegas (veja aqui), entre outros.

Agora que você conheceu algumas dicas para criar uma introdução de qualidade, é hora de colocar em prática. Seu público vai ficar admirado com o tom mais profissional que seu canal vai adotar.

*Fontes: Hotmart; Edools

*Imagem: divulgação

 

 

 

thumbnail

Thumbnail: confira 5 dicas para deixar miniaturas atrativas

Saber deixar uma thumbnail atraente é essencial nos dias de hoje, sobretudo para quem trabalha com marketing digital. O termo provém do inglês e significa “unha do polegar”. O nome foi atribuído às imagens em miniatura, devido ao tamanho pequeno delas.

Vários sites utilizam as thumbnails, como o Google, por exemplo. Mas, é no YouTube que elas demandam mais atenção, já que as pessoas notam um vídeo pela primeira vez por meio desses quadros. Portanto, é preciso saber como fazer uma boa miniatura para, consequentemente, atrair mais audiência ao seu canal.

Além disso, por serem menores, são mais leves. Dessa forma, deixam sua página menos pesada, o que contribui para o rankeamento no Google.

Nesse artigo, são apresentadas 5 dicas de como você pode desenvolver essas pequenas imagens.

Como deixar a thumbnail atrativa

De acordo com a FastCompany, 90% das pessoas veem vídeos antes de tomar alguma decisão (saiba mais aqui). Esses números comprovam o poder da imagem no mundo do marketing e da internet. Veja a seguir algumas sugestões de como trabalhar bem as miniaturas do seu canal no YouTube:

1) Atente-se ao tamanho: para que a imagem seja exibida corretamente, o tamanho e a resolução precisam obedecer aos padrões da plataforma. As medidas recomendadas são: resolução de 1280 x 720, largura mínima de 640 pixels e imagem menor que 2MB. Além disso, a proporção deve ser de 16:9.

Preste atenção no formato também, que pode ser: JPG, PNG, BMP ou GIF.

2) Deixe a imagem padronizada: é importante, ainda, manter uma identidade visual em suas thumbnails. Isso vale tanto para as imagens, como para a tipografia delas. Assim, seu público vai reconhecer seu canal sempre que for lançado algum vídeo.

3) Valorize as fontes: invista em letras menos decoradas e cursivas. O texto deve ser compreendido com facilidade pelo usuário.

4) Pense nas cores: caso você já tenha uma marca, pode seguir as cores dela. Também pode usar tonalidades que combinem mais com sua estratégia de marketing. Utilize cores contrastantes com o fundo da miniatura e que sejam chamativas. Há algumas ferramentas para ajudar nessa questão, como: Get Colors From Image e Adobe Color.

5) Escolha um bom programa para editar suas imagens: alguns softwares contribuem de forma significativa para deixar as miniaturas ainda mais chamativas. Entre elas, se destacam: Flimbo, que é considerado o mais simples de mexer; o Fotor, ferramenta usada online; e o Adobe Photoshop, que exige conhecimentos mais técnicos.

Colocando em prática

Agora que você já aprendeu a aprimorar uma thumbnail, chegou o momento de experimentar seu conhecimento. Ao deixar as miniaturas mais atrativas, seu canal vai chamar ainda mais a atenção do público.

*Fontes: Ideal Marketing; NitroNews

*Imagem: divulgação

YouTube

YouTube: confira 7 dicas para escolher o nome do seu canal

O YouTube é a plataforma de compartilhamento de vídeos mais utilizada do mundo. Atualmente, tem mais de um bilhão de usuários, o que representa um terço das pessoas que acessam a internet (veja aqui). Esses dados mostram que, se você quer alcançar mais leads para sua empresa, ter um canal nesta mídia social é recomendável.

Porém, antes de criar um channel na rede, é preciso definir um nome para ele. Essa questão exige muita estratégia, já que isso vai influenciar diretamente no SEO e, consequentemente, no sucesso do seu negócio.

Nosso artigo de hoje apresenta 7 sugestões para te auxiliar na hora de nomear um canal na plataforma.

Dicas para escolher o nome do seu canal no YouTube

Confira abaixo algumas estratégias antes de criar um canal no YouTube:

1) Defina seu nicho: antes de lançar um canal no site, é necessário saber exatamente o que ele vai abordar. Delimitando o tema, ficará mais fácil definir um nome, que esteja de acordo com a linguagem e assuntos que serão explorados.

2) Estude seu público-alvo: faça uma análise do que sua persona gosta, dos temas que ela quer saber mais e que estão faltando no YouTube.

3) Aproveite sua marca: se você já tem um negócio estabelecido no mercado, é uma boa opção usar o nome da empresa. Assim, atrairá o público que já tem fora do YouTube, para sua nova mídia. Além disso, reforça sua autoridade no ramo em que atua.

4) Faça um brainstorming: reserve um tempo e pense em todas as palavras que definem o tema que será abordado em seu canal. Assim, você pode estabelecer quais termos combinam mais com a ideia que será transmitida.

5) Prefira nomes curtos e de fácil compreensão: evite palavras que seu público não entenda, termos em inglês, expressões pouco conhecidas, entre outros. Escolha um nome que seja simples, com uma boa sonoridade e que fique facilmente na memória.

6) Verifique outros canais: antes de selecionar definitivamente o nome, cheque se ele já não está sendo utilizado por outro canal. Isso evita processos e dá mais credibilidade ao seu conteúdo.

7) Peça a opinião de conhecidos: veja com amigos, colegas e familiares o que eles acham do nome. Assim, você verá se as pessoas vão reagir positivamente à escolha.

Agora que você está mais preparado para elaborar um nome para seu canal no YouTube, saberá escolher uma boa opção. Dessa forma, terá muitos views e sucesso na nova mídia.

*Fontes: Hotmart; SOS

*Imagem: divulgação

 

IGTV

IGTV: como usar a nova plataforma do Instagram em seu negócio

A nova ferramenta do Instagram, IGTV, foi lançada no dia 2 de junho, durante um evento em São Francisco, nos Estados Unidos, para comemorar a marca de 1 bilhão de usuários no aplicativo.

De acordo com o presidente executivo e um dos fundadores da rede social, Kevin Systrom, uma das propostas do recurso é que os vídeos sejam feitos na vertical, diferentemente das outras plataformas, que priorizam o formato horizontal.

Além disso, a recém-lançada funcionalidade do Instagram visa concorrer com o YouTube, maior plataforma de compartilhamento de vídeos atualmente.

Neste artigo, apresentaremos as principais características do recurso e daremos dicas de como você pode aproveitá-lo em seu negócio.

Onde encontrar o IGTV

Se você já tem o Instagram baixado em seu celular, é possível encontrá-lo na própria interface do aplicativo. Ele está no canto superior direito, acima dos stories e ao lado do Direct, na tela inicial. Também há a opção de fazer o download da funcionalidade em um app separado.

Características do IGTV e como usá-lo

Quem possui a conta verificada ou com alcances maiores na rede social, consegue fazer vídeos de até 1 hora. Para os demais usuários, o tempo fica limitado a 10 minutos, com no mínimo 15 segundos de duração.

Para postar conteúdo no IGTV, é preciso fazer o upload do seu arquivo. A funcionalidade ainda não permite gravar vídeos diretamente, apenas assisti-los.

O Instagram criou um manual para orientar a produção audiovisual na nova plataforma. Para acessá-lo e conferir mais detalhes, clique aqui.

A rede social também possibilita que você gerencie os vídeos pelo seu desktop. No perfil de cada conta, tem a aba “IGTV”.

Os vídeos precisam estar na vertical e devem ter resolução de até 4K (4000 pixels na horizontal e 2000 na vertical).

As transmissões também são segmentadas. O usuário tem a opção de ver conteúdo das categorias “Para você”, “Seguindo”, “Popular” e “Continuar assistindo”.

Para criar um canal, é preciso selecionar o ícone de engrenagem localizado na interface do recurso, no canto inferior direito. Em seguida, é só clicar em “Criar canal” e agir conforme as instruções que vão aparecer.

O que você pode produzir para o IGTV

O Instagram está se tornando uma das redes sociais mais promissoras da atualidade. De acordo com a empresa Bloomberg, o aplicativo pode render US$ 100 bilhões ao Facebook. Então, vale a pena investir na plataforma. Confira algumas dicas:

Produza conteúdo original: não publique vídeos repetidos no recurso, como materiais que já tenham sido postados em seu canal no YouTube. Invista em um conteúdo diversificado, que seu público queira ver e você ainda não teve como divulgar em outros locais.

Faça entrevistas: esse formato é interessante na nova plataforma, já que ela tem uma duração maior e os vídeos não são apagados.

Divulgue tutoriais: se sua empresa vende algum tipo de produto ou serviço, postar conteúdos de “Do It Yourself” e dicas de como utilizar a mercadoria, também podem atrair seu público.

Apresente seu trabalho: aproveite para mostrar sua expertise, além das vantagens e características do que você faz ou vende.

Desenvolva webinars: esse tipo de seminário é muito adequado nesse ambiente, pois você já tem o público-alvo inscrito no seu perfil na rede. Você também pode inserir links para landing pages nos vídeos.

Responda dúvidas: o espaço é propício para sanar as dúvidas mais frequentes dos seus clientes. Aproveite que a plataforma não exclui o conteúdo e conquiste seu público esclarecendo questionamentos deles.

Agora que você já conhece o IGTV, que tal experimentar a ferramenta? Ela pode ser uma ótima fonte para fidelizar e conquistar ainda mais clientes.

Fontes: Rock Content; Mateada; Dose de Marketing; Inforce